Camilo admite frustração e crê que espera antes do Q3 atrapalhou briga por pole

Apesar disso, Thiago Camilo larga na terceira colocação e está extremamente confiante no que disse ser o carro mais equilibrado do ano. Admitiu, entretanto, que restou um gosto amargo por não ter ido à pole

Quem estava acompanhando o treino de classificação da Stock Car, na tarde deste sábado (19), em Cascavel, tinha uma expectativa muito clara: que a pole fosse para Thiago Camilo. Líder do segundo e terceiro treinos livres e do Q1 e Q2 da classificação, Camilo tinha a vantagem de ser o último a andar no Q3, mas que acabou por ser desvantagem. Gabriel Casagrande ficou com a pole, mas não abalou a confiança de Camilo para o domingo.
 
Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO, Camilo admitiu que, apesar de estar numa boa terceira colocação, fica um gosto um pouco amargo. Aplacado, contudo, por estar à frente da dupla que lidera o campeonato: Daniel Serra e Ricardo Maurício, que partem respectivamente em 4º e 17º.
 
"É complicado… Quando você está acostumado a marcar pole e liderar os treinos, não deixa de ser uma frustração não estar na pole. Tem o lado positivo também: estou ao lado do Daniel, que é um concorrente ao título, bem na frente do Ricardo, que é outro concorrente, e perto do Fraga, que tem uma distância considerável para os três primeiros", avaliou. 
 
De acordo com o piloto, a A.Mattheis comprovou que o tempo parado nos boxes entre o Q2 e o Q3 contribuiu para a queda de rendimento. Camilo tinha anotado 1min01s6 no Q2 e ficou com 1min01s9 no Q3. Casagrande, pole, fechou em 1min01s861.
 
"A equipe comprovou ali através de dados que ter ficado nos boxes tanto tempo, ficar parado por tantos minutos, terem demorado a soltar e ter sido o último a ir para a pista atrapalhou um pouco. Em termos de eficiência e performance que o carro tinha. Provavelmente, se o Q3 tivesse mais uma volta, eu teria conseguido melhorar o tempo, mesmo com uma volta a mais de pneu, porque o carro estava muito bom", contou.
Thiago Camilo (Foto: Carsten Horst/Hyset)
"Faltou um pouco de ajuste de temperatura e pressão no pneu para a gente no Q3, o carro teve um comportamento muito diferente do que tinha no Q1 e Q2. Só pode ser isso", declarou. 
 
"Acabamos não podendo mexer em nada de uma fase para a outra – e o nosso carro tem por característica sempre evoluir de uma sessão para outra. Tanto que minha volta no Q1 foi 1min01s8, depois no Q2 foi 1min01s6 e a expectativa era melhorar de novo, mas acabamos perdendo 0s2. Não é uma coisa normal do nosso carro. Alguma coisa nos atrapalhou", seguiu.
 
Apesar dos pesares, Camilo acredita que o carro está ótimo para ritmo de corrida. 
 
"Estou muito confiante para amanhã, confiante no carro e com o trabalho da equipe durante o fim de semana. Fazendo uma análise fria, talvez seja a corrida em que a gente tem o carro mais equilibrado. Dá para fazer bons pontos amanhã, pensar no campeonato. Brigar pela vitória talvez seja possível, vai depender da estratégia que eles vão adotar para saber se vão atacar ou não, mas tenho certeza que temos condições de sair daqui com um bom resultado", afirmou.
 
No domingo, a largada da corrida 1 está marcada para as 10h30 (de Brasília), ao passo que a corrida 2 começa às 12h.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha a etapa de Cascavel da Stock Car 'in loco' com o repórter Pedro Henrique Marum.
 

Paddockast #38
CORRIDAS POLÊMICAS DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube