Dono de 5, Camilo assume que pole na Corrida do Milhão “pode não ser interessante”

Com a mudança no treino de classificação para a Corrida do Milhão, talvez não seja bom negócio largar lá na frente do grid. E quem analisa de tal forma é especialista em ser pole: Thiago Camilo, que fez cinco das seis possíveis em 2019

A Corrida do Milhão de 2019 terá um treino de classificação modificado – com Q4, e não com o Q3 decidindo o pole. Além disso, os pilotos não poderão trocar pneus nem adicionar combustível em seus carros – ou seja, quem for mais longe no treino, vai para a prova com o carro mais gasto.

Nassas condições, talvez fazer a pole-position na etapa especial da temporada não seja a melhor ideia. Por isso, o GRANDE PRÊMIO foi questionar o maior especialista em largar na frente do grid no 2019 da Stock Car: Thiago Camilo.

Dono de cinco das seis poles possíveis até aqui, o piloto da Ipiranga assume: dessa vez, para buscar a vitória e o R$ 1 milhão, talvez não seja o ideal conseguir a primeira posição no grid em Interlagos.

"É um pouco difícil falar sobre isso agora, porque não tivemos um treino em condições normais para testar gasto de combustível e pneu, mas talvez não seja interessante ir para a briga pela pole", comentou o #21 ao GP, entre os treinos livres disputados nesta sexta-feira

"A Corrida do Milhão sempre contou com regras diferentes, então a gente já sabia que alguma alteração viria. Agora temos que nos adaptar, não adianta ficar reclamando. Claro que, dentro do carro que a gente tem, nossa proposta e o que temos apresentado, não é o ideal. O ideal seria manter a regra do campeonato todo, mas sem dúvida que os três primeiros estarão mais prejudicados na corrida. Do quarto ao sexto estarão menos prejudicados que os três primeiros, mas mais que os outros", seguiu.

Thiago Camilo (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)
Paddockast #30
SHOW DO MILHÃO!

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

Como Camilo disse, irão ao Q4 três pilotos – e, do quarto ao sexto, serão os eliminados no Q3. O sétimo colocado será o melhor do Q2, e pode ser que a leitura das equipes seja que estar nessa posição é o ideal.

"Se eu pudesse escolher a posição de largar, certamente largaria em sétimo e cheio de combustível. Dá para evitar um monte de risco com isso. Caso tenha uma janela de safety-car perto das paradas, o sétimo, oitavo e nono, voltam muito na frente dos carros que fizeram Q3 e Q4. Com a competitividade da categoria, fica quase impossível tirar essa vantagem."

"Se largar em sétimo e mantiver um gap não tão grande, você está equiparado com o cara que foi para o Q4, mas com um pouco mais de pneu reservado, talvez melhor administração do push – quem largar na frente vai ter que abrir vantagem para conseguir sair dos boxes na frente, enquanto o outro vai poder administrar um pouco mais e de repente poupar alguma coisa antes da janela de pit-stop", concluiu Camilo.

Thiago Camilo (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)

O piloto e a Ipiranga batalham por uma boa posição no treino de classificação – seja ela qual for na estratégia montada – a partir de 12h do sábado. Camilo tem 166 pontos na temporada, na quinta colocação. Dois acima está Rubens Barrichello, e, três, Júlio Campos. Ricardo Maurício é o vice-líder, nove à frente, e Daniel Serra lidera com 190.

GRANDE PRÊMIO cobre tudo da Corrida do Milhão in loco em Interlagos com os repórteres Felipe Noronha, Pedro Henrique Marum e Cauê Moalli. A corrida começa às 11h30 do domingo. Acompanhe tudo aqui.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube