GUIA STOCK CAR 2022: Novos nomes, calendário cheio e Stock Series remodelada

Quem chega à Stock Car 2022, o calendário de 12 etapas e com novidades, além da obrigatoriedade da passagem pela Stock Series a partir de 2022. Tudo o que você precisa saber está no guia do GRANDE PRÊMIO

F1 2022: COMO A RED BULL SE PREPARA PARA DOMINAR NOVAS REGRAS

De Goiânia a Interlagos, a temporada de 2021 da Stock Car entregou o prometido: com 12 etapas ao longo do ano, o novo regulamento permitiu que cada corrida pudesse contar uma história diferente. Ainda que alguns resultados das provas tenham sido mudados pela interferência das punições tardias da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo), a guerra entre os pilotos e as montadoras criou um roteiro interessante e que gera expectativa para 2022.

Ao todo, foram 11 vencedores diferentes, além de oito poles. Embora o campeão de 2021 tenha tido apenas duas vitórias — em Interlagos e no Velocitta —, Gabriel Casagrande foi quem mais subiu ao pódio — 14 no total — e maior pontuador de diversas etapas, sempre se colocando bem na zona de pontuação.

Pensando em 2022, espera-se que as corridas sejam tão disputadas como no passado. Mas é verdade que a principal categoria do automobilismo vai passar por algumas mudanças nesta temporada. E listamos algumas delas aqui neste guia do GRANDE PRÊMIO.

Os novos pilotos

A dança das cadeiras de 2021 para 2022 está aí. Dos que foram anunciados até este momento, chegam ao grid: Rodrigo Baptista, Felipe Baptista e, pelo menos para a primeira etapa do ano, em Interlagos, Gianluca Petecof. Quem migrou de equipe foi Matías Rossi, que saiu da Full Time e será titular na A.Mattheis/Vogel neste ano.

Digo Baptista disputou o TCR Sul-Americano em 2021 e ficou com o vice-campeonato. O paulista começou a carreira na Porsche Endurance Series, onde foi vice em 2016 e, em 2017, campeão. Agora na Stock Car, o piloto de 25 anos vai disputar a temporada pela Crown Racing, ao lado do pentacampeão, Cacá Bueno.

Já o outro Baptista, Felipe, tem apenas 18 anos. O garoto foi campeão da Stock Light — que agora é Stock Series — em 2021. O piloto vai disputar a categoria principal pela KTF Sports.

Felipe Baptista vai disputar a Stock Car em 2022 (Foto: Marcelo Machado de Melo/Vicar)

Petecof é uma grande novidade, confirmado para comandar o carro #101 da Full Time na abertura do campeonato, em Interlagos. Mas, por enquanto, o acordo de Gianluca é apenas para a primeira prova do ano, a Corrida de Duplas.

Petecof é um dos maiores talentos da nova geração de pilotos brasileiros. Dono de ótima carreira no kart, foi campeão da F-Regional em 2020, vice da F4 Italiana em 2019 e chegou a fazer as primeiras seis provas da F2 em 2021, tendo de abandonar o projeto na Campos por falta de orçamento. Além disso, Gianluca passou três temporadas completas na Academia de Jovens Pilotos da Ferrari.

Por fim, Rossi já é um nome conhecido na categoria brasileira. Mas, neste campeonato, terá Gabriel Casagrande ao seu lado. Isso porque o argentino saiu da Full Time rumo à equipe da A.Mattheis/Vogel em 2022.

“O Matías é um cara que tive pouquíssimo contato até hoje. Mas foram coisas boas nesse pouco contato. Ele é um cara super do bem, que guia muito. A gente sabe disso. Agora ele vai ter a oportunidade de guiar num carro que foi campeão na temporada anterior. Com certeza vai brigar muito ou incomodar muito lá na frente, espero que a gente se auxilie durante o ano, como já era o trabalho com o Guga [Lima]. Que nós dois tenhamos sucesso, e que ele consiga marcar o nome dele na categoria”, disse Casagrande, em entrevista exclusiva ao GRANDE PRÊMIO.

O calendário de 2022

Assim como em 2021, o calendário da Stock Car terá 12 etapas. Começa neste domingo (13), com a Corrida de Duplas, em Interlagos. A Corrida de Duplas foi realizada pela última vez em 2018 e retornaria em 2020, mas foi adiada e, posteriormente, cancelada em decorrência da pandemia do novo coronavírus. No mês passado, a Vicar, promotora da categoria, divulgou que a prova será realizada de portões fechados. O circuito paulistano volta a receber o grid em 31 de julho.

Outra pista que vai receber a categoria em diversas oportunidades é a de Goiânia, com etapas nos dias 20 de março, além da rodada dupla em 22 e 23 de outubro.

O Autódromo de Brasília, que está em obras, voltará a receber a Stock Car depois de anos ausente no calendário, com provas em julho e dezembro, fechando o certame. A pista na capital federal receberia a categoria em 2021, mas não completou as reformas necessárias e viu Interlagos substituir.

Interlagos vai receber a primeira prova da Stock Car 2022 (Foto: Duda Bairros/Vicar)

A Stock Car ainda vai correr duas vezes no Velocitta, em maio e setembro, além de uma etapa a definir, prevista para acontecer no Rio Grande do Sul, mas sem local confirmado.

Por fim, a grande novidade é a volta do Rio de Janeiro ao calendário, com o GP do Galeão, no dia 10 de abril. A pista será montado no Aeroporto Internacional da cidade, em formato que se assemelha a um oval. A prova terá o tradicional formato de rodadas duplas, com duas corridas disputadas no sábado e domingo, e vai marcar o retorno do Rio de Janeiro ao cenário do automobilismo nacional. A última etapa na cidade foi em julho de 2012, quando Allam Khodair venceu no extinto Autódromo Nelson Piquet, em Jacarepaguá.

Reformulação: Stock Series é novo nome da Stock Light

A outra novidade de 2022 é em relação à Stock Series, novo nome da Stock Light. Mas não foi apenas o nome que mudou. Agora, a categoria de acesso será passagem obrigatória para aqueles que quiserem ingressar na Stock Car. Segundo Fernando Julianelli, diretor-executivo da Vicar, é uma chance de aprimorar o desenvolvimento dos pilotos num carro que, neste ano, será apenas 1s5 mais lento que o da categoria principal.

A Stock Light agora tem o nome de Stock Series (Foto: Duda Bairros/Vicar)

A expectativa de Julianelli é desenvolver mais campeões para a categoria principal. Segundo dados divulgados pela própria Vicar, a Stock Series revelou cerca de sete em cada dez campeões para a Stock Pro, com um índice de 72%.

“As equipes têm consciência de que construímos o laboratório ideal para quem quer não apenas chegar à Stock Car, mas também chegar pronto para brigar por pódios e vitórias. Um consenso entre todos é que o índice de 72% vai ser aumentado a partir de agora. Não apenas pela obrigatoriedade que está sendo colocada para quem chega de categorias de base, mas principalmente por que o carro e o ambiente estão muito mais afinados em 2022. Daqui sairão grandes campeões”, concluiu.

HAMILTON DE VOLTA: E AGORA? + LANÇAMENTOS DA SEMANA NA F1 | Paddock GP #273
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Escanteio SP.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar