Melhor colocado no grid, Giaffone sai em vantagem na etapa que define campeão brasileiro da Copa Truck

Segundo no grid de largada, Felipe Giaffone iniciou a briga pelo título um passo à frente dos outros cinco concorrentes. A promessa, porém, é de uma disputa acirrada pelo troféu de campeão nacional da Copa Truck

Depois de oito etapas e quatro copas regionais, chegou o dia da Grande Final. Neste domingo (2), em Curitiba (PR), vamos conhecer o campeão brasileiro da Copa Truck, categoria que faz sua segunda temporada neste ano de 2018.

 
Seis pilotos se credenciaram para a disputa de logo mais: André Marques, Roberval Andrade, Felipe Giaffone, Wellington Cirino, Renato Martins e Giuliano Losacco.
 
A considerar os treinos classificatórios e o grid de largada para a primeira corrida, Felipe Giaffone aparece um passo à frente dos demais. Segundo no grid, só atrás do pole Danilo Dirani, o piloto da Volkswagen foi o melhor entre os seis postulantes ao título máximo da categoria e vai iniciar a primeira corrida no autódromo de Curitiba em vantagem. 
Felipe Giaffone (Foto: Duda Bairros)
"Não deu para pegar o Dirani, ele estava um nível acima, mas foi importante ficar na frente principalmente dos outros finalistas", analisou Giaffone. 
 
Terceiro no grid, Andrade mostrou força na tomada de tempo e ficou bem perto do tempo de Giaffone. E uma posição à frente de outro forte concorrente, Wellington Cirino.
 
O representante da Scania prevê uma briga boa pela frente. "Estava torcendo pela chuva, mas o caminhão está bem equilibrado para as corridas. Será uma briga de foice com o Giaffone e o Cirino, não tenho dúvidas", destacou Roberval.
Roberval Andrade (Foto: Duda Bairros)
Cirino, que abre a segunda fila, não ficou muito contente com o treino classificatório. Na sexta e no próprio sábado, o piloto paranaense sofreu com a busca do melhor acerto. 
 
"A gente vai focar muito na resistência dos caminhões. Tivemos treinos tumultuados mas estamos largando bem. Se tivéssemos mais oportunidade dava para melhorar mais. Agora é focar em uma boa largada para manter o ritmo forte do início ao fim. E, durante a prova, vamos trabalhar em equipe", comentou Cirino.
Wellington Cirino (Foto: Duda Bairros)
O companheiro de equipe André Marques também não estava tão contente com o sexto lugar. "O treino não foi exatamente o que a gente esperava, testamos um acerto diferente que não deu certo. Hoje não tem remédio, é ir para cima. Estamos largando da terceira fila e nada está perdido", resumiu Marques, o líder do ranking.
 
Renato Martins terá de remar muito para brigar com os demais pilotos, já que parte da nona colocação. Giuliano Losacco também não terá vida fácil. O representante da Iveco parte da 11ª colocação. 
 
A largada da primeira corrida da Grande Final tem início às 13h02 (horário de Brasília).

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube