De ida ao hospital a correr contra vontade: Gomes, Ingo e Serra dividem memórias da Stock Car

Ingo Hoffmann, Chico Serra e Paulo Gomes estão entre os maiores campeões da história da Stock Car. Perto do encerramento da temporada que marcou os 40 anos da categoria, o GRANDE PRÊMIO pediu a eles que lembrassem os principais momentos que viveram no campeonato

A Stock Car tem Ingo Hoffmann como seu maior campeão, com 12 títulos; Cacá Bueno tem cinco; Paulo Gomes, quatro; e a lista de três vezes donos da taça tem Chico Serra ao lado de Ângelo Giombelli.

Bueno ainda está no grid, e Giombelli levou seus títulos como parceiro de Hoffmann; Então os outros três são os maiores campeões que já pararam de andar na Stock Car. Os principais campeões nos 40 anos de categoria, completados exatamente em 2019.

Por isso, o GRANDE PRÊMIO pediu a eles que lembrassem os momentos mais especiais que viveram na categoria. Afinal, são 19 títulos juntos, quase metade do total da história – e, além disso, os três seguem muito ligados à categoria, sempre presentes nas etapas.

Ingo hoffmann (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM


Ingo Hoffmann – campeão em 1980, 1985, 1989, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994, 1996, 1997, 1998 e 2002

"Olha, um dos momentos mais marcantes para mim foi o primeiro campeonato que eu ganhei, em 1980, porque em 1979 eu tinha voltado da Europa, da minha carreira internacional lá fora que tinha ido por água abaixo. Voltei para o Brasil psicologicamente derrotado, arrasado, devendo grana. E em 1979 eu comecei a correr na Stock Car até meio contra vontade, porque eu não queria."

"Aí foi um ano de aprendizado. Em 1980, foi o meu primeiro campeonato encarando isso aqui como ‘tem chance! Dá para eu continuar correndo no Brasil profissionalmente’. Então esse campeonato de 1980 foi extremamente significativo nesse sentido de mostrar para mim que tem vida profissional no automobilismo brasileiro e não só na Europa."

"Acho que o segundo foi 2008, que foi o meu último ano. Foi um ano extremamente abençoado, porque eu sempre tive uma grande preocupação, eu sou absurdamente competitivo, então sempre tive a preocupação de sair da categoria quando eu quisesse sair bem, em cima, não porque o sistema me botou para fora 'porque o Ingo não é mais competitivo'. Então em 2008 eu anunciei a minha aposentadoria na pole-postion, em Interlagos, na Rede Globo ao vivo. Não tem lugar melhor para você anunciar a aposentadoria do que na pole-position."

"E a última corrida minha em 2008, no fechamento do campeonato, eu fui terceiro, fui pódio. Então, pronto, agora fechou. Eu saí super competitivo, meu último ano foi super competitivo em termos de pilotagem, então isso para mim foi extremamente marcante e me dá muita satisfação de lembrar isso. Eu parei na Stock Car porque eu quis parar. Eu tinha 55 anos, eu parei em 2008, eu quis parar. Eu estava super competitivo. Se eu quisesse, eu continuaria por mais alguns anos. Essa temporada de 2008, como um todo, foi extremamente marcante neste aspecto, pelo fato de eu anunciar a minha despedida na pole e a última corrida no pódio."

Paulo Gomes (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

Paulo Gomes – campeão em 1979, 1983, 1984 e 1995

“Sem dúvida nenhuma, foi a primeira vitória do meu filho Pedro", lembrou Paulo, citando o triunfo de Pedro Gomes em 2004, em Curitiba, que também veio com pole-position.

"A primeira vitória do meu filho Marcos e o campeonato do meu filho Marcos. Superou todos os meus”, continuou, agora comentando sobre o triunfo de Marcos Gomes (que segue no grid) em Interlagos-2007 e o título que este conquistou em 2015. 

Por que é diferente quando é com filho?

“Filho é uma coisa fabricada por você, né. É uma pessoa que está lá, te representando. É um pedação meu”.

Chico e Lucas Serra (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

Chico Serra

"Acho que quando eu realmente estreei na Stock Car, em 1986. Fiz alguns anos, parei, depois voltei. Acho que esse foi o momento em que comecei mesmo na categoria. Eu tinha voltado para o Brasil, estava correndo de marcas, só, e estreei na Stock Car."

"Outro foi meu primeiro título (1999). Lógico que era algo que eu estava procurando fazia um tempinho, e eu consegui."

"E teve um acidente que eu tive na largada em Interlagos, acho que foi quando ganhei meu terceiro título (2001), mas durante o campeonato. Tive um acidente, acabei indo para o hospital e acho que lesionei uma costela, uma vértebra. Fiquei preocupado se não ia voltar logo, com o campeonato andando, mas deu tudo certo, acabei voltando e ganhando."

A decisão da Stock Car – de 2019, claro – será em Interlagos, no dia 15 de dezembro, com corrida única, mas de pontuação dobrada, e terá cobertura completa do GRANDE PRÊMIO ‘in loco’.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube