Matos e Foresti são flagrados no exame antidoping e devem perder decisão da Stock Car em Interlagos

Lucas Foresti e Raphael Matos foram pegos no exame antidoping realizado durante a etapa da Stock Car em Curitiba no dia 18 de outubro. A informação foi confirmada pela CBA em declaração ao GRANDE PRÊMIO. O brasiliense também afirmou que pretende pedir a contraprova. Ambos, a princípio, estão suspensos preventivamente por 30 dias

Parecia que a temporada da Stock Car havia tido a sua quantidade de confusão e polêmica até aqui e agora o drama seria apenas a luta na pista entre Marcos Gomes e Cacá Bueno pelo título do campeonato de 2015. Errado. O exame antidoping realizado na etapa de Curitiba, em outubro, revelou que Lucas Foresti e Raphael Matos foram flagrados por uso de substâncias ilegais. A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) confirmou a informação ao GRANDE PRÊMIO nesta sexta-feira (20).

Ainda de acordo com a CBA, "será aplicada aos dois pilotos a suspensão preventiva de 30 dias, como sempre acontece nesses casos". Portanto, ambos estão, a princípio, fora da etapa decisiva da Stock Car, em Interlagos, no próximo dia de 13 de dezembro. A entidade que rege o esporte a motor no Brasil afirmou também que ainda não tem conhecimento das substâncias apontadas pelo exame. 

Foresti e Matos, mais novos pilotos pegos no antidoping (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Na etapa paranaense, diga-se, Foresti venceu pela primeira vez na Stock Car. O GP conversou com o brasiliense, que não escondeu o abatimento com a notícia – mas nega ter usado qualquer tipo de substância ilícita. Lucas preferiu ainda não entrar em detalhes, porém disse que acredita em contaminação por meio de comprimidos e confirmou que vai, sim, pedir a contraprova.

Ainda antes, Foresti já tinha feito uma declaração em sua página oficial no Facebook. "Estou bastante consternado com a notificação recebida. Quem me conhece sabe que não faço uso de nenhum tipo de substância proibida. Além de ser piloto, também sou triatleta, estou sempre trabalhando fisicamente para manter a forma com saúde", afirmou o piloto de 23 anos.

 
"Procuro ficar inteirado sobre essas substâncias proibidas justamente para evitar que elas apareçam algum dia. Por isso, estou desde já trabalhando e investigando junto com minha equipe para descobrir a fonte desse problema e mostrar para todos que não faço uso desse tipo de subterfúgio", encerrou.

Também procurado pelo GP, Rafa Matos, por meio de sua assessoria de imprensa, preferiu não falar sobre o assunto ao menos até a próxima terça-feira, quando apresenta seu caso. Mas o piloto crê que "teoricamente não há nada discordante" e se diz confiante em provar que nada de errado foi feito. Fora isso, no entanto, Rafa espera manter o caso apenas na esfera jurídica.

Foresti e Matos foram pegos no exame antidoping (Foto: Reprodução)
 Questionada pelo GRANDE PRÊMIO, a Stock Car afirmou que só deverá se pronunciar depois que a CBA anunciar oficialmente o resultado.

Os casos de Foresti e Matos não são os primeiros na Stock Car nos últimos anos. Desde 2008, Paulo Salustiano, Tarso Marques, Marcos Gomes – hoje líder do campeonato -, Alceu Feldmann e Ricardo Sperafico foram pegos por uso de substâncias proibidas.

O GRANDE PRÊMIO acompanha o desenrolar do mais novo caso de doping do automobilismo brasileiro.

Lembram-se daquele carro conceito de 2017 que a Ferrari fez no começo do ano? Pois o pessoal da Asseto Corsa trabalhou…

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 18 de novembro de 2015

PADDOCK GP EDIÇÃO #5: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube