Salas e Cozzi vencem em disputa de rodada dupla da Stock Light no Velopark

Guilherme Salas, no sábado, e Marco Cozzi, na tarde deste domingo, subiram no topo do pódio deste fim de semana de Stock Light no Velopark. Com o triunfo na corrida 1 da rodada dupla e o terceiro lugar na segunda prova, Salas disparou no campeonato e caminha a passos largos para o título

A temporada 2019 da Stock Light realizou sua quinta rodada dupla neste fim de semana. No autódromo do Velopark, os aspirantes a um lugar no grid da Stock Car encararam duas corridas muito disputadas e que tiveram um grande protagonista. Guilherme Salas. O piloto da KTF brilhou na prova de sábado e venceu com autoridade, enquanto Matheus Iorio e Lukas Moraes completaram o pódio. Neste domingo (15), fechando os trabalhos de pista do fim de semana, Salas voltou a andar bem e, mesmo depois de ter largado em décimo, conseguiu chegar em terceiro. O triunfo derradeiro do fim de semana ficou com o veterano Marco Cozzi, enquanto Gabriel Robe ficou em segundo.
 
Na soma dos resultados deste fim de semana, Salas agora soma 224 pontos, contra 169 do segundo colocado no campeonato, Gustavo Frigotto. Pedro Boesel vem em terceiro, mas bem distante do líder, com 138 tentos. Marco Cozzi, com o triunfo deste domingo, agora tem 135, contra 122 de Raphael Abbate.
 
A sexta rodada dupla da Stock Light em 2019 acontece entre 19 e 20 de outubro com a disputa da etapa de Cascavel, no Autódromo Zilmar Beux.
Guilherme Salas puxa a fila para mais uma vitória em 2019 (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Salas nada de braçada e vence corrida 1
 
Por medida de segurança em razão das mudanças na curva 1, a largada foi realizada em fila indiana e sendo puxada pelo safety-car. Soberano no campeonato, Guilherme Salas largou na pole e manteve a dianteira sem maiores problemas. O top-5 se manteve com Matheus Iorio em segundo, Lukas Moraes em terceiro e Pedro Boesel e Gabriel Robe, de volta à Motortech, fechando a lista.
 
A prova foi intensa nas posições intermediárias do grid. Um dos destaques foi Diego Ramos. O piloto da Academia Shell Racing pagou uma punição por conta dos incidentes ocorridos na etapa de Interlagos e teve de largar na última posição. O jovem do carro #13 conseguiu grande performance e escalou o pelotão com propriedade, saindo de 21º para 11º em 23 voltas.
 
Em contrapartida, Márcio Campos, que correu em casa, viveu um sábado de desilusão. Primeiro, por conta de um problema que o fez perder o oitavo lugar no grid ainda na volta de apresentação. O gaúcho despencou para último lugar no grid, tentou se recuperar, mas acabou sendo envolvido em um incidente e teve de deixar a prova com apenas nove voltas completadas.
 
Outro piloto que enfrentou problemas foi Raphael Reis. O atual campeão da Stock Light vinha em 15º lugar e tentava uma melhor posição na prova, mas sua jornada se encerrou antes do previsto, com o brasiliense tendo de encostar o carro na área de escape gramada no Velopark.
 
Também brasiliense, o jovem Pedro Caland, que estava em oitavo lugar, foi outro a ter problemas no carro e passou reto na saída da curva 1, sendo freado somente pela barreira de proteção de pneus.
 
Lá na frente, a corrida se desenhou de forma muito favorável a Salas. Com uma pilotagem muito tranquila, o piloto de Jundiaí só foi pressionado com maior ênfase nas primeiras voltas por Iorio. No desenrolar da corrida, o piloto da KTF não teve adversários e cruzou a linha de chegada na frente, com autoridade, confirmando a sexta vitória em nove corridas no campeonato.
 
Iorio terminou em segundo, 2s710 atrás de Salas. Moraes completou o top-5, com Boesel em quarto, Robe, Pietro Rimbano, Gustavo Frigotto, Raphael Abbate, Marco Cozzi e Diego Ramos em décimo lugar.
 
 
Azar de Ramos ajuda Cozzi a vencer neste domingo
 
Por conta da ordem do grid invertido em relação à corrida 1, Ramos largou na primeira posição da segunda prova, na tarde deste domingo, para fechar a programação do fim de semana de velocidade em Nova Santa Rita.
 
Ramos manteve a dianteira, seguido por três pilotos de muita experiência no grid: Marco Cozzi, Raphael Abbate e Gustavo Frigotto. Mas o paranaense era superado por Pietro Rimbano ainda na primeira volta, com o jovem subindo para o quarto lugar. E Guilherme Salas já subia para o nono lugar.
Diego Ramos puxa a fila da corrida 2 no Velopark (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
O safety-car foi acionado pouco depois em virtude de uma forte batida de Raphael Teixeira. Ramos seguia puxando o pelotão, com Cozzi, Abbate e Rimbano mais atrás, enquanto Salas já aparecia em oitavo lugar.
 
A relargada foi dada na nona volta. Ramos conseguiu se sustentar em primeiro. O jovem conseguiu abrir vantagem para Cozzi, que segurava um enorme pelotão. Quem ficava para trás era Abbate, que era superado por Rimbano, Gabriel Robe, Pedro Boesel e Frigotto.
 
O sonho de vencer pela primeira vez na Stock Car acabou cedo para Ramos, que recolheu para os boxes com problemas no seu carro. Raphael Reis, companheiro de equipe de Diego e atual campeão da Stock Light, também não tinha um domingo fácil e rodava na curva 1. Só que a bandeira amarela voltou a ser acionada por conta de uma rodada de Gustavo Myasava.
Marco Cozzi ergue o troféu de vencedor da Stock Light no Velopark (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
A corrida passou a ser liderada por Cozzi, com Robe, Rimbano, Boesel e Salas fechando o top-5. O veterano da Stock Light puxou a fila, com uma batalha ferrenha pelo quarto lugar acontecendo mais atrás entre Boesel, Salas e Matheus Iorio.
 
Nas voltas finais, Cozzi conseguiu confirmar a vitória, que veio depois de segurar a pressão de Robe. Salas superou Rimbano e Boesel, este também com problemas na última parte da corrida, para completar o pódio no Velopark e disparar ainda mais na luta pelo título da temporada 2019.

Paddockast #33
10 ANOS DE SECA BRASILEIRA NA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar