Dominante no Mundial de Superbike, Bautista condiciona volta à MotoGP a “moto de fábrica”

Em entrevista ao site britânico ‘Crash.net’, Álvaro Bautista descartou voltar à MotoGP com uma moto satélite. O espanhol ressaltou que seguir com a Ducati é sua prioridade, mesmo que seja no Mundial de Superbike

Álvaro Bautista segue encantando no Mundial de Superbike. Neste sábado (8), o #19 conquistou sua 12ª vitória na temporada 2019, o que, claro, resultou em rumores de uma volta à MotoGP.
 
Mesmo em alta, Bautista não pretende abrir mão da boa condição que tem na série das motos de produção apenas para voltar à classe rainha do Mundial de Motovelocidade.
Álvaro Bautista só volta para a MotoGP com moto de fábrica (Foto: Ducati)
Paddockast #21
A primeira vez a gente nunca esquece: as vitórias dos maiores nomes do esporte

Em entrevista ao site britânico ‘Crash,net’, Bautista ressaltou o empenho da Ducati para acolhe-lo no Mundial de Superbike e, mesmo vendo a MotoGP como superior, admitiu que se sente “mais importante” onde está.
 
“Com certeza, é diferente. Acho que na MotoGP, é mais top do que no Mundial de Superbike, mas, para mim, é melhor competir no Mundial de Superbike com uma equipe de fábrica. Me sinto mais importante aqui do que na MotoGP com uma equipe satélite”, justificou.
 
Dominante a bordo da Panigale, Bautista deixou claro que sua prioridade é seguir com a casa de Bolonha, ainda que na categoria de produção.
 
“A Ducati deixa uma sensação boa, a relação com todo mundo. É importante que eu fique com a Ducati, mesmo que seja no Mundial de Superbike, do que com um time satélite na MotoGP”, ponderou. “Está claro, se eu voltar para a MotoGP, vai ser com moto de fábrica, não satélite”, completou.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube