Shell vive sexta-feira de treinos com 4 top-10 e interrogações em Goiânia

Ricardo Zonta foi o sexto colocado nos dois treinos livres desta sexta-feira (22), em Goiânia. Átila Abreu e Gaetano di Mauro também figuraram no top-10 nos trabalhos do dia, mas viveram uma jornada de interrogações a respeito da performance dos respectivos carros, assim como Galid Osman

Goiânia viveu uma sexta-feira (22) movimentada e marcada pelos dois primeiros treinos livres para a 11ª etapa da temporada 2019 da Stock Car, a penúltima do campeonato e a última rodada dupla do ano. Diego Nunes foi o mais rápido da primeira sessão, enquanto Marcel Coletta liderou o treino da tarde. O dia foi produtivo para os pilotos da Shell. Pela manhã, Ricardo Zonta foi o sexto colocado, uma posição atrás de Gaetano di Mauro. Galid Osman foi o 12º, enquanto Átila Abreu foi o 14º. À tarde, Zonta repetiu o P6, com Átila em nono, Galid em 14º e Di Mauro concluindo o dia em 21º.
 
O dia teve, portanto, quatro top-10 para a Shell em Goiânia, trouxe algumas certezas, mas também outras interrogações para a sequência do fim de semana. Zonta se mostrou satisfeito com o desempenho do carro usando tanto os pneus mais velhos como compostos novos. Átila, por sua vez, apontou falta de velocidade do #51 nos trechos de reta, enquanto Galid e Di Mauro reportaram diferenças de comportamento dos respectivos carros em estágios distintos de desgaste dos pneus.
 
Melhor colocado dentre os pilotos da Shell nesta sexta-feira, Zonta se mostrou confiante em ter um bom sábado, com capacidade para lutar por uma boa posição de largada em Goiânia.
Ricardo Zonta figurou no top-6 nos dois treinos livres desta sexta-feira em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell)
“Nós trabalhamos muito visando a corrida. Tanto com pneu gasto como com pneu mais novo, o carro mostrou potencial, o que sugere que estamos fortes para a corrida e temos uma boa margem para a classificação, quando colocarmos pneu zero, então isso nos deixa bastante contente”, disse.
 
“Dá para trabalhar com essa margem, sabemos que um bom carro no classificatório faz muita diferença para largar entre os primeiros. Estar em sexto com um carro de potencial para a corrida mostra que o trabalho para amanhã está no caminho certo”, comentou Zonta, que já venceu em Goiânia em 2018 e foi o segundo colocado neste ano.
 
Em contrapartida, Átila se mostrou em dúvida sobre a performance do carro por conta da falta de velocidade nos trechos mais rápidos da pista.
Átila Abreu em Goiânia nesta sexta-feira (Foto: José Mário Dias/Shell)
“Está uma incógnita porque o carro não está tão bom de reta como na primeira corrida aqui. No primeiro treino tomamos quase 0s5 na reta, temos de analisar os dados e ver, mas não acredito que tenha melhorado muito. Surpreende ficar entre os dez, obviamente cada piloto está com uma condição de pneu. É difícil quando você não tem velocidade de reta buscar no acerto alguma compensação”, explicou.
 
“No segundo treino evoluímos muito o carro. Vamos tentar entender, ver se vai precisar trocar o motor para a tomada. De alguma maneira, estamos competitivos, mas tomando esse tempo na reta, você fica perdido, sem saber exatamente o que é de motor, o que você tenta compensar a falta de velocidade. Temos de entender o porquê de outra vez estarmos com esse problema na reta”, acrescentou o sorocabano, vencedor na pista goiana em 2016 e 2017.
Galid Osman teve seu melhor resultado no ano justamente em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell)
Galid, que venceu pela primeira vez na Stock Car justamente em Goiânia, em 2016, traz a expectativa de reviver sua melhor jornada no campeonato. Em maio, o #28 terminou as corridas em Goiás em sétimo e oitavo. Mas o piloto também reportou variação de performance por conta dos pneus. “O carro foi competitivo com o pneu velho, mas na hora em que colocamos o pneu mais novo, evoluímos pouco. Então é tentar melhorar o carro para amanhã e tentar se classificar entre os dez primeiros, como na última corrida em Goiânia”.
 
E Gaetano, dono de um top-5 pela manhã, explicou a perda de performance exibida no período da tarde na pista. “Cada um está numa estratégia de pneu. Coloquei o pneu mais novo para entender o equilíbrio, descasamos o tempo com o pessoal, mas perdemos um pouco de performance quando a pista ficou mais quente. Agora é trabalhar para buscar alguma coisa nova para voltar ao top-5”.
Gaetano di Mauro cravou um top-5 no treino livre da manhã em Goiânia (Foto: José Mário Dias/Shell)
O sábado de Stock Car reserva mais um treino livre, marcado para 10h15 (horário de Brasília), enquanto a sessão classificatória acontece às 13h30. A rodada dupla de Goiânia começa com a corrida 1, às 11h de domingo, e seu desfecho está previsto para 12h02.
 
 
Atual campeão, Raphael Reis coloca Shell no top-10 da Stock Light
 
Raphael Reis, que faz jornada dupla neste fim de semana e acelera tanto na Stock Car como na Stock Light, colocou a Academia Shell Racing duas vezes no top-10 dos treinos livres desta sexta-feira na categoria de acesso. Pela manhã, Reis finalizou os trabalhos em sexto lugar, garantindo a oitava posição no segundo treino livre. Diego Ramos, que estreia na Light nesta temporada, foi o 12º no primeiro treino, subindo para 11º à tarde. Gustavo Frigotto liderou os trabalhos da manhã, enquanto Gustavo Myasava foi o mais rápido do TL2 e do dia como um todo na Light.
 
O brasiliense Reis, que corre praticamente em casa em Goiânia, onde alcançou alguns dos melhores momentos da carreira na Light, entende que as colocações obtidas nesta sexta-feira não traduzem a performance do carro.
 
“O resultado não reflete o nosso potencial. O carro está com muito equilíbrio, muito bom. No miolo, o carro é muito bom, mas tem faltado motor. Estamos perdendo 7 km/h na reta, então é trocar o motor e torcer para termos um motor bom. Infelizmente, na categoria estamos tendo uma disparidade muito grande nos motores. Então, só nos resta torcer para pegar um motor bom”, disse o dono do carro #77.
 
Ramos teve uma sexta-feira ainda mais movimentada por conta de um treino extra, voltado aos estreantes. “Estamos evoluindo o carro, parece ser bom. Estamos com um probleminha no motor, mas vamos ver o que vamos conseguir no fim de semana. Esperamos que dê tudo certo”.
 
A programação da Stock Light para Goiânia neste sábado é bastante movimentada, com o terceiro treino livre logo pela manhã, às 8h, a classificação, marcada para 11h40, e a primeira corrida do fim de semana, com largada prevista para 15h20.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ a etapa de Goiânia da Stock Car deste fim de semana com o repórter Felipe Noronha. Siga tudo aqui.

Paddockast # 43
QUAL FOI O MELHOR GP DO BRASIL QUE VOCÊ ASSISTIU?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube