Fraga ainda festeja ‘vitória milionária’, destaca sorte de campeão, mas diz que “falta muita coisa para o título”

Ao GRANDE PRÊMIO, o líder da temporada 2016 da Stock Car falou sobre os dias após ter conquistado a Corrida do Milhão. Porém, quase duas semanas depois e “com a cabeça” no lugar, Felipe Fraga reafirma seu foco: lutar pelo seu primeiro título na categoria. Para isso, o tocantinense indicou como deve ser sua postura na pista nas próximas cinco etapas do campeonato, a começar por Londrina

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Felipe Fraga está em estado de graça. Também, pudera. Líder da temporada 2016 da Stock Car, 33 pontos de vantagem para o segundo colocado e com R$ 1 milhão na conta bancária. Seus dias após a vitória na Corrida do Milhão, em Interlagos, foram de muita comemoração e descanso: viagem para o Tocantins, pescaria, momentos com a família e também em seu novo lar, em Curitiba. Mas, depois de quase duas semanas, o jovem de 21 anos volta às pistas para dar sequência à grande fase e pavimentar mais um pouco da sua estrada rumo ao título.
 
Com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO, em Londrina, palco da oitava etapa da temporada, Fraga não escondeu a sua felicidade por vencer a prova milionária em Interlagos, mas ao mesmo tempo avisou: o que passou, passou. O foco agora está voltado para a luta pela taça de campeão da Stock Car. Ciente de que há grandes adversários para superar em sua trajetória, Felipe sabe que agora é o momento, mais do que nunca, de avançar corrida após corrida e cravar de vez seu nome na história do automobilismo brasileiro.
 
“A Corrida do Milhão deu um up na minha carreira, veio na hora certa, ainda mais em um momento de definição de equipe”, afirmou o piloto da Cimed, que ainda não tem lugar oficializado para 2017. A equipe chefiada por William Lube já anunciou a contratação de Cacá Bueno, que terá Marcos Gomes como seu companheiro de equipe.

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 1
,components : { mute: {delay :3}, skip: {delay :3} }
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Após a vitória na Corrida do Milhão, Fraga só pensa em conquistar o título da Stock Car (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
“Foi muito bom ter ganho a corrida, mas foi bom também por ter dado um salto no campeonato. Estou muito feliz. Estive no Tocantins, passei com minha família, fui pescar… Agora, é colocar a cabeça no lugar, foi só uma corrida. É se concentrar no campeonato, que é o que fica gravado na história”, disse Fraga, reafirmando a postura madura que vem caracterizado sua jornada em 2016.
 
O paraense criado no Tocantins também destacou outro fator que vem lhe ajudando neste ano. Além de estar na plenitude da forma técnica e de contar também com o melhor carro do grid na atualidade, Fraga vem tirando proveito da sorte que só acompanha os campeões. Um exemplo disso aconteceu na Corrida do Milhão. Na primeira volta da prova em Interlagos, Gomes, então vice-líder, se enroscou com Ricardo Maurício e ambos ficaram de fora da prova. A diferença para Marquinhos, que era de 21 pontos, saltou para enormes 51.
 
“Para ser campeão da Stock Car, não adianta ser o melhor piloto e ter o melhor carro se não tiver sorte. Da mesma forma como aconteceu com o Marcos no ano passado, quando o Cacá [Bueno] ficou uma etapa de fora, então todo campeão tem um pouco de sorte”, salientou.
 
“Até agora está dando tudo certo, não tive problemas em nenhuma corrida, nem mesmo quando larguei em último, aí somei 20 pontos. Mas ainda faltam cinco etapas, falta muita coisa. Não dá para falar em título”, emendou Felipe, cauteloso.
Daqui em diante, o objetivo de Fraga é marcar seus adversários, como Max Wilson, vice-líder da temporada (Foto: Duda Bairros/Vicar)
A receita daqui em diante é uma só: correr com a cabeça e também de olho nos seus adversários. Fraga soma 163 pontos e lidera com certa folga, enquanto Max Wilson vem em segundo, com 130. Trata-se de uma vantagem até certo ponto confortável, por isso, mais do que nunca, é o momento de abordar uma corrida por vez. “É seguir trabalhando, mas com muito mais cabeça. É marcar o segundo e terceiro para seguir na frente, chegar perto deles ou uma posição à frente. Mas o objetivo é seguir acelerando. Meu carro está muito rápido, então é seguir assim”, disse.
 
Quanto ao futuro, Fraga reafirmou o que disse Lube durante o anúncio da dupla de pilotos da Cimed para 2017: que há um esforço da parte da empresa farmacêutica de manter Fraga, ainda que em um segundo time. Mas a confiança de Felipe em encontrar um bom lugar para o ano que vem é grande. E, considerando tudo o que tem sido feito nesta temporada, a confiança se torna quase uma certeza.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

“Por enquanto não tem nada certo, mas estou negociando. A Cimed tem feito um esforço muito grande para eu continuar. Há vários planos. Quero muito continuar na Cimed. E também, para fora do Brasil, a Red Bull está me ajudando muito, mas ainda não tem nada certo. Claro, se eu continuar fazendo esse trabalho, vamos encontrar algum lugar bom, na Stock Car ou não, mas tenho fé que vamos encontrar um lugar top”, finalizou.

 
O GRANDE PRÊMIO acompanha ‘in loco’ o fim de semana da oitava etapa da temporada 2016 da Stock Car no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina.
PADDOCK GP #47 DISCUTE F1, FINAL DA INDY E FALA SOBRE ALEX ZANARDI

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube