De volta ao Mundial de Superbike aos 43 anos, Biaggi evita prever resultado para Misano e diz que meta é se divertir

Wild-card na etapa de Misano do Mundial de Superbike, Max Biaggi evitou prever um resultado para a prova deste fim de semana e afirmou que a meta é se divertir. Italiano de 43 anos deixou o certame no fim de 2012

Aposentado desde 2012, Max Biaggi volta às pistas neste fim de semana para disputar a etapa de Misano do Mundial de Superbike. O romano vai vestir as cores da Aprilia, equipe com a qual conquistou os títulos de 2010 e 2012 do certame.
 
Às vésperas da prova em San Marino, Biaggi, que também vai correr na Malásia, não esconde a animação por guiar a RSV4 RF, mas admite que não terá via fácil nesse retorno.
Max Biaggi não espera facilidades na prova deste fim de semana (Foto: Bridgestone)
“É realmente empolgante voltar a correr, sentir a adrenalina da competição outra vez, especialmente em um circuito tão especial para mim quanto Misano”, disse Max. “No meu trabalho como piloto de testes, estou ajudando a Aprilia a desevolver a RSV4 RF, trabalhando muito bem com os rapazes que conheço bem e que agora me entendem só pelo olhar”, continuou.
 
 “Por assim dizer, essa wild-card é a cereja do bolo, uma chance onde planejo, definitivamente, dar tudo de mim”, avisou. “Também estou bem ciente das dificuldades. Nossos rivais estão em grande forma e não será nada fácil para mim”, reconheceu.
 
Aos 43 anos, Biaggi não quis traçar uma meta específica para as provas de Misano e da Malásia e disse que seu objetivo é se divertir e animar os fãs.
 
“A meta é, antes de mais nada, me divertir”, falou. “Não prever nenhum resultado, mas dar 100% para colocar um sorriso no rosto da Aprilia, dos fãs e de todos os entusiastas. No domingo, depois da segunda corrida, vamos tirar nossas conclusões”, encerrou.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube