Camilo elogia “extremamente profissional” Bia, frisa força da Stock Car e traça meta para 2018: “Cansei de ser vice”

Thiago Camilo iniciou, em 2018, sua 16ª temporada na Stock Car. Olhando para trás, o piloto somou número impressionantes em seu currículo, mas o título ainda não veio. Para a temporada, então, o objetivo para ele é claro: encaixar um ano perfeito para ser o grande campeão

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

O ano de 2018 marca a 16ª temporada de Thiago Camilo na Stock Car. Desde 2003 no turismo brasileiro, o piloto já conquistou resultados impressionantes, como três Corridas do Milhão, e tem um currículo com números para se orgulhar. Mas olhando para trás ainda falta algo, e isso é um título, como o próprio já deixou claro.
 

Em todos os seus anos no certame brasileiro, o #21 soma três vice-campeonatos, inclusive o conquistado em 2017. Para este campeonato, o objetivo é claro: sair como o grande campeão. “A expectativa [para este ano] é positiva, tem que ser melhor que o ano passado”, disse em conversa com o GRANDE PRÊMIO.
 
“Estou um pouco cansado de ser vice-campeão, já são três vices, então vamos ver se a gente consegue encaixar um ano perfeito e sair com o título do campeonato”, completou o competidor.
Thiago Camilo busca o título da Stock Car em 2018 (Foto: Carsten Horst)

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Há tantas temporadas na categoria, o #21 é um piloto que tem propriedade e conhecimento para falar do certame nacional. Então, quando perguntado da chegada de Lucas Di Grassi e Nelsinho Piquet, apesar de recohecer a importância da dupla no cenário do automobilismo mundial, frisou que isso só mostra a competitividade presente no campeonato.
 

“Eu acho que o nível de pilotos sempre foi muito alto, independente da chegada do Di Grassi, do Nelsinho. Claro que são pilotos do automobilismo de renome internacional, mas isso só mostra a competitividade e a força da categoria. Isso só engrandece muito o evento, então é positivo para todos”, disse.
 
E Thiago ainda lidou com uma grande novidade para este ano. Após cinco anos dividindo a equipe com um mesmo companheiro, em 2018 tem um novo parceiro, ou melhor, parceira. Bia Figueiredo chegou para integrar o time da Ipiranga, e o piloto não poupou elogios para ela. “Desde o primeiro momento que foi anunciado a gente já vem trabalhando bastante juntos”.
 
“A Bia, diferente dos últimos cinco anos que eu tive dentro da equipe, é uma piloto extremamente profissional, defende as cores do patrocinador e é disso que a gente precisa aqui dentro”, encerrou.
”VOCÊ TEM DE RESPEITAR”

EMOÇÃO GENUÍNA DE BARRICHELLO É EXEMPLO DE MOTIVAÇÃO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube