Stock Car

Serra fecha etapa do Velopark com vitória e sustenta liderança na Stock Car. Campos repete pódio e Átila vai de 30º para quarto

Daniel Serra conseguiu vencer a corrida 2 do fim de semana em Nova Santa Rita e ampliou para quatro sua lista de triunfos no circuito gaúcho. De quebra, manteve a liderança do campeonato. Marcos Gomes foi o segundo, enquanto Júlio Campos voltou ao pódio após vencer dura batalha contra Átila Abreu
Warm Up, do Velopark / FERNANDO SILVA, do Velopark

Como prometido, a Stock Car entregvou duas grandes corridas nesta quente tarde de domingo (22) no Velopark. Depois de Cacá Bueno triunfar numa empolgante primeira prova, Daniel Serra fechou com chave de ouro a terceira etapa da temporada 2018. De quebra, o atual campeão desempatou em pontuação com Cacá e sustentou a liderança do campeonato, posto que ocupa desde a Corrida do Milhão do ano passado.

Marcos Gomes, campeão em 2015, não chegou a ser uma ameaça para Serra no fim. Ainda assim, o piloto da Cimed garantiu um importante pódio e preciosos pontos. Destaque para Júlio Campos, o maior pontuador do fim de semana, que conseguiu o feito de ir ao pódio tanto na corrida 1 como também na segunda prova. O paranaense da Prati-Donaduzzi/RX Mattheis venceu uma grande batalha envolvendo Átila Abreu e Felipe Fraga no fim para confirmar o terceiro lugar.

Átila, que enfrentou problemas no câmbio na corrida 1 e abandonou para focar na segunda disputa, se deu bem. O sorocabano da Shell Racing partiu de 30º e penúltimo e ganhou muitas posições na base da estratégia. O pódio ficou por pouco, exatos 0s2. Fraga completou o top-5. Thiago Camilo foi o sexto colocado, à frente de Ricardo Zonta, outro piloto que teve grande fim de semana. Cacá Bueno, vencedor da primeira corrida, foi o oitavo, à frente de Rubens Barrichello e Allam Khodair, que conseguiu se sustantar no top-10 mesmo sem ter botões de ultrapassagem disponíveis, numa jornada heróica no Sul.
Ao lado do filho, Daniel Serra festeja a vitória na corrida 2 da Stock Car no Velopark (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
Serra agora lidera o campeonato com 80 pontos, 15 à frente de Cacá Bueno. Fraga subiu para terceiro e soma 59. Campos deu um belo salto na classificação com a pontuação do fim de semana e agora tem 55.

A próxima etapa da temporada 2018 da Stock Car acontece dentro de duas semanas, em 6 de maio, no Autódromo Internacional Ayrton Senna, em Londrina, no Paraná.

Saiba como foi a corrida 2 da Stock Car no Velopark

Com o décimo lugar na corrida 1, Allam Khodair voltou a figurar na pole-position na Stock Car. O piloto da Blau puxou a fila em uma largada sem problemas, ao menos para os ponteiros. Isso porque Vitor Genz, um dos donos da casa, rodou na entrada do S após a reta dos boxes e ficou atravessado na pista, caindo para o fim do grid. Lucas Di Grassi, que enfrentou um problema na suspensão no início da primeira prova, sequer alinhou.

Sergio Jimenez, que vinha no meio do pelotão, rodou ao tocar na barreira de pneus posicionada na entrada do S e fez com que a direção de prova acionasse o safety-car. Khodair sustentava a liderança, enquanto Daniel Serra deixava Marcos Gomes para trás e assumia a segunda colocação. Felipe Fraga e Gabriel Casagrande fechavam a lista dos cinco primeiros.

Com muito mais ritmo, Serra aproveitava a fragilidade de Khodair, que não tinha botões de ultrapassagem disponíveis — em razão de uma punição imposta neste fim de semana — e assumia a liderança na sexta volta da corrida, vindo em condições reais de fechar o fim de semana com vitória no Velopark e manter a liderança isolada — com o triunfo na corrida 1, Cacá empatou em pontos com Daniel.
Júlio Campos foi um dos grandes destaques do fim de semana no Velopark (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
A corrida voltava a sofrer a intervenção do safety-car quando Felipe Lapenna rodava em frente ao carro de Tuka Rocha, forçando nova bandeira amarela. Mas foi um período breve, de apenas algumas voltas. Restavam pouco menos de 23 minutos quando a nova relargada foi autorizada no Velopark. Serra manteve a liderança, à frente de Marcos Gomes e Felipe Fraga, com Gabriel Casagrande em quarto e Allam Khodair, lutando bravamente sem ter push-to-pass, vindo em quinto. Ricardo Zonta aparecia na sexta posição, enquanto Cacá Bueno se mantinha em décimo.

Com 20 minutos para o fim, Denis Navarro acabou perdendo o controle do seu carro e bateu na barreira de pneus. Mas a corrida não entrou novamente em regime de safety-car. Assim, os pilotos aproveitaram para fazer o pit-stop obrigatório na abertura da janela.

Após as paradas, o cenário da corrida nos seus minutos finais ficou mais claro com Serra à frente e muito perto de voltar a vencer nesta temporada. Marcos Gomes, em segundo, vinha mais atrás, enquanto Júlio Campos, em ótimo fim de semana, repetia o terceiro lugar da corrida 1. E Átila Abreu, que após enfrentar um problema no câmbio na primeira prova focou totalmente na corrida 2, ia abrindo caminho e já era o quarto após passar Felipe Fraga.
Daniel Serra festeja a vitória na corrida 2 da Stock Car no Velopark (Foto: Fernanda Freixosa/Vicar/Vipcomm)
O grande embate da prova no fim era justamente pela terceira colocação, com a briga direta envolvendo Júlio, Átila e Fraga por um lugar no pódio. Outra luta boa envolvia Cacá Bueno e Felipe Fraga, com o oitavo lugar em disputa no Velopark. Mais atrás, Khodair resistia bravamente e conseguia se manter no top-10 mesmo sem ter nenhum botão de ultrapassagem disponível no fim de semana.

No fim das contas, Serra confirmou o favoritismo para a corrida 2 e conseguiu a vitória em Nova Santa Rita. Marcos Gomes se garantiu em segundo, enquanto Júlio Campos voltou ao pódio, repetindo a colocação da corrida 1, ficando apenas 0s2 à frente de Átila, enquanto Fraga foi o quinto colocado. Thiago Camilo foi o sexto, seguido por Zonta e Cacá. Rubens Barrichello, que abandonou a primeira prova, foi o nono, e Khodair completou o rol dos dez primeiros, à frente de Rafael Suzuki e Gabriel Casagrande.

Stock Car 2018, corrida 2, Velopark, final: 

1 29 DANIEL SERRA SP RC/EUROFARMA 41:10.436 41 voltas
2 80 MARCOS GOMES SP CIMED +1.484  
3 4 JÚLIO CAMPOS PR PRATI DONADUZZI +8.460  
4 51 ÁTILA ABREU SP SHELL RACING +8.688  
5 88 FELIPE FRAGA PA CIMED +9.149  
6 21 THIAGO CAMILO SP A.MATTHEIS +9.336  
7 10 RICARDO ZONTA PR SHELL RACING +9.688  
8 0 CACÁ BUENO RJ CIMED +12.220  
9 111 RUBENS BARRICHELLO SP FULL TIME +12.870  
10 18 ALLAM KHODAIR SP BLAU +15.699  
11 8 RAFAEL SUZUKI SP HOT CAR/BARDAHL +23.204  
12 83 GABRIEL CASAGRANDE PR VOGEL +24.139  
13 44 BRUNO BAPTISTA SP HERO +25.159  
14 70 DIEGO NUNES SP FULL TIME +26.426  
15 28 GALID OSMAN SP CAVALEIRO +30.927  
16 3 BIA FIGUEIREDO SP A.MATTHEIS +32.033  
17 12 LUCAS FORESTI DF CIMED +32.469  
18 9 GUGA LIMA PR SQUADRA G-FORCE +34.060  
19 25 TUKA ROCHA SP VOGEL +10 voltas  
20 30 CÉSAR RAMOS RS BLAU +11 voltas  
21 46 VITOR GENZ RS CARLOS ALVES/EISENBAHN +12 voltas  
22 117 GUILHERME SALAS SP HOT CAR/BARDAHL +16 voltas  
23 73 SÉRGIO JIMENEZ SP SQUADRA G-FORCE +19 voltas  
24 77 VALDENO BRITO PB CARLOS ALVES/EISENBAHN +20 voltas  
25 1 ANTONIO PIZZONIA AM PRATI DONADUZZI +22 voltas  
26 65 MAX WILSON SP RC/EUROFARMA +22 voltas  
27 5 DENIS NAVARRO SP CAVALEIRO +23 voltas  
28 33 NELSINHO PIQUET DF FULL TIME +29 voltas  
29 110 FELIPE LAPENNA SP CAVALEIRO +30 voltas  
30 90 RICARDO MAURÍCIO SP FULL TIME +36 voltas  
31 11 LUCAS DI GRASSI SP HERO NL  

SURPRESA AGRADÁVEL APESAR DOS PORQUÊS

TEMPORADA 2018 COMEÇA COM F1 DEPENDENTE DO IMPONDERADO