Stock Car

Fraga lembra Cascavel e vê chance de reduzir déficit para Serra em Goiânia: “Podemos fazer ainda melhor”

Felipe Fraga lembrou que tirou 32 pontos para Daniel Serra em Cascavel. Atualmente com 34 tentos de déficit para o líder do campeonato, o piloto da Cimed acredita que pode emparelhar a batalha para chegar forte à etapa final com boas chances de título
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Felipe Fraga (Foto: Bruno Terena/RF1)

Felipe Fraga chega a Goiânia com os ânimos renovados depois de uma jornada particularmente difícil na rodada dupla de Londrina.  Na etapa disputada no norte do Paraná, o piloto da Cimed chegou com 17 pontos de desvantagem para Serra, mas por conta dos problemas nos pit-stops nas duas corridas, viu o déficit dobrar. Neste fim de semana, o campeão de 2016 tem em mente lutar para reduzir novamente a diferença e evitar que o adversário conquiste o título por antecipação no Planalto Central.
 
Concorrente mais próximo de Serra, Fraga tem de evitar que o líder do campeonato abra uma diferença superior a 61 pontos antes da etapa final, marcada para 9 de dezembro em Interlagos. Pela matemática, Daniel precisaria somar 27 tentos a mais que Fraga para tirar o oponente da briga pelo título. 
 
No entanto, Fraga tem bons exemplos de etapas em que somou mais pontos que Serra e engrossou a briga. Em Cascavel, Fraga acumulou um total de 32 pontos nas duas corridas, enquanto Daniel zerou. 
Felipe Fraga luta para encostar em Serra na reta final da Stock Car 2018 (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)
No Velo Città, O #88 chegou à etapa 12 pontos atrás, chegou a diminuir a diferença para oito e fechou a rodada dupla 17 pontos atrás. Até que, em Londrina, a vantagem de Serra voltou a subir, desta vez para 34 tentos.
 
Fraga avisa que vai lutar pelo título até o fim. “Enquanto for possível brigar pelo campeonato, a Cimed Racing pode contar comigo até a última volta da prova final em Interlagos”, assegurou o mais jovem campeão da história da Stock Car.
 
“Nós temos potencial para buscarmos dois grandes resultados em Goiânia e já provamos em Cascavel que podemos tirar uma diferença semelhante dessa em uma etapa”, ponderou o piloto, confiante em poder encostar em Serra em Goiânia para virar o jogo em Interlagos. “Nós conseguimos descontar 32 pontos lá no Paraná e podemos fazer ainda melhor dessa vez”, complementou o piloto.