Satisfeito com primeira fila em Curitiba, Camilo prevê disputa no limite e ‘Hero Push’ decisivo para Corrida do Milhão

Thiago Camilo ficou até um tanto surpreso com o bom desempenho no treino classificatório que definiu o grid de largada da Corrida do Milhão. Depois de se garantir no Q3 neste sábado em Curitiba, o líder do campeonato marcou 1min18s754 e depois ficou na ‘tortura’ de acompanhar os tempos dos rivais. Apenas Daniel Serra conseguiu superá-lo no fim da sessão. Mas para ganhar seu quarto Milhão, Camilo torce para ser um dos contemplados com o ‘Hero Push’

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Líder do campeonato, Thiago Camilo vive grande fase. E para coroar um grande momento na carreira, nada melhor que uma quarta vitória na Corrida do Milhão. Maior vencedor da principal corrida da Stock Car, o paulista surge com grandes chances de faturar outro prêmio milionário. Na decisiva sessão classificatória que definiu o grid de largada neste sábado (1), o piloto da A.Mattheis/Ipiranga superou até mesmo as próprias expectativas e conseguiu lutar pela pole, sendo superado apenas pelo seu grande adversário na briga pelo título: Daniel Serra. Mas apesar do grande rendimento dos carros azuis da RC/Eurofarma, Camilo aposta na grande novidade do fim de semana para vencer a Corrida do Milhão mais uma vez: o ‘Hero Push’.

 
“O mais decisivo vai ser o push extra. Os nove botões de ultrapassagem vão ser um diferencial, e estou confiante de que vou conseguir. Até queria agradecer por tantos votos, recebi tanta coisa nas redes sociais que nem esperava”, comemorou Camilo, usuário ativo das redes sociais, na torcida para ser um dos seis pilotos mais votados para receber o ‘Hero Push’ que pode lhe dar uma chance a mais na batalha pela vitória na Corrida do Milhão.
 
No fim das contas, ao falar sobre a classificação em si, Camilo ficou bastante satisfeito com o que viu depois de um fim de semana que começou aquém do esperado.  
Thiago Camilo ficou bem satisfeito com o ritmo de classificação neste sábado em Curitiba (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar)
“Pra gente que fica do lado de fora, essa classificação é uma tortura [risos]. Fiquei muito contente com o resultado. Foi a primeira vez desde a primeira etapa, em Goiânia, que a gente chegou com o carro um pouco distante do acerto ideal, e ontem tinha uma condição de pneu melhor que os adversários, e mesmo assim terminamos o treino em P5, o que foi um pouco preocupante, mas sabia que a gente tinha potencial para crescer”, salientou.
 
“Acho que a gente concretizou nosso objetivo, tanto que brigamos pela pole, mas sabia da superioridade do Daniel, sabia que seria difícil me aproximar dele. Mas fiquei satisfeito por conta disso, pelo poder de reação da equipe, conseguir revirar o carro de um treino para o outro, conseguir evoluir e se posicionar numa segunda colocação do grid e estar diretamente na briga pela vitória”, complementou.
Daniel Serra e Thiago Camilo vão dividir a primeira fila do grid em Curitiba (Foto: Duda Bairros/Vicar)
Na visão do três vezes milionário da Stock Car, a duração mais curta da corrida, de apenas 40 minutos mais uma volta, vai fazer com que ela seja percorrida quase que em ritmo de classificação o tempo todo. “Amanhã a corrida é longa, competitiva, com um ritmo mais forte. E quando um piloto está mais próximo do limite, também fica mais próximo do erro, então é importante manter a concentração o tempo inteiro. Vamos ver amanhã, estou confiante que vou ter um bom carro para a corrida.”
 
“Acho que aqui a única estratégia mesmo é o momento de parar no box, porque, de resto, acho que todos os pilotos vão imprimir um ritmo muito forte do começo até o fim. Você não tem um consumo tão grande de pneus até a janela, e depois você troca os pneus novamente e os têm relativamente novos para o último trecho da corrida. Isso vai ser o diferencial de um carro para o outro, esse ritmo forte de corrida. A equipe treinou bastante pit-stop, reabastecimento, então estou confiante de que vamos conseguir fazer um bom trabalho amanhã.”, finalizou.
 
O GRANDE PRÊMIO acompanha a Corrida do Milhão da Stock Car ‘in loco’ em Curitiba com a jornalista Evelyn Guimarães.
POLÊMICA MOSTRA QUE VETTEL PISOU NA BOLA E HAMILTON FOI MALANDRO EM BAKU

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube