De saída da KTF, Gomes define destino para temporada 2020: a Cavaleiro

O campeão da Stock Car em 2015 e pole da etapa final deste ano, Marcos Gomes, vai andar de casa nova na temporada 2020: é a Cavaleiro, que confirmou informação do GRANDE PRÊMIO sobre a assinatura de contrato - em agosto. Desta forma, a KTF perde um de seus nomes

Uma dos mistérios maiores do mercado de pilotos da Stock Car para 2020 está definido: o campeão Marcos Gomes, pole da Super Final de Interlagos que encerra o campeonato 2019, está de contrato assinado com a Cavaleiro e deixa a KTF após uma temporada. O GRANDE PRÊMIO apurou o movimento e confirmou a informação com Beto Cavaleiro, chefe do time que leva seu sobrenome. 
 
Com a pole de Interlagos, Gomes tem a chance de anotar o primeiro pódio dele no campeonato. A KTF, na realidade, chegou com interesse em buscar resultados no ano inicial como equipe na Stock Car, mas demorou a ir ao pódio: foi somente na corrida 2 da segunda etapa do Velo Città, com Diego Nunes. Durante o ano, o time inaugurou nova fábrica, mas acabou perdendo rendimento na pista após um começo promissor. 
 
Gomes, então, não vai seguir para a sequência do time. Desta forma, acertou com a equipe de Beto Cavaleiro e será companheiro de Dênis Navarro no ano que vem. Felipe Lapenna, assim, é quem perde a vaga.
Denis Navarro (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)
"O Marquinhos está com a gente ano que vem: Marquinhos e Dênis será a dupla", confirmou após ser perguntado pelo GP. "Minha opinião sobre o pole é que fizemos a escolha certa", brincou o novo chefe. 
 
"Não, mas falando sério, o Lapenna é um piloto maravilhoso. No meio do ano, traçamos uma estratégia, o Thiago [Sansana], que é meu sócio aqui e de outros negócios, então decidimos lá no meio do ano que contrataríamos alguém que tivesse sido campeão ou quase isso, um piloto que estivesse no top-10 da categoria. Chegamos para o Dênis e o Lapenna, falamos que tinha uma vaga e quem se manifestasse primeiro… O Dênis foi um pouco mais rápido", contou. 
 
"Lapenna é maravilhoso, uma pessoa que sentimos muito de não estar aqui, mas não vamos ser loucos de colocar três carros. A equipe vai crescer, se Deus quiser, no ano que vem, com essa contratação. Nosso objetivo era o Marquinhos. Tínhamos uma lista de quatro nomes, mas fizemos de tudo [para fechar com Gomes]. E conseguimos. Fechamos em agosto, está tudo assinado", disse.
 
Cavaleiro admitiu, então, que o ano de 2020 guarda altas expectativas de uma equipe que espera dar um salto de qualidade com Gomes e com Navarro, que foi ao Q3 pela primeira vez na Stock Car em Interlagos.
 
"A nossa equipe foi uma aposta em 2015, quando ela iniciou. Todo mundo achava que o Beto Cavaleiro não entendia muito de automobilismo, estava brincando e nós viemos provando que não era verdade. A administração de uma equipe é como a de uma empresa, e modéstia à parte eu sou bom nisso. Tenho outros tipos de empresa, mas a gestão é a mesma, e eu coloquei gente certa no lugar certo. Acho que tenho tirado a equipe do patamar de pequena para média para incomodar a ser média e incomodar as grandes", comentou.
Beto Cavaleiro (Foto: Duda Bairros/Vicar)
"O Dênis, hoje, está na melhor temporada dele. Talvez não de resultados finais, mas certamente de velocidade, onde lá está, primeira vez no Q3 hoje, foi ao pódio, liderou vários treinos livres. Uma evolução maravilhosa, ele tem a cabeça boa, confiando na equipe. Não é só um cara agregador: escolhemos o Dênis como piloto, porque não tinha ninguém melhor e não vai ter no ano que vem", falou.
 
"O Marquinhos é o piloto campeão, mas o tratamento vai ser igual. Outros pilotos que nós conversamos perguntavam se o melhor motor viria para eles. 'Não, não vai vir e você também não vem para nossa equipe'. Focamos por isso no Marquinhos: queríamos já para o ano passado, mas vai ser nesse ano", finalizou.
 
A abertura da temporada 2020 da Stock está marcada para 29 de março, com a Corrida de Duplas.

A decisão da Stock Car será em Interlagos, no dia 15 de dezembro, com corrida única, mas de pontuação dobrada, e terá cobertura completa do GRANDE PRÊMIO ‘in loco’ com os repórteres Felipe Noronha, Pedro Henrique Marum, Juliana Tesser e Cauê Moalli.

 

Paddockast #46
OS 10 MELHORES PILOTOS DA DÉCADA

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube