Em corrida 2 cheia de incidentes, Baptista fecha domingo da Stock Light com vitória no Velopark

O desfecho do fim de semana de velocidade em Nova Santa Rita trouxe uma corrida cheia de incidentes, acionamentos do safety-car e problemas desde a largada. Vitor Baptista, alheio às ocorrências, teve um grande início de prova, pulou de quinto para primeiro e venceu na tarde deste domingo no Velopark (7)

A corrida que completou a rodada dupla inaugural da temporada 2019 da Stock Light, na tarde deste domingo (7), foi das mais conturbadas no Velopark. Uma série de incidentes e de intervenções do safety-car reduziram bem o tempo real de prova com bandeira verde. Alheio aos problemas com outros pilotos, Vitor Baptista coroou seu regresso à categoria de acesso à Stock Car no topo do pódio em Nova Santa Rita. 
 
Dentre tantos incidentes do início ao fim da corrida, a disputa ainda foi marcada por uma forte batida sofrida por Gabriel Robe, que perdeu o controle do seu carro na última relargada e acertou a traseira no muro de proteção em plena reta dos boxes. Por sorte, o gaúcho, saiu do carro consciente.
 
Marco Cozzi terminou na segunda colocação, sacramentando a dobradinha da SG Racing, com Guilherme Salas, o vencedor da primeira corrida do domingo, fechando o pódio. Raphael Reis, atual campeão da Stock Light, foi o quarto, seguido por André Moraes Jr. Erik Mayrink terminou na sexta colocação, à frente de Pedro Boesel, Diego Ramos, Gustavo Myasava e Lukas Moraes, que completou o top-10.
Marco Cozzi ao lado do chefe da SG e do vencedor, Vitor Baptista (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

A próxima etapa da Stock Light na temporada 2019 está marcada para Goiânia, entre os dias 18 e 19 de maio.

 
Saiba como foi a corrida 2 da Stock Light no Velopark
 
André Moraes Jr. e Márcio Campos, por conta da regra do grid invertido, abriram a primeira fila de um grid de 21 carros no Velopark para a corrida 2. A prova chegou a ter a largada autorizada pela primeira vez, mas foi abortada pela direção de prova. Mas a direção de prova acionou a bandeira vermelha, interrompendo a corrida para que fosse feito um novo alinhamento e realizar uma nova largada.
 
Na volta que antecedeu a relargada, Matheus Iorio, o melhor novato da corrida 1, sofreu uma pane no grid e não conseguiu sair para a corrida. Lá na frente, finalmente Moraes Jr. e Campos conseguiram fazer o alinhamento correto antes da luz vermelha se apagar para a prova ter início em Nova Santa Rita.
 
Campos aproveitou a experiência e a melhor largada para pular na frente, com Vitor Baptista assumindo a segunda colocação antes da primeira volta, com grande manobra na última curva para superar Moraes Jr. Os experientes Marco Cozzi, Gustavo Frigotto, Gustavo Myasava e Guilherme Salas vinham logo atrás.
Largada de uma corrida complicada da Stock Light no Velopark (Foto: Duda Bairros/Stock Car)

Com melhor performance e maior equilíbrio, Baptista aproveitou um erro cometido por Campos no fim da reta oposta para assumir a liderança da corrida, saindo de quinto para primeiro lugar em apenas duas voltas.

 
Enquanto Baptista acelerava na frente — mesmo cometendo um erro no fim da reta oposta, chegando a passar reto com seu carro na área gramada e molhada —, Campos teve uma enorme perda de ritmo por conta do pneu traseiro esquerdo danificado e despencou no grid, perdendo muitas colocações. Assim, Marco Cozzi subiu para segundo, com Moraes Jr. em terceiro.
 
Até que o safety-car foi acionado na oitava volta, quando falvavam 19 minutos para o fim da corrida, por conta de uma pane no carro de Tuca Antoniazzi, que ficou parado no meio da pista.
 
A relargada foi dada duas voltas depois, com cerca de 15 minutos para o final. Baptista tentando abrir vantagem na frente, mas Cozzi apertando o ritmo para não perder terreno. Mais atrás, Lukas Moraes era tocado por Pedro Boesel e quase acertou a barreira de proteção de pneus no S após a reta oposta. Lauro Traldi novamente, e Pietro Rimbano também escapavam na pista.
 
Nova intervenção do safety-car, com 12 minutos para o fim. Foi também um período breve, com a bandeira verde sendo acionada novamente na volta 16, com Baptista mantendo a liderança. Só que nem levou tanto tempo para o SC voltar à pista. Em um incidente na última curva do circuito, Salas e Raphael Reis se tocaram. Mais à frente, Gustavo Frigotto também foi acertado e rodou. Gabriel Lusquiños não conseguiu evitar a batida e acertou o carro #86. Nova bandeira amarela no Velopark. Raphael Abbate também acabou sendo envolvido.
 
Restavam pouco mais de seis minutos para o fim da corrida, e com a chuva muito próxima de regressar ao Velopark, era questão de tempo para a corrida se encerrar. Ainda houve tempo para que a bandeira verde fosse acionada novamente na prova para seu desfecho. Baptista controlou a vantagem e cruzou a linha de chegada na frente, seguido por Cozzi, Salas e Raphael Reis. 
 
A prova, no entanto, terminou sob bandeira amarela por conta de um acidente forte sofrido por Gabriel Robe na última relargada. O gaúcho escapou em plena reta dos boxes e bateu de traseira no muro. Robe, contudo, saiu consciente do seu carro pouco depois.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube