Stock Car

Pego no exame antidoping em Salvador, Ricardo Sperafico é suspenso por 30 dias pelo STJD

Piloto da ProGP na Stock Car, Ricardo Sperafico foi suspenso preventivamente pelo STJD após a CBA anunciar que o paranaense foi pego no antidoping após a etapa de Salvador, no dia 19 de maio
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Ricardo Sperafico em Cascavel (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Mais um caso de doping marca o automobilismo brasileiro. Na última segunda-feira (24), a CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) publicou em seu site oficial a informação que Ricardo Sperafico, piloto da Stock Car, foi pego no exame antidoping após ter sido submetido a exame durante a etapa de Salvador, realizada em 19 de maio. O paranaense, que corre pela ProGP, foi punido preventivamente com suspensão por 30 dias por decisão do STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) até que seu caso seja julgado pela corte. A substância ingerida pelo piloto, como de praxe, não foi divulgada pela entidade.

Segundo apurou o GRANDE PRÊMIO, a substância utilizada por Ricardo e que motivou o resultado adverso em Salvador é isometepteno, encontrada no medicamento comercialmente conhecido como Neosaldina. O piloto não pretende pedir a contraprova, mas vai recorrer da decisão do STJD para tentar demover a suspensão.

Ricardo Sperafico foi suspenso preventivamente pelo STJD por resultado adverso no exame antidoping (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Diz o comunicado da CBA: “O piloto Ricardo Luis Sperafico foi afastado preventivamente das competições automobilísticas, por 30 dias, por decisão do Presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva, em 20 de junho de 2013, em virtude de achados analíticos adversos no exame antidoping procedido durante a 4ª Etapa do Campeonato Brasileiro de Stock Car, realizada no Circuito de Rua de Salvador, BA, no dia 19 de maio de 2013.”

Ricardo Sperafico vem do melhor resultado conquistado na temporada até aqui. Em Cascavel, sexta etapa da Stock Car em 2013, o paranaense de Toledo terminou na terceira colocação. No campeonato, o piloto soma 35 pontos, mesmo número do irmão gêmeo Rodrigo Sperafico, que compete pela Mico’s.

Em princípio, a suspensão preventiva de 30 dias imposta pelo STJD a Ricardo Sperafico não acarreta na perda de uma etapa da temporada 2013 da Stock Car. Isso porque a próxima corrida do campeonato está marcada apenas para 11 de agosto, nas ruas de Ribeirão Preto, quando o período definido pela corte esportiva já terá sido encerrado.

Em nota divulgada no fim desta tarde, a equipe ProGP confirmou a versão apurada pelo GRANDE PRÊMIO e garantiu que vai apoiar Sperafico durante todo o processo de julgamento deste caso de doping.

Segundo o texto da equipe, Sperafico “preencheu o relatório médico dizendo que havia ingerido o remédio na noite anterior, que contém a substância isometepteno, vendido em farmácia sem qualquer restrição”.

“A ProGP confia plenamente em seu piloto, e espera que o caso seja esclarecido o mais rápido possível. A ProGP sempre se portou com extrema lisura e respeitando as regras regidas pela CBA e pela categoria”, adicionou.


Veja o comunicado enviado pela CBA ao piloto:

Comunicado recebido da CBA por Ricardo Sperafico (Foto: Divulgação)