Barrichello explica estratégia “para ganhar” e compara triunfo em Londrina a “renascimento”

A vitória em Londrina no último domingo (21) teve o fator estratégia como fundamental para Rubens Barrichello. Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO logo após o pódio da corrida 1 no Paraná, ele também comparou a prova com sua própria vida em 2018

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }


 

Rubens Barrichello triunfou na corrida 1 da etapa de Londrina da Stock Car no último domingo (21) e se colocou definitivamente na briga pelo título da categoria – ele alcançou a terceira posição, atrás apenas de Daniel Serra e Felipe Fraga.

A vitória foi puramente estratégica: quando a janela de pit-stops se abriu, Barrichello permaneceu na pista, enquanto os adversários pelo triunfo foram aos boxes. O #111 conseguiu dar volta livre na liderança, parou no giro seguinte e contou com excelente trabalho da Full Time para garantir a primeira colocação – ele ainda foi ultrapassado por Julio Campos, que usou um push, mas retomou a posição.

Logo após o pódio, Barrichello explicou ao GRANDE PRÊMIO de forma exclusiva o plano da equipe para que pudesse vencer – isso enquanto era agarrado por uma multidão de fãs, seguranças e membros da organização da Stock Car.

"Fizemos uma estratégia para ganhar a prova, então usamos da artimanha para sermos os mais rápidos o possível", deixou claro o piloto.

Ele também comentou sobre situações específicas da prova, como a aproximação dos líderes na pista após um acidente: "E foi isso. Teve um safety-car, teve uma situação (específica), então fica no  'vamos ver como é que vai ser, como é que vai desenrolar'", ponderou.

Rubens Barrichello (Foto: Carsten Horst/Hyset)

Por fim, ele ainda comparou o final de semana com a própria vida em 2018, ano no qual passou por suspeita de AVC: "Eu consegui um negócio, 15° ontem na classsificação, foi quase a história desse ano, foi um renascimento, então foi demais", lembrou.

Barrichello, de fato, ficou em 15° no Q1 do treino de classificação de sábado (20), passando no limite para a segunda fase. Depois, se recuperou e foi segundo no grid.

Ele foi a 194 pontos no campeonato, 76 atrás do líder Daniel Serra (270). Entre eles está Felipe Fraga, com 236 pontos. A Stock Car volta em Goiânia, em duas semanas, para mais uma rodada dupla, antes do encerramento em Interlagos, em dezembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube