Stock Car

Zonta bate carteira dos líderes, dispara e vence corrida 1 em Goiânia. Fraga e Serra são 3º e 4º

A primeira prova deste domingo (4) da Stock Car no circuito de Goiânia teve a briga que era esperada entre Daniel Serra e Felipe Fraga, mas não onde era esperado. Os dois duelaram pelo terceiro posto, uma vez que Ricardo Zonta escapou e disparou para vencer a segunda no ano
Warm Up, de Goiânia / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Ricardo Zonta celebra vitória em Goiânia (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
A prova que abriu os trabalhos da Stock Car em Goiânia, na tarde deste domingo (4), terminou sem nenhum grande acidente ou azar de um dos pilotos que ocupavam as posições dianteiras, mas o cenário entre eles mudou bastante. Ricardo Zonta tinha o carro mais veloz da pista desde o começo. Desta feita, o piloto da Shell ultrapassou Felipe Fraga na pista e fez o undercut para deixar Daniel Serra para trás nas manobras de parada nos boxes. Depois disso, foi imbatível e venceu pela segunda na temporada 2018.
 
Zonta não mergulhou na largada para atacar loucamente os ponteiros. A estratégia foi diferente. A partir da terceira volta, emparelhou com Fraga e logo aproveitou uma brecha no botão de ultrapassagem para levar vantagem. Não demorou quase nada para que encostasse em Serra, mas o líder do campeonato defendia com valentia enquanto o paranaense investia. Nos boxes, sim, fez o suficiente - não reabasteceu - para voltar à frente. De volta à pista, mostrou volta após volta que era o mais rápido. 

O segundo colocado foi Diego Nunes, que também se deu muito bem na parada dos boxes. O ritmo do piloto da Full Time sempre foi forte, pressionando Fraga antes da parada, mas depois apenas tratou de encaminhar o carro para o final sem ser ameaçado.
 
Já os líderes da Stock Car se engajaram numa disputa flamejante nos últimos minutos. Fraga tomou a posição de Serra nos boxes, mas quatro ultrapassagens marcaram as voltas finais. Serra passou duas vezes, com Felipe devolvendo ambas. Fraga terminou em terceiro, garantindo a vida do campeonato até Interlagos, enquanto Serra ficou em quarto. 
 
Gabriel Casagrande foi o quinto, seguido por Rubens Barrichello, Nelsinho Piquet, Júlio Campos, Átila Abreu e César Ramos fecharam o top-10. 
Ricardo Zonta celebra vitória em Goiânia (Foto: Fernanda Freixosa/Stock Car)
Confira como foi a corrida:

Com problemas elétricos, Allam Khodair demorou a alinhar para o grid da prova de abertura do domingo. E a partida foi limpa, sem estardalhaços ou grandes mudanças. Daniel Serra segurou bem a ponta e não houve um ataque transloucado de Felipe Fraga ou até de Diego Nunes como alguns esperavam.
 
Quem se deu pior foi Marcos Gomes, que foi sendo ultrapassado, ficou sem espaço e precisou colocar rodas fora do traçado. Do sétimo posto em que largou, acabou caindo para 18º. Rubens Barrichello tinha bom ritmo e foi subindo algumas posições e, em cinco voltas, fazia uma bonita ultrapassagem para cima de Júlio Campos para tomar o sétimo lugar. 
 
Ricardo Zonta dava as caras. Após uma largada tranquila, foi para cima e começou a atacar Fraga. No sétimo giro, após Felipe abrir mão do push-to-pass na volta, Zonta passou. O piloto da Shell era o mais rápido na pista e partia para cima de Serra.
 
Atrás, quando estava no 13º posto, Antônio Pizzonia apareceu rodando e com a lateral esquerda do carro roxo da Prati-Donaduzzi danificado num duelo com Lucas Di Grassi. Embora apenas Pizzonia tenha saído da pista depois da batida, os dois precisaram parar nos boxes.
A largada da corrida 1 da Stock Car em Goiânia (Foto: Duda Bairros/Stock Car)
Ambos com push-to-pass acionado, Zonta se pôs lado a lado com Serra na reta dos boxes para tentar executar a ultrapassagem. Não deu certo. Duas voltas depois, na 11ª, de novo. E não deu certo novamente. Zonta tinha o melhor carro, mas Serra se defendia muito bem. 

Os seis primeiros colocados se engancharam em três disputas particulares. Serra seguia se defendendo de Zonta, ao passo que Nunes atacou Fraga e Gabriel Casagrande foi para cima de Nelsinho Piquet - e passou. 
 
Na 15ª volta, abriu a janela de pit-stop. Serra logo entrou, assim como Nunes e Casagrande, entre os seis primeiros. A surpresa na saída: mesmo sem erros flagrantes da RC Eurofarma, Serra voltou atrás de Nunes. Os dois, aliás, quase se tocaram.
 
Zonta entrou no giro seguinte, mas sequer colocou combustível e voltou bem à frente. Fraga entrou somente na 18, mas conseguiu voltar à frente de Nunes. Sem contar aqueles que ainda precisavam parar nos boxes, Zonta era quem liderava a corrida e vinha seguido por Nunes, Fraga e Serra.

Ricardo Maurício apostou na estratégia para a segunda corrida ao parar nos boxes com menos de dez minutos restantes na primeira corrida. Barrichello, que foi um dos últimos a parar, mostrou que acertou na decisão ao ultrapassar Piquet com sete minutos para o fim. Era o sexto colocado, agora. Depois de Piquet, Campos, Átila Abreu e Felipe Lapenna encerravam o top-10 naquele momento. 
 
Numa disposição um tanto quanto morna, Fraga andava sem tanto propósito à frente de Serra e sambou com o carro da Cimed, quase perdendo o controle. Foi um sinal. Serra veio para cima duas voltas depois, atacou e tomou o terceiro lugar. Fraga não tinha perda de rendimento, no entanto, e aproveitou o push-to-passe para devolver a ultrapassagem na volta seguinte - mesmo em meio a um tráfego causado por Daniel Navarro e Ricardo Sperafico.

Na penúltima volta, líder e vice-líder do campeonato monopolizavam a corrida. Serra deu o troco e ultrapassou mais uma vez, mas Fraga respondeu no giro decisivo com agressividade ímpar. Uma batalha para ficar marcada na temporada. 

Stock Car, Goiânia, Corrida 1, Resultado final:

1 R ZONTA Shell 42:34.864 29 voltas
2 D NUNES Full Time +3.159  
3 F FRAGA Cimed +6.174  
4 D SERRA RC Eurofarma +6.308  
5 G CASAGRANDE Vogel +11.474  
6 R BARRICHELLO Full Time +17.500  
7 N PIQUET Full Time +18.529  
8 J CAMPOS Prati Donaduzzi +21.903  
9 A ABREU Shell +23.369  
10 C RAMOS Blau +23.783  
11 F LAPENNA Cavaleiro +24.422  
12 R SUZUKI Hot Car Bardahl +25.196  
13 M GOMES Cimed +29.806  
14 T CAMILO A. Mattheis/Ipiranga +31.371  
15 M WILSON RC Eurofarma +37.434  
16 V BRITO Carlos Alves Eisenbahn +39.171  
17 B BAPTISTA Hero +39.929  
18 L FORESTI Cimed +42.795  
19 G LIMA Vogel +43.401  
20 C BUENO Cimed +1:13.696  
21 G OSMAN Cavaleiro +1:33.473  
22 V GENZ Carlos Alves Eisenbahn +1 volta  
23 R MAURÍCIO Full Time +3 voltas  
24 R SPERAFICO Hot Car Bardahl +3 voltas  
25 D NAVARRO Cavaleiro +4 voltas  
26 A PIZZONIA Prati Donaduzzi +18 voltas  
27 L DI GRASSI Hero +19 voltas  
28 B FIGUEIREDO A. Mattheis/Ipiranga +21 voltas  
29 A KHODAIR Blau +22 voltas