Gomes vence empolgante duelo com Cacá, mantém invencibilidade no fim de semana e crava pole em Curitiba

Irresistível, Marcos Gomes garantiu a quinta pole-position da temporada neste sábado. Com uma performance incrível, o líder do campeonato conseguiu superar o tempo de Cacá Bueno em um duelo contra o vice-líder do ano e vai largar na frente em Curitiba para a décima e antepenúltima etapa de 2015

Na fase decisiva do campeonato, uma pole-position conquistada com muito suor e diante de um grande duelo contra seu maior adversário na luta pelo título é um incentivo e tanto. Pois Marcos Gomes brilhou novamente na tarde deste sábado (17) em Curitiba e, depois de liderar os dois treinos livres, faturou a posição de honra da prova que abre a décima etapa da temporada 2015 da Stock Car. Em uma batalha direta com Cacá Bueno no último grupo do treino classificatório de uma tarde nublada no autódromo paranaense, Gomes comprovou o favoritismo e marcou 1min18s356, anotando sua quinta pole-position no melhor ano da sua carreira.

Cacá acabou ficando 0s192 atrás do tempo de Gomes e vai largar na primeira fila em Curitiba. Em seguida, aparecem os carros de Allam Khodair e Átila Abreu. Lucas Foresti, com um excepcional tempo anotado na parte inicial do treino classificatório, conseguiu finalizar o top-5 em Curitiba.

Marcos Gomes comemora sua quinta pole-position na temporada. É enorme, a fase do paulista (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)

Saiba como foi o treino classificatório da Stock Car em Curitiba

O treino classificatório começou com o céu nublado e amplo favoritismo dos carros da Voxx Racing. Marcos Gomes e Felipe Fraga, com tudo o que mostraram nos treinos livres, tinham amplas condições de chegarem à pole. Mas a sessão começou com três novatos na pista: Gustavo Lima, Mauro Giallombardo e Felipe Guimarães, além de Bia Figueiredo, abriram o grupo 1 no treino classificatório.

E Guimarães teve um bom desempenho para um estreante ao anotar 1min19s788, um ótimo tempo. Felipe só foi superado por Bia Figueiredo no fim da sessão em 0s008. Giallombardo e Lima vieram logo atrás.

O segundo grupo foi composto por Felipe Lapenna, Lucas Foresti, Popó Bueno e Raphael Abbate. E aí Foresti arrasou o tempo de Bia para se colocar na ponta com um tempo extremamente competitivo, 1min18s811, quase 1s de frente para a pilota da RC3 Bassani. Abbate veio em segundo, mas com o tempo bastante semelhante ao de Bia. Mas Popó, que estava em último, conseguiu dar um salto importante e tomou a posição de Abbate para ocupar o segundo lugar provisório.

Rafael Suzuki, Tuka Rocha, Denis Navarro e César Ramos abriram o terceiro grupo na pista em Curitiba. O tempo anotado por Foresti era muito forte e parecia ser imbatível naquele momento. Quem mais se aproximou da marca estabelecida por Lucas foi Suzuki, que ficou 0s444 do brasiliense. O top-3 ainda era formado por Popó Bueno, até que veio o quarto grupo.

Khodair fez um grande trabalho neste sábado e vai largar em terceiro em Curitiba (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Era a vez de Luciano Burti, Raphael Matos, Vitor Genz e Gabriel Casagrande deixarem os boxes. Dentre os quatro, Genz foi o mais rápido. O gaúcho fez belíssima volta em sua segunda tentativa e anotou 1min19s017, subindo para segundo. Foi quem mais se aproximou do tempo de Foresti, ainda assim, distante 0s206. Uma margem ainda bem confortável do piloto da AMG.

E falando em AMG, Átila Abreu foi à pista, assim como Galid Osman, Antonio Pizzonia e Diego Nunes, um rol de pilotos bem rápidos. Foi aí que, finalmente, a marca de Foresti caiu. Átila, precisando voltar a marcar um bom resultado na temporada, anotou 1min18s703 e avançou para a liderança. Galid, em sua última tentativa, rodou na última curva e ficou na caixa de brita. Em seguida, Nunes veio para fazer sua volta rápida. Sem ver a bandeira amarela acenada no trecho, o piloto da Vogel subiu para quarto, com tempo que foi confirmado pela direção de prova.

Veio então o grupo formado por Ricardo Zonta, Sergio Jimenez, Valdeno Brito e Felipe Fraga, alguns dos favoritos à pole em Curitiba. Todos contra Átila Abreu. Dentre eles, quem fez o melhor tempo foi Valdeno, que assinalou sua marca na primeira tentativa. Fraga, que despontou como candidato à posição de honra no grid, acabou cometendo um erro em sua segunda tentativa e ficou provisoriamente em sexto lugar.

Nove pilotos ainda precisavam marcar tempo na classificação. Entre eles, o grupo seguinte, composto por Thiago Camilo, Julio Campos, Max Wilson e Ricardo Maurício. Os tempos foram muito próximos, mas ninguém conseguiu desbancar a dupla da AMG. Átila seguia na frente e Foresti era o segundo colocado. Na sequência, apareciam Maurício em terceiro e Camilo em quarto.

A sessão, então, se aproximava da sua definição. Daniel Serra, Rubens Barrichello e Allam Khodair formaram o penúltimo grupo da classificação em Curitiba. E foi daí que saiu o piloto capaz de bater a ótima marca de Átila. ‘Japonês Voador’, Khodair fez uma volta praticamente perfeita, assinalou 1min18s690 e bateu o sorocabano por 0s013 para assumir a pole provisória.

Átila caiu para segundo, enquanto Foresti formava o top-3, uma excelente posição de largada. Barrichello conseguiu marcar o quarto melhor tempo, seguido por Maurício.

Faltavam apenas os protagonistas da temporada: Cacá Bueno e o líder do campeonato, Marcos Gomes. Marquinhos despontava como ‘favoritaço’ à pole muito em razão do ótimo desempenho e da liderança nos dois treinos livres do fim de semana em Curitiba. Mas quem fez a pole provisória foi Cacá, com uma volta irresistível: 1min18s655, superando Khodair em 0s035 para tomar a ponta.

Cacá Bueno fez grande trabalho na classificação. Mas foi superado no fim por Gomes (Foto: Fabio Davini/Vicar)

E Bueno melhorou ainda mais sua volta com 1min18s548. Mas o jogo não estava nada definido, já que Gomes destruiu o tempo de Cacá. Com uma volta espetacular, Gomes cravou 1min18s356 para assumir a pole. Restava uma tentativa para cada um. Em um fim dramático, Cacá não conseguiu melhorar sua volta, e Marquinhos conquistou sua quinta pole-position na temporada, continuando assim um fim de semana perfeito em Curitiba.

Stock Car, décima etapa, Curitiba, grid de largada:

1 80 MARCOS GOMES SP VOXX Peugeot 1:18.356   2
2 0 CACÁ BUENO RJ RED BULL Chevrolet 1:18.548 +0.192 3
3 18 ALLAM KHODAIR SP FULL TIME Chevrolet 1:18.690 +0.334 3
4 51 ÁTILA ABREU SP AMG Chevrolet 1:18.703 +0.347 2
5 12 LUCAS FORESTI DF AMG Chevrolet 1:18.811 +0.455 3
6 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME Chevrolet 1:18.829 +0.473 3
7 90 RICARDO MAURÍCIO SP RC Chevrolet 1:18.842 +0.486 3
8 21 THIAGO CAMILO SP RCM Chevrolet 1:18.973 +0.617 3
9 77 VALDENO BRITO PB A.MATTHEIS Chevrolet 1:18.986 +0.630 3
10 46 VITOR GENZ RS BOETTGER Peugeot 1:19.017 +0.661 3
11 65 MAX WILSON SP RC Chevrolet 1:19.018 +0.662 3
12 10 RICARDO ZONTA PR A.MATTHEIS Chevrolet 1:19.029 +0.673 3
13 88 FELIPE FRAGA PA VOXX Peugeot 1:19.033 +0.677 2
14 70 DIEGO NUNES SP VOGEL Chevrolet 1:19.085 +0.729 3
15 14 LUCIANO BURTI SP RZ Chevrolet 1:19.148 +0.792 3
16 29 DANIEL SERRA SP RED BULL Chevrolet 1:19.197 +0.841 3
17 8 RAFAEL SUZUKI SP RZ Chevrolet 1:19.255 +0.899 3
18 4 JÚLIO CAMPOS PR MICO'S Peugeot 1:19.280 +0.924 3
19 2 RAPHAEL MATOS MG CARLOS ALVES Peugeot 1:19.290 +0.934 3
20 1 ANTONIO PIZZONIA AM MICO'S Peugeot 1:19.291 +0.935 3
21 28 GALID OSMAN SP RCM Chevrolet 1:19.337 +0.981 2
22 83 GABRIEL CASAGRANDE PR C2 Chevrolet 1:19.477 +1.121 3
23 74 POPÓ BUENO RJ CAVALEIRO Peugeot 1:19.491 +1.135 3
24 11 CÉSAR RAMOS SP CAVALEIRO Peugeot 1:19.587 +1.231 2
25 25 TUKA ROCHA RJ BASSANI Peugeot 1:19.676 +1.320 3
26 73 SÉRGIO JIMENEZ SP C2 Chevrolet 1:19.720 +1.364 3
27 26 RAPHAEL ABBATE SP HOT CAR Chevrolet 1:19.773 +1.417 3
28 3 BIA FIGUEIREDO SP BASSANI Peugeot 1:19.780 +1.424 3
29 66 FELIPE GUIMARÃES GO BOETTGER Peugeot 1:19.788 +1.432 3
30 110 FELIPE LAPENNA SP CARLOS ALVES Peugeot 1:19.794 +1.438 3
31 5 DENIS NAVARRO SP VOGEL Chevrolet 1:19.803 +1.447 3
32 16 MAURO GIALLOMBARDO ARG HOT CAR Chevrolet 1:20.201 +1.845 3
33 9 GUSTAVO LIMA PR PROGP Chevrolet 1:20.261 +1.905 3

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube