Valdeno ressalta retrospecto em Curitiba e aponta começo real da temporada: “Agora acabou a brincadeira”

Quase um mês após a disputa da Corrida de Duplas que abriu a temporada 2018 da Stock Car em Interlagos, Valdeno Brito vai a Curitiba para a etapa deste fim de semana. Sem a presença dos convidados, o paraibano radicado em Londrina aposta na experiência para fechar o domingo com um bom resultado para a Carlos Alves/Eisenbahn

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

A Stock Car se prepara nesta semana para realizar a segunda etapa da temporada 2018, a primeira rodada dupla do campeonato. Curitiba, que foi palco da Corrida do Milhão que premiou o vencedor Daniel Serra no ano passado, volta a receber a principal categoria do automobilismo brasileiro neste domingo (8). Para Valdeno Brito, dono de um retrospecto de respeito no circuito paranaense, é a chance de começar a temporada pra valer.

 
Em Interlagos, que recebeu a Corrida de Duplas no último 10 de março, Valdeno acelerou o carro #77 da Carlos Alves/Eisenbahn com o experiente holandês Jeroen Bleekemolen. A dupla obteve o 23º lugar no grid em Interlagos e terminou em 13º, perto da zona de pontuação que premiou os 12 primeiros colocados em São Paulo.
 
Agora, em Curitiba, circuito que Valdeno e a Stock Car como um todo conhecem tão bem, a meta é ter uma etapa consistente, pontuar e marcar território para a sequência do campeonato.
Valdeno Brito trabalha ao lado de André Bragantini na Carlos Alves/Eisenbahn (Foto: Duda Bairros/Vicar)
“A temporada começa agora”, declarou o piloto paraibano, que é radicado em Londrina. “A etapa anterior foi mais festiva e rendeu apenas 40% dos pontos de uma rodada dupla tradicional. Agora acabou a brincadeira”, avisou Valdeno.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Em um campeonato tão apertado e com um grid de alto nível como o da Stock Car, Brito ressaltou a importância de marcar pontos com frequência para estar entre os primeiros. No ano passado, quando fez a transição para a equipe de Carlos Alves, Valdeno terminou a temporada em 14º lugar com um pódio e 136 pontos marcados.

 
“Todo ponto é importante e cada volta é decisiva para o nosso destino daqui até o fim do ano. É uma pista onde já venci duas vezes, fui ao pódio em cinco e somei três poles, então espero poder engordar ainda mais esses bons números”, destacou Valdeno, confiante em manter o retrospecto positivo em Curitiba neste fim de semana.
"RIDÍCULO E LEVIANO"

AJUDA DELIBERADA DA HAAS À FERRARI? NÃO FAZ SENTIDO ALGUM

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube