Andrade supera Giaffone e lidera primeiro treino em Guaporé. Líder da Copa Sul, Cirino é terceiro

Roberval Andrade colocou a Scania no topo no primeiro treino livre para a etapa de Guaporé. O #15 foi preciso nos minutos finais e assumiu a liderança, à frente de Felipe Giaffone (Volkswagen). Wellington Cirino, líder da Copa Sul, terminou com a terceira melhor marca

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Roberval Andrade abriu os trabalhos da Copa Truck em Guaporé (RS) com o melhor tempo. O piloto da Scania apareceu nos minutos finais, virou 1min40s706 e liderou a primeira sessão de pista no circuito gaúcho. Felipe Giaffone (Volkswagen) passou grande parte das atividades na frente, mas perdeu a posição e, mesmo melhorando sua marca no fim, acabou 0s098 atrás de Andrade. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), que chega para a decisão da Copa Sul na liderança, finalizou em terceiro, com 1s5 de desvantagem para o líder.
 
Renato Martins (MAN) aparece em quarto na lista de tempos, seguido por André Marques (Mercedes) em quinto. Witold Ramasauskas (MAN) foi o sexto, com Beto Monteiro (Iveco) em sétimo e Fabio Fogaça (Ford), que mais voltas completou (19 no total) em oitavo. Débora Rodrigues (Volswagen) apareceu em nono e Regis Boessio (Volkswagen) completou a lista dos dez melhores classificados. 
Roberval Andrade lidera primeiro treino da Copa Truck em Guaporé (Foto: Vanderley Soares)
Saiba como foi o TL1 da Copa Truck em Guaporé
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Welington Cirino, líder do campeonato, foi o primeiro dos 18 inscritos a marcar tempo na pista de Guaporé, cuja extensão é de 3.080 metros. O tempo registrado foi 1min47s068. Já na segunda volta anotou 1min43s122, melhorando consideravelmente, mas ainda distante da volta ideal. Na sequência, foi a vez de Felipe Giaffone deixar o pit e anotar 1min44s261 e se posicionar logo atrás.

 
Aos poucos os pilotos ganhavam o circuito gaúcho para reconhecimento das condições de pistas e checagem dos caminhões. Os tempos, portanto, seguiam altos. No primeiro quarto de pista livre, Fabio Fogaça, Witold Ramasauskas, Regis Boessio, Rogério Castro, Luiz Renato Lührs, Débora Rodrigues e Giuliano Losacco também deixaram os boxes para as primeiras voltas do fim de semana.
 
Giaffone aproveitava o tempo de pista e já anotava 11 voltas na primeira metade do treino. E com a marca de 1min41s875 assumiu a liderança na tabela de tempos. Cirino ainda com a volta registrada no início das atividades se mantinha em segundo, com André Marques em terceiro, Roberval Andrade em quarto e Renato Martins em quinto.
 
Martins conseguiu melhorar e subiu para quarto. Beto Monteiro também melhorou e conseguiu a sexta melhor marca. Enquanto isso, o paranaense Duda Bana, novidade para a etapa de Guaporé da Copa Truck, saía da pista pela primeira vez com seu Volvo. Restando 15 minutos para o fim do TL1, os dez melhores eram Giaffone, Cirino, Martins, Marques, Andrade, Monteiro, Ramasauskas, Fogaça, Rodrigues e Castro.
 
Nos minutos finais, Roberval Andrade virou 1min40722 e colocou seu Scania no topo, tempo 1s1 mais veloz do que Giaffone. Logo depois o treino foi interrompido restando 10 minutos para o fim. No entanto, não demorou para o reinício do treino. Giaffone chegou a 1min40s924, mas manteve-se em segundo, apenas 0s2 mais lento do que Andrade. O #15 não perdeu tempo e baixou sua marca para 1min39s949 para garantir a primeira colocação no treino.
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube