Rinaldi bate Rea em Misano e garante primeira vitória na Superbike em 2021

Michael Ruben Rinaldi marcou sua primeira corrida em casa na Superbike 2021 como piloto de fábrica da Ducati e também sua primeira vitória no ano. Já Jonathan Rea não teve tanta sorte em manter sua pole-position, mas não deixou de subir ao pódio

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

Diante de cinco mil fãs nas arquibancadas de Misano, Michael Ruben Rinaldi marcou sua primeira corrida em casa na Superbike da melhor forma possível: uma vitória categórica. Depois de ter alcançado o quarto lugar no grid na Superpole, o jovem italiano mostrou grande forma na tarde italiana, apresentando um bom desempenho na terceira etapa da temporada.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

De fato, um início rápido e primeiras curvas agressivas permitiram que Rinaldi arrebatasse a liderança que se manteria até a linha de chegada. Jonathan Rea até tentou ameaçar, mas foi neutralizado logo de cara. Assim, o piloto da Ducati garantiu a segunda vitória na Superbike na carreira, somado ao seu primeiro triunfo em Aragão no ano passado.

Toprak Razgatlioglu terminou na segunda posição. Embora não tenha conseguido lidar com o ritmo de Rinaldi e Rea à frente, aproveitou um raro erro do britânico para assegurar o segundo lugar para a Yamaha e o quinto pódio em sete corridas. 

Com a Ducati em 2021, Rinaldi correu pela primeira vez em casa, em Misano (Foto: WorldSBK/Site)

Rea, o pole do fim de semana, não teve tanta sorte assim. Tal era a pressão que Rinaldi estava colocando sobre o britânico, o seis vezes campeão perdeu a dianteira da Kawasaki na curva 1, mas conseguiu puxá-la de volta. Apesar de ser ultrapassado logo na curva 2 pelo italiano, Rea perdeu apenas uma única posição para manter intacto seu recorde de pódio de 2021 na Superbike: três etapas, três pódios.

Já Scott Redding cruzou a linha de chegada a 10s247 dos líderes em quarto lugar, à frente de Alex Lowes, que finalizou em quinto. Eles foram seguidos por Alvaro Bautista na melhor Honda a 14s766, com estreante Axel Bassani, que alcançou o seu melhor resultado de sempre na Superbike com o sétimo lugar.

Tom Sykes liderou o desafio da BMW em um modesto oitavo lugar, à frente de Andrea Locatelli, da Pata Yamaha, enquanto Michael van der Mark fechou os dez primeiros. 

Lucas Mahias não conseguiu capitalizar a forte posição no grid, ao cair de sétimo para 11º, à frente da dupla da GRT: Garrett Gerloff, que largou dos boxes, e Kohta Nozane. Leon Haslam e Tito Rabat completaram as posições pagas pelos pontos, com Davies o único abandono após uma queda na curva 4, enquanto Eugene Laverty não conseguiu largar após sua forte queda no TL3.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar