Truck

Giaffone aproveita punições de rivais e vence corrida 1 em Curvelo. Boessio é segundo

Largando em 12º, Felipe Giaffone fez ótima prova de recuperação e venceu a primeira corrida em Curvelo. O #4 também aproveitou as punições impostas a Wellington Cirino e André Marques. Régis Boessio chegou em segundo e Danilo Dirani completou o pódio
Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
 Felipe Giaffone faturou primeira corrida em Curvelo (Foto: Vanderley Soares)
Felipe Giaffone venceu a primeira corrida da Copa Truck em Curvelo. 12º no grid, Giaffone foi abrindo caminho e, ajudado pelas punições dadas a Wellington Cirino e André Marques, chegou ao primeiro lugar até receber a quadriculada.
 
Régis Boessio fez uma prova consistente e fechou em segundo, apenas 0s374 do vencedor. O #83 apertou o ritmo na última volta e ameaçou Giaffone na linha de chegada.
 
Danilo Dirani também fez prova de recuperação e ficou com o último lugar no pódio. Witold Ramasauskas e Beto Monteiro completaram o top-5.
 
Renato Martins, último no grid, completou a prova em sexto, seguido de André Marques. Leandro Totti fechou em sétimo, seguido de Cirino e Rodrigo Belinati.
Largada da corrida 1 em Curvelo (Foto: Vanderley Soares)
Saiba como foi a corrida 1 da Copa Truck em Curvelo
 
A primeira corrida da Copa Truck em Curvelo prometia. Com as punições por excesso de fumaça, pilotos que demonstraram nos treinos ter um caminhão veloz partiriam lá de trás. Casos de Felipe Giaffone, Beto Monteiro, Danilo Dirani e Roberval Andrade. 
 
Melhor para o pole-position Wellington Cirino, que tinha o caminhão mais rápido do fim de semana e viu os principais rivais longe das primeiras posições no grid.
 
Cirino largou bem e manteve a dianteira. André Marques pressionou Régis Boessio, mas não conseguiu a ultrapassagem. Djalma Fogaça aparecia em quarto e Giuliano Losacco na quinta colocação. Giaffone já era o sétimo, e o líder da Copa Sudeste, Roberval Andrade, era o último.
 
Na abertura da terceira volta, Marques conseguiu a manobra de ultrapassagem por fora e foi para segundo. Na frente, Cirino já tinha quase 5s de vantagem. E Andrade acabou se dirigindo aos boxes. Fim de prova para o piloto da Scania.
 
Então veio o anúncio de queima de largada para Marques, Duda Bana e Leandro Totti. Os três precisariam cumprir um drive-through. Nisso, Giaffone fazia a manobra sobre Boessio e já era terceiro. E na sequência, com Marques nos boxes para cumprir a punição, era segundo.
 
Nos boxes, Giuliano Losacco e Fábio Fogaça abandonavam. O líder Cirino também acabou indo para os boxes e entregou a primeira posição para Giaffone. O #6 voltou em 12º.
 
Terceiro colocado, Djalma Fogaça encostou o caminhão e abandonou. Assim, os dez primeiros eram Giaffone, Boessio, Dirani, Ramasauskas, Belinati, Monteiro, Martins, Marques, Rodrigues e Jardim.

Os mecânicos mexeram no caminhão de Andrade e o representante do Corinthians conseguiu retornar à pista.
 
Na ponta, Giaffone tinha mais de 2s sobre Boessio e controlava bem a corrida. Monteiro pressionava Witold em busca da quarta colocação e chegou a sair da pista para concluir a manobra. Mas não conseguiu. Atrás, Belinati cumpria sua punição por excesso de fumaça.
 
Na última volta, Boessio apertou o ritmo e foi para cima do líder, que conseguiu se manter à frente na bandeira quadriculada.
Pódio da corrida 1 em Curvelo (Foto: Vanderley Soares)
Classificação final
 
1. Felipe Giaffone (Volkswagen), 25min55s067
2. Régis Boessio (Volvo), 0s374
3. Danilo Dirani (Mercedes), 5s708
4. Witold Ramasauskas (MAN), 15s375
5. Beto Monteiro (Iveco), 16s816
6. Renato Martins (MAN), 33s618
7. André Marques (Mercedes), 34s400
8. Leandro Totti (Scania), 34s911
9. Wellington Cirino (Mercedes), 38s736
10. Rodrigo Belinati (Volkswagen), 40s718
11. Adalberto Jardim (Ford), 55s380
12. Débora Rodrigues (Volkswagen), 56s390
13. Duda Bana (Volvo), 1min17s751
14. Pedro Paulo (Mercedes), 1 volta
15. Luiz Lopes (Iveco), 1 volta
 
Não se classificaram
 
Djalma Fogaça (MAN), 7 voltas
Roberval Andrade (Scania), 8 voltas
Giuliano Losacco (Iveco), 11 voltas
Fábio Fogaça (Ford), 11 voltas