Stock Car

Serra supera Fraga, conquista pole em Goiânia e dá passo em direção ao bicampeonato da Stock Car

O treino classificatório para a etapa de Goiânia da Stock Car terminou com mais um duelo entre Daniel Serra e Felipe Fraga, os líderes do campeonato de 2018. Foi Serra quem se deu melhor, no fim das contas
Warm Up, de Goiânia / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Daniel Serra (Foto: Fernanda Freixosa/Stock Car)
Após um começo tenso pelo céu fechado e a chuva que caiu com força na sequência, o treino classificatório que definiu o grid de largada para a etapa de Goiânia da Stock Car, realizado na tarde deste sábado (3), terminou com uma eletrizante disputa entre os postulantes ao título da temporada. No fim, foi de Daniel Serra a pole-position. Felipe Fraga parte no segundo posto.

Ainda com a pista totalmente seca, Serra levou a melhor sobre Fraga no Q1. O tocantinense respondeu no Q2, com traçado bastante molhado. Na hora da decisão, sem chuva e com a pista ainda um pouco molhada, Serra caprichou e anotou 1min31s726. Fraga foi o último a ir para a pista, começou melhor, mas terminou 0s026 mais lento. Pole para o atual campeão, que visualiza a chance de confirmar o bi no domingo.
 
O terceiro posto ficou com Ricardo Zonta, que apareceu numa divisão própria. Bem à frente de Diego Nunes, o quarto colocado, também não se aproximou dos ponteiros. Felipe Lapenna e Nelsinho Piquet não conseguiram completar voltas no que foi o primeiro Q3 de ambos na temporada. O motivo foi falta de combustível, já que os dois deram voltas extras na pista após a chuva interromper o Q1. 

Fora do Q3, Marcos Gomes, Gabriel Casagrande, Allam Khodair e Átila Abreu completaram o top-10. Do 11º ao 15º lugar, Júlio Campos, Rafael Suzuki, Lucas Di Grassi, Rubens Barrichello e César Ramos também estiveram no Q2. 
 
O treino ficou interrompido por mais de 30 minutos após a chuva que caiu durante o segundo grupo do Q1. Embora a pequena tempestade tenha de fato parado, as consequências dela tiveram efeito no restante do treino com a chuva molhada.

A largada para a primeira prova do domingo está marcada para as 13h (do horário brasileiro de verão).
Daniel Serra (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Confira como foi a classificação:

Q1 - Chuva cai com tudo no segundo grupo e tumultua sessão

A briga pelo título da Stock Car chegou pulsante a Goiânia e, portanto, a classificação não poderia começar sem que o desafiante #1 pulasse para a pista imediatamente que fosse possível. Felipe Fraga, assim logo partiu na frente do grupo dos 15 ponteiros do campeonato.
 
Na primeira rodada de voltas rápidas, entretanto, foi Daniel Serra, o grande favorito a ser campeão, que anotou o giro mais veloz: 1min24s750. Como era o bastante para avançar para o Q2, foi para os boxes e começou a mexer no carro para o restante da classificação. 
 
Fraga assegurou o segundo lugar e também voltou já satisfeito com o que fizera: 1min24s865. No restante da briga, luta de foice. Júlio Campos segurava o terceiro posto, já na casa do 1min25s, até o cronômetro zerar. Lucas Di Grassi, então, surgiu e pulou para o P3. Campos ficou em quarto.
 
César Ramos, Rubens Barrichello, Gabriel Casagrande e Marcos Gomes fecharam no top-8. Depois dele, os dois pilotos da Shell, com Átila Abreu e Ricardo Zonta. Allan Khodair, Cacá Bueno, Thiago Camilo, Max Wilson e Ricardo Maurício fecharam o primeiro grupo.
 
O segundo grupo esperava com medo. Isso porque a chuva se aproximava e, caso caísse, impediria que os pilotos do segundo grupo entrassem na briga para o Q2. A chuva já chegava nos entornos do autódromo, mas a pista ainda escapava.
 
Ainda na volta de inicial, Nelsinho Piquet rodou na área de escape. Valdeno Brito foi o primeiro a completar volta, mas quem andou forte mesmo foi Diego Nunes, que saltou para o sexto posto com o tempo de 1min25s092. Felipe Lapenna e Rafael Suzuki também entraram no top-15. Na bacia das almas após a rodada, Piquet pulou para o 12º posto e entrou na lista de classificados. 
 
A chuva, então, apareceu. E apareceu em forma de tempestade em parte da pista. Bandeira vermelha, pois.

Após 32 minutos de paralisação, boxes abertos e Bia Figueiredo, Lapenna e Piquet e Suzuki partiram para testar a pista molhada. Na curva 1, Bia, Lapenna e Suzuki passaram por fora na curva um, na tentativa de encontrar um traçado diferente.
A chuva que caiu em Goiânia (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Q2 - Fraga supera Serra, mas destaque fica para Nunes, Lapenna e Piquet classificados para Q3

Ainda com pista molhada, embora sem chuva, foi Campos o primeiro a anotar volta rápida. Quando Serra e Fraga, logo na sequência, ficou na cara que o giro não era bom. Serra ficou na ponta com 0s351 de vantagem, mas Fraga, quando tentou responder, saiu da pista e sujou os pneus na grama.
 
Lapenna andou muito bem também e saltou para o terceiro posto, impressionando. Com 2min45s restantes, Gomes andou muito bem. Passou com 1min32s501 e assumiu a ponta. 
 
Suzuki foi outro a andar fora da pista e parecia bem longe da briga pelas primeiras colocações. Na virada para o minuto final, Nunes partiu para o primeiro lugar - e logo depois rodou na grama também. Mas Fraga não deixou barato e fez o relógio cair para a casa de 1min31s777.
 
Di Grassi e Barrichello, apesar das expectativas, nem passaram perto da classificação para o Q3. Piquet, por outro lado, classificou-se para o primeiro Q3 dele na temporada. 
 
Fraga na ponta, com Serra, Zonta, Lapenna, Nunes e Piquet eram os classificados.
Felipe Fraga (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Q3 - Serra ri por último
 
Com as mudanças provocadas pela chuva em Goiânia, Piquet e Lapenna estavam no Q3 pela primeira vez no ano. Antes do começo da última parte, porém, a notícia: sem combustível, Piquet sequer partiria para a pista. Foi, então, Lapenna. Também com falta de combustível, sofreu uma pane seca no meio da volta e teve que contar com a ajuda dos comissários para empurrar o carro.
 
Fugindo de qualquer erro, Nunes deu uma volta correta e que logo foi superada por Zonta. Os dois se puseram assim, com o piloto da Shell antes do da Full Time na segunda fila.
 
O favorito ao título era o próximo. Serra forçou, tirou uma excelente volta no braço e fechou em 1min31s726. Fraga tentou fazer o mesmo na sequência e também foi muito bem. Mas 0s026 mais lento que o rival. Serra, assim, confirmou a pole na capital de Goiás.

Stock Car, Goiânia, Classificação, Final:

1 D SERRA RC Eurofarma   1:31.726  
2 F FRAGA Cimed   1:31.752 +0.026
3 R ZONTA Shell   1:32.112 +0.386
4 D NUNES Full Time   1:32.425 +0.699
5 F LAPENNA Cavaleiro      
6 N PIQUET Full Time      
7 M GOMES Cimed   1:32.501  
8 G CASAGRANDE Vogel   1:32.684  
9 A KHODAIR Blau   1:32.886  
10 A ABREU Shell   1:32.898  
11 J CAMPOS Prati Donaduzzi   1:33.317  
12 R SUZUKI Hot Car Bardahl   1:33.381  
13 L DI GRASSI Hero   1:33.384  
14 R BARRICHELLO Full Time   1:33.445  
15 C RAMOS Blau   1:33.759  
16 C BUENO Cimed   1:25.331  
17 G LIMA Vogel   1:25.331  
18 T CAMILO A. Mattheis/Ipiranga   1:25.340  
19 L FORESTI Cimed   1:25.422  
20 M WILSON RC Eurofarma   1:25.432  
21 A PIZZONIA Prati Donaduzzi   1:25.454  
22 G OSMAN Cavaleiro   1:25.464  
23 V BRITO Carlos Alves Eisenbahn   1:25.493  
24 B BAPTISTA Hero   1:25.501  
25 R MAURÍCIO Full Time   1:25.533  
26 D NAVARRO Cavaleiro   1:25.625  
27 R SPERAFICO Hot Car Bardahl   1:25.707  
28 V GENZ Carlos Alves Eisenbahn   1:25.768  
29 B FIGUEIREDO A. Mattheis/Ipiranga   1:26.186