Stock Car

Casagrande deixa Vogel e vira companheiro de equipe de Cacá e Fraga em 2019 na Stock Car

A estrutura da equipe chefiada por William Lube e Duda Pamplona vai seguir com quatro carros, mas com um esquema diferente. Cacá Bueno e Felipe Fraga seguem pela Cimed, enquanto Gabriel Casagrande traz seus próprios patrocinadores. Marcos Gomes segue como piloto Cimed, mas tendência é correr por nova equipe em 2019
Warm Up, de São Paulo / FERNANDO SILVA, de Sumaré / NATHALIA DE VIVO, de Interlagos
 Gabriel Casagrande vai trabalhar ao lado de Duda Pamplona e William Lube em 2019 (Foto: Bruno Terena/RF1)

A dança das cadeiras continua a pleno vapor na Stock Car. A temporada 2019 da principal categoria do automobilismo brasileiro ainda não tem calendário com as praças definidas, mas já se sabe que alguns pilotos vão trocar de equipe. Gabriel Casagrande, que defendeu a Vogel nos últimos dois anos, é um deles. O paranaense vai ser companheiro de Cacá Bueno e Felipe Fraga, mas não exatamente pela Cimed Racing.
 
Cacá e Fraga, com contratos de longa duração pela empresa farmacêutica, têm seu lugar assegurado na equipe chefiada por William Lube e Duda Pamplona. A estrutura do time segue com quatro carros, como é neste ano, porém apenas os campeões vão levar o patrocínio da Cimed. Casagrande vai se unir ao time, mas levando seus próprios apoiadores. Ainda há a expectativa do anúncio de mais um piloto, no mesmo esquema definido para Gabriel.
 
“Este será um grande desafio em minha carreira”, afirmou o piloto, de apenas 23 anos. “Quando fui para a Vogel, consegui uma grande evolução, conquistando minha primeira vitória [no ano passado, em Curvelo], e aproveito para agradecer muito a todos do time por estes anos juntos. Agora terei a chance de integrar uma das melhores, senão a melhor equipe da Stock Car”, destacou.
Ao lado de Cacá Bueno e Felipe Fraga, Gabriel Casagrande festeja nova equipe em 2019 (Foto: Bruno Terena/RF1)
“É uma grande responsabilidade e, com certeza, uma ótima oportunidade de estar ao lado de dois campeões, como o Felipe Fraga e o Cacá Bueno, que dispensam apresentações”, complementou.
 
A chegada de Casagrande à equipe chefiada por Lube e Pamplona representa uma mudança considerável no line-up de pilotos atual da Cimed. Lucas Foresti deixa o time. E o primeiro piloto campeão pela equipe, Marcos Gomes, dono do título da Stock Car em 2015, vai manter o patrocínio em casa nova, mas a tendência é de defender outra casa.
 
Neste ano, Denis Navarro cumpre programa semelhante. O piloto leva no seu carro #5 as cores da Cimed, mas corre sob a estrutura da Cavaleiro.
 
Ao GRANDE PRÊMIO em Interlagos, durante a etapa final da Porsche Endurance Series em 2018, Gomes falou que o cenário para 2019 ainda não está totalmente acertado. “Ano que vem sigo com o patrocínio com a Cimed, mas provavelmente em uma outra equipe, ainda não tenho nada 100% fechado, mas acho que até a etapa de São Paulo temos alguma definição”, afirmou.
 
Lube, por sua vez, saudou a chegada de Casagrande e a consequente saída de Foresti para 2019. “A trajetória do Gabriel é bem parecida com a do Felipe, que em seu segundo ano com nosso time conquistou o título da categoria. Acreditamos muito em seu potencial e temos certeza de que seguiremos fortes com esta estrutura de quatro carros”.
 
“Aproveito para agradecer ao Lucas pelo empenho e dedicação em toda a temporada e esperamos ter em Interlagos um grande resultado para fechar a parceria da melhor forma possível”, concluiu o chefe da equipe.