Pole sem surpresa: Camilo diz que esperava reação de carro “com tanto potencial”

A primeira pole do ano na Stock Car para Thiago Camilo veio após sua equipe já ter conquistado duas. Ou seja: ele já enxergava a força do carro

Recordista de poles em 2019, Thiago Camilo demorou um pouco, mas enfim vai largar em primeiro na atual temporada da Stock Car. Ele garantiu a primeira posição no grid para a etapa de Londrina neste sábado (12), ao anotar 1min12s078 na classificação.

Mas Camilo sabia que uma hora esta situação chegaria: porque enxergava no carro da Ipiranga força para tal, já que Cesar Ramos, seu companheiro, havia garantido a pole nas duas etapas ocorridas em Interlagos – e sai em segundo neste final de semana no Paraná.

“Eu sabia que aqui em Londrina com um fim de semana ‘normal’ (em São Paulo, duas etapas foram disputadas em dias consecutivos) de trabalho o meu carro reagiria também, então não foi nenhuma surpresa. Apenas concretizamos nos dois carros o desempenho de Interlagos”, disse com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO.

“Em relação às primeiras etapas, nós sofremos um pouco com o regulamento, principalmente na Corrida do Milhão. O fato de lacrar o carro entre a classificação e a corrida fez com que, devido às variações climáticas daquele final de semana, optássemos por usar configurações diferentes em ambos os carros. Para mim ali ficou claro que o potencial existia visto o desempenho do Cesar em ambas classificações e corridas”, continuou.

Thiago Camilo sai em primeiro no Paraná (Foto: Duda Bairros/Vicar)

Outro ponto analisado por Camilo ao GP foi a dificuldade que o carro novo da categoria, no caso dele o Toyota Corolla, pode apresentar no forte calor londrinense – e como a Ipiranga tem lidado bem com os problemas que surgem neste tempo de novidade na Stock Car.

“Nesse momento de troca de carro é possível ter certeza do potencial técnico da equipe, saímos de Goiânia com 13° no grid e temos agora uma sequência de três poles seguidas. Fora isso, esse carro ainda sofre problema de temperatura, estar na frente do pelotão é conseguir refrigerar melhor o equipamento diante desse calor de Londrina”, afirmou.

“Com relação à estratégia é difícil dizer, embora em alguns momentos eu tenha sido criticado por vencer (a corrida 1 em rodadas duplas), em todas que venci fui o maior pontuador no ano passado, então não acredito que tenhamos que nos adaptar – e sim entender o desgaste e deterioração do carro por aqui para fazer qualquer análise, tudo é muito novo”, finalizou o pole.

A rodada dupla de Londrina começa às 12h30 (de Brasília) de domingo. A corrida 2 tem início marcado para 13h25 – ambas com duração de 40 minutos. O GRANDE PRÊMIO faz cobertura completa da quarta etapa da Stock Car.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube