Campos torce para Q4 da Corrida do Milhão ser “bom na TV, porque para pilotos não é”

Júlio Campos não está entre os que aprovaram a mudança no treino de classificação para a Corrida do Milhão. Terceiro no campeonato, o piloto da Prati Donaduzzi acha que a criação do Q4 é prejudicial a quem briga pelo título

A terceira colocação de Júlio Campos no campeonato coloca o piloto da Prati Donaduzzi como candidato ao título. Só que a Corrida do Milhão deste final de semana traz algo diferente – e que, na visão do #4, pode ter influência direta nessa disputa.

O treino de classificação da prova mais famosa da Stock Car terá um formato único no ano, com Q4 (com três pilotos brigando pela pole). e em que os carros não poderão alterar pneus nem adicionar combustível após a sessão. Ou seja: quem for mais longe e brigar pela pole, deve ter carro mais 'fraco' para a corrida.

Campos não acha isso justo. Em entrevista ao GRANDE PRÊMIO, ele analisou a escolha da organização da categoria: "A realidade é o seguinte: tomara que seja um negócio bacana para a televisão, porque para os pilotos não é nada interessante sofrer penalização em performance, em tempo em box… Largar na pole e perder uma corrida para um cara que largou com mais combustível que você simplesmente porque a categoria resolveu assim", desabafou o piloto.

"Espero que seja realimente muito bacana na TV e que a gente pense depois da corrida que estávamos errados", seguiu.

Júlio Campos (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)
Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Na visão do paranaense, o fato de ser uma corrida com prêmio maior não deveria significar mudanças tão brucas: "Eu acho que todos os pilotos vão achar que, para performance e justiça, que é o que sempre queremos, estamos bem longe disso na Corrida do Milhão."

"Uma corrida que tem esse ar de festa, corrida única, mas é complicado penalizar os pilotos, que não têm nada com isso, com combustível a mais e pneu pior. É muito difícil: um cara que largou em segundo ou terceiro vai ficar muito frustrado se perder o milhão por causa disso", opinou.

Julio Campos (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

Campos é mais um que acredita que a sétima colocação é a 'nova pole', já que deixará o piloto lá posicionado com carro em melhores condições de vitória do que os seis primeiros no grid. Mesmo assim, garante que vai lutar pela pole (ele tem uma na temporada, sendo o único além de Thiago Camilo a alcançar tal posto.

"A nossa ideia é fazer pole-position, com certeza, estamos estudando a melhor maneira. Estamos tentando poupar combustível. Não sabemos exatamente com vamos fazer – o certo seria fazer tudo na primeira volta, de saída, mas testamos isso em Campo Grande e foi muito ruim, tive que dar mais uma volta lenta e uma rápida, você acaba gastando 6L ou 7L, algo que faria uma falta absurda. Vamos ter que estudar nos treinos se o carro vai estar pronto para as primeiras voltas", concluiu.

Sob tal polêmica, o treino de classificação da Corrida do Milhão começa às 12h deste sábado. O GRANDE PRÊMIO cobre tudo in loco em Interlagos com os repórteres Felipe Noronha, Pedro Henrique Marum e Cauê Moalli. A corrida começa às 11h30 do domingo. Acompanhe tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube