Fraga leva a melhor em pit-stop, supera Serra e vence corrida 1 em Curitiba. Barrichello despenca na largada e é 13º

A primeira corrida do fim de semana em Curitiba teve Rubens Barrichello na pole e Daniel Serra na primeira fila. Mas quem levou a melhor foi o quinto colocado no grid. Felipe Fraga passou o atual campeão após seu pit-stop e rumou para a primeira vitória no ano. Barrichello perdeu muitas posições na primeira volta, mas salvou alguns pontos

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Nem Rubens Barrichello, tampouco Daniel Serra. A festa da vitória na primeira e principal prova do fim de semana ficou com Felipe Fraga. O piloto da Cimed largou na quinta posição, mas esteve entre os primeiros durante toda a corrida 1 na manhã deste domingo (8). Mas depois de levar a melhor com o trabalho da sua equipe na janela de pit-stops, o tocantinense passou Serra para vencer em Curitiba. Max Wilson terminou no pódio. E Rubens Barrichello, que largou na pole-position, perdeu muitas posições, despencou para 24º, mas reagiu e finalizou em 13º.

A prova foi encerrada em regime de safety-car em razão de um forte acidente envolvendo Valdeno Brito e Guilherme Salas em plena reta dos boxes nas voltas finais. Por sorte, nenbhum dos pilotos sofreu maiores lesões, mas a batida assustou. 

Max Wilson completou o pódio e a festa da RC/Eurofarma em Curitiba. Logo atrás, terminaram os pilotos da casa Júlio Campos e Gabriel Casagrande, completando o top-5. Lucas Di Grassi, em sua primeira corrida 'solo' na Stock Car, foi o sexto, fechando logo à frente de Cacá Bueno. César Ramos fechou em oitavo, à frente de Marcos Gomes e Rafael Suzuki, que terminou em décimo e vai largar na pole na corrida 2 de logo mais, às 12h05 (horário de Brasília).

Felipe Fraga comemora a vitória na corrida 1 da Stock Car em Curitiba (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)

Saiba como foi a corrida 1 da Stock Car em Curitiba

A aguardada largada da primeira prova em Curitiba foi a pior possível para o pole-position. Rubens Barrichello perdeu muitas colocações logo na primeira volta e despencou da ponta para 24º. Quem assumiu a ponta foi o campeão, Daniel Serra, com Max Wilson na dobradinha da RC/Eurofarma. Destaque também para as grandes largadas de Felipe Fraga, terceiro, e Júlio Campos, que pulou de oitavo para quarto. Bruno Baptista, em apenas sua segunda prova na Stock Car, também foi excepcional e pulou de 12º para sexto, logo atrás de Lucas Di Grassi, seu companheiro de equipe na Hero.

Serra tomou a ponta logo na largada. E Barrichello despencou (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)

Também é preciso pontuar a excepcional largada de Rafael Suzuki, que ganhou nada menos que 16 posições nas primeiras voltas, saindo de 26º para décimo lugar. Lá na frente, Fraga passava Max Wilson e passava a ameaçar a liderança de Serra, enquanto Ramos se aproximava de Gabriel Casagrande para tentar tomar o sétimo lugar.

Barrichello buscava sua reação, mas tinha dificuldades para escalar o pelotão. O piloto da Full Time vinha em 22º, logo à frente de Ricardo Maurício, Nelsinho Piquet e Diego Nunes, seus três companheiros de equipe. A prova tinha um pelotão destacado com Serra, Fraga e Max relativamente próximos, com Júlio Campos um pouco mais atrás, conseguindo livrar alguma vantagem para Di Grassi, quinto na sua primeira corrida solo na Stock Car. E Vitor Genz, da Carlos Alves/Eisenbahn, enfrentava problemas e tinha de ir para os boxes.

A luta pelo sexto lugar tinha muitos pilotos: Baptista sofreu um leve toque de Casagrande na entrada do S após o fim da reta e foi ultrapassado, tendo César Ramos, Cacá Bueno, Rafael Suzuki e Guilherme Salas, andando ali próximo do top-10. A Hot Car fazia outra boa corrida na temporada. Tinha briga também mais à frente. Na volta que antecedeu a abertura da janela de pit-stop, Di Grassi passou Campos no fim da reta para assumir a quarta posição. Thiago Camilo, por sua vez, enfrentou problemas e teve de abandonar a disputa.

Daniel Serra liderou a prova até a janela de pit-stops. Foi quando Fraga deu o bote (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)

Serrinha foi o primeiro dentre os líderes a fazer o pit-stop. Fraga parou na volta seguinte e levou vantagem para assumir a liderança na volta 18. Na prática, era a liderança no 'real', porque ainda restavam muitos pilotos a fazer a troca de pneus obrigatória. Foi quando Barrichello voltou às primeiras posições, ficando em segundo, só atrás de Marcos Gomes. Os dois entraram ao mesmo tempo nos boxes, e aí Fraga tomou a liderança de fato na corrida.

Após a janela, Max Wilson manteve o terceiro lugar, à frente dos paranaenses Campos e Casagrande, enquanto Cacá Bueno aparecia em sétimo. César Ramos, Valdeno Brito e Marcos Gomes fechavam a lista dos dez primeiros e estavam logo à frente de Salas e Suzuki. Átila Abreu, que vinha em prova de recuperação após ter largado em 17º, aparentava ter problemas no carro, que soltava fumaça, mas seguia rápido para marcar pontos.

Batida forte envolvendo Valdeno e Salas marcou o fim da corrida 1 da Stock Car em Curitiba (Foto: Duda Bairros/Vicar/Vipcomm)

O fato é que a vitória seguiu encaminhada para Fraga até o fim da prova. Serra já não era páreo ao piloto da Cimed, que abriu vantagem confortável para cruzar a linha de chegada na frente, comprovando com vitória a ótima forma exibida no fim de semana em Curitiba. Mas antes da bandeirada final, um forte acidente chamou a atenção e assustou.

Valdeno e Salas lutavam pela 13ª posição e se tocaram na reta dos boxes. Os dois bateram no guard-rail. Valdeno não escondeu a frustração e a irritação com o jovem piloto da Hot Car. A direção de prova acionou o safety-car, o que determinou de vez a vitória de Fraga nesta manhã.

Stock Car 2018, Curitiba, corrida 1, final: 

1 40 FELIPE FRAGA PA CIMED 42:28.634 30 voltas
2 29 DANIEL SERRA SP RC/EUROFARMA +1.824  
3 65 MAX WILSON SP RC/EUROFARMA +2.843  
4 4 JÚLIO CAMPOS PR PRATI DONADUZZI +3.507  
5 83 GABRIEL CASAGRANDE PR VOGEL +5.708  
6 11 LUCAS DI GRASSI SP HERO +6.743  
7 0 CACÁ BUENO RJ CIMED +10.968  
8 30 CÉSAR RAMOS RS BLAU +11.552  
9 80 MARCOS GOMES SP CIMED +13.781  
10 8 RAFAEL SUZUKI SP HOT CAR/BARDAHL +15.766  
11 5 DENIS NAVARRO SP CAVALEIRO +17.125  
12 44 BRUNO BAPTISTA SP HERO +18.167  
13 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME +18.948  
14 18 ALLAM KHODAIR SP BLAU +23.231  
15 33 NELSINHO PIQUET DF FULL TIME +24.453  
16 90 RICARDO MAURÍCIO SP FULL TIME +27.645  
17 28 GALID OSMAN SP CAVALEIRO +28.109  
18 77 VALDENO BRITO PB CARLOS ALVES/EISENBAHN +2 voltas  
19 117 GUILHERME SALAS SP HOT CAR/BARDAHL +2 voltas  
20 70 DIEGO NUNES SP FULL TIME +2 voltas  
21 10 RICARDO ZONTA PR SHELL RACING +5 voltas  
22 51 ÁTILA ABREU SP SHELL RACING +6 voltas  
23 73 SÉRGIO JIMENEZ SP SQUADRA G-FORCE +6 voltas  
24 1 ANTONIO PIZZONIA AM PRATI DONADUZZI +8 voltas  
25 9 GUGA LIMA PR SQUADRA G-FORCE +9 voltas  
26 45 FABIO CARBONE SP SCUDERIA COLÓN +11 voltas  
27 46 VITOR GENZ RS CARLOS ALVES/EISENBAHN +11 voltas  
28 21 THIAGO CAMILO SP A.MATTHEIS +13 voltas  
29 3 BIA FIGUEIREDO SP A.MATTHEIS +14 voltas  
30 61 FERNANDO CROCE SP SCUDERIA COLÓN +15 voltas  
31 12 LUCAS FORESTI DF CIMED +18 voltas  
32 110 FELIPE LAPENNA SP CAVALEIRO +18 voltas  
33 25 TUKA ROCHA SP VOGEL +22 voltas  
CEDO DEMAIS?

ALONSO ENTRA NO ‘MODO EMPOLGOU’ ANTES DO TEMPO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube