Truck

Giaffone brilha após erro na pista úmida e vence corrida 1 em Buenos Aires. Cirino é segundo

Felipe Giaffone venceu a primeira corrida do fim de semana em Buenos Aires. Com a pista úmida, Giaffone, segundo no grid, caiu para quinto ainda na primeira volta, mas se recuperou, foi ultrapassando uma a um e triunfou com autoridade. Wellington Cirino foi segundo, enquanto Roberval Andrade terminou em terceiro

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
E deu Felipe Giaffone na primeira corrida internacional da Copa Truck. No início da tarde deste domingo (16), Giaffone brilhou na úmida pista argentina e venceu depois de errar e cair para quinto ainda na primeira volta.
 
Giaffone foi se recuperando e recebeu a bandeirada com pouco mais de 2s para Wellington Cirino, que acabou em segundo depois de largar na pole. Roberval Andrade chegou a liderar a prova, mas não conseguiu se manter à frente e teve de se contentar com o terceiro lugar.

Leandro Totti foi muito bem e terminou em quarto, seguido de Danilo DIrani, que fez excelente prova de recuperação para ser quinto. Beto Monteiro, largando em último, fechou em ótima sexta colocação, trazendo André Marques em sétimo.

Adalberto Jardim foi o oitavo, com Renato Martins em nono e Pedro Paulo em décimo.
Os três melhores da corrida 1 na Argentina (Foto:Duda Bairros)
Saiba como foi a corrida 1 em Buenos Aires

O domingo começou chuvoso no circuito argentino, mas na hora da corrida o tempo estava firme. Só que a pista estava úmida, então a largada foi dada em regime de safety-car. Assim, os pilotos poderiam entender melhor as condições da pista.
 
O cronômetro em contagem regressiva marcava 14 minutos quando o carro de segurança, enfim, deixou a pista. O pole-position Wellington Cirino largou bem e manteve a ponta. Felipe Giaffone tentou a manobra de ultrapassagem por fora, mas perdeu a freada e foi para fora da pista, retornando na quinta colocação.
 
Os pilotos estavam bastante cautelosos, já que estavam com pneus voltados à pista seca. Mas o cuidado durou apenas uma volta rápida. 
 
Logo na segunda volta, Andrade conseguiu a manobra por fora e assumiu a liderança da prova. Giaffone foi se recuperando e dexou Pedro Paulo, André Marques e depois Cirino para trás, passando para segundo.
 
E não demorou para Giaffone ultrapassar Andrade na entrada da reta principal e assumir a liderança. 

Mais atrás, destaque para Danilo Dirnai, que largou lá atrás e já era sétimo com seis voltas completadas. Beto Monteiro, que largou em último, seguia o mesmo roteiro e aparecia em 11º.
 
Na ponta, Giaffone aos poucos conseguia se desgarrar. A diferença já estava em 4s para Andrade, que vinha sofrendo um calor de Cirino. Na sétima volta, o #6 tentou a ultrapassagem por fora no fim da reta principal, e acabou tocado por Andrade. Mas Cirino se manteve na pista e, em seguida, conseguiu a ultrapassagem.
 
Restando 4 minutos para o fim, os dez primeiros eram Giaffone, Cirino, Andrade, Marques, Totti, Dirani, Paulo, Monteiro, Martins e Jardim. 

No final, Totti conseguiu pular para quarto, e André Marques acabou caindo para sétimo. Na ponta, Giaffone recebeu a bandeirada com mais de 2s de diferença para Cirino e venceu a primeira prova do dia.
Felipe Giaffone e Wellington Cirino comemoram o pódio em Buenos Aires (Foto:Duda Bairros)
Classificação final
 
1. Felipe Giaffone (Volkswagen), 22min47s520
2. Wellington Cirino (Mercedes-Benz), 2s390
3. Roberval Andrade (Scania), 10s241
4. Leandro Totti (Mercedes-Benz), 15s005
5. Danilo Dirani (Mercedes-Benz), 19s740
6. Beto Monteiro (Iveco), 23s983
7. André Marques (Mercedes-Benz), 24s850
8. Adalberto Jardim (Ford), 25s007
9. Renato Martins (MAN), 26s975
10. Pedro Paulo (Volkswagen), 27s795
11. Régis Boessio (Volvo), 28s114
12. Witold Ramasauskas (MAN), 38s192
13. Giuliano Losacco (Iveco), 38s333
14. Luiz Lopes (Iveco), 40s114
15. Rodrigo Belinati (Volkswagen), 41s310
16. Fábio Fogaça (Ford), 41s636
17. Débora Rodrigues (Volkswagen), 43s014
18. Duda Bana (Volvo), 46s787
19. Rogério Castro (Volkswagen), 1min