Truck

Cirino voa no fim, supera Giaffone e lidera segundo treino livre em Rivera

Welington Cirino foi preciso nos instantes finais do TL2 e com uma volta voadora superou Felipe Giaffone para ficar com a liderança. Roberval Andrade terminou em terceiro
Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
 Wellington Cirino foi o mais veloz da sexta em Rivera (Foto: Vanderley Soares)
Deu Wellington Cirino no segundo treino livre em Rivera. O piloto do Mercedes #6 conseguiu encaixar uma volta precisa no fim da sessão e fechou a sexta-feira (5) com o melhor tempo do dia.
 
Cirino virou 1min32s974 e ficou 0s485 à frente de Giaffone, que liderou a maior parte da sessão com seu Volkswagen. Roberva Andrade, quase 1s mais atrás, colocou seu Scania na terceira posição.
 
André Marques completou apenas oito voltas, mas o suficiente para ficar em quarto lugar. Witold Ramasauskas, por outro lado, completou 19 voltas e finalizou em quinto lugar, seguido de Régis Boessio.
 
Beto Monteiro foi o sétimo colocado, o primeiro Iveco da lista, seguido por Renato Martins. Giuliano Losacco e Leandro Totti fecharam o grupo dos dez melhores.
 
A Copa Truck volta à pista no sábado, a partir das 8h50, para o terceiro treino livre em Rivera.

Saiba como foi o TL2 da Copa Truck em Rivera
 
O segundo treino livre do dia começou com os pilotos virando tempos melhores. Terceiro colocado no TL1, Wellington Cirino obteve 1min33s584 em sua primeira volta rápida, pulando para a ponta. O tempo já era 1s mais veloz do que a marca registrada por Felipe Giaffone um pouco mais cedo.
 
Mas a alegria de Cirino durou pouco. Na sequência, Giaffone anotou 1min33s459 e subiu para primeiro. André Marques aparecia em terceiro, seguido de dois caminhões Iveco: Beto Monteiro e Giuliano Losacco. Discreto no TL1, Renato Martins apareceu bem no início da segunda sessão e pulou para quarto.
 
Passados os 15 primeiros minutos do treino, os dez melhores eram Felipe Giaffone, Wellington Cirino, André Marques, Renato Martis, Beto Monteiro, Giuliano Losacco, Leandro Totti, Witold Ramasauskas, Pedro Paulo e Débora Rodrigues.

O tempo corria e as posições seguiam as mesmas, exceto por Djalma Fogaça, que saltou para décimo. Ausente em Buenos Aires, o experiente piloto voltou ao grid no caminhão MAN de Rogério Castro.
 
Roberval Andrade, segundo no TL1, virou 1min33s989 e subiu para terceiro, a 0s530 de Giaffone. Então, a bandeira vermelha foi acionada, interrompendo a sessão. Nesse momento, 16 pilotos haviam marcado tempo.

Poucos minutos depois o treino foi reiniciado e Fabio Fogaça, que ainda não tinha registrado tempo no TL2, deixou os boxes. No finalzinho Cirino voou e conseguiu 1min32s974, assumindo a liderança novamente. E de lá não saiu mais até a bandeira quadriculada.