Falta de patrocinador principal ameaça continuidade da equipe brasileira no Mundial de GT em 2016

A equipe brasileira do Mundial de GT já escolheu inclusive com qual montadora vai trabalhar na próxima temporada. Porém, só terá como fazê-lo se conseguir um patrocinador principal

Embora o planejamento para 2016 esteja todo pronto e o trabalho em busca de um patrocinador principal se desenvolva de modo considerado satisfatório, há ainda uma interrogação sobre a presença do Team Brasil, de Antonio Hermann e Washington Bezerra, na próxima temporada do Blancpain GT Series, que inclui os campeonatos de sprint e endurance. Tudo em função da falta de uma patrocinador principal.
 
Sem o apoio do Banco do Brasil em 2015, Hermann cumpriu a promessa de manter o time em atividade, em que pesem alguns ajustes, mesmo sem um patrocinador que substituísse o conglomerado financeiro estatal. Foram aplicados, inclusive, recursos próprios. O patrocínio do banco em 2014 foi de R$ 3.300.000,00.
 
Para 2016, porém, o empresário foi taxativo ao afirmar que, diante de uma eventual inexistência de um patrocinador do mesmo porte ou que atenda as necessidades do novo planejamento, a alternativa de manutenção das atividades com recursos próprios, usada na temporada recém-encerrada, não poderá se repetir.

Ao mesmo tempo em que a equipe cumpria nas pistas européias a sua última temporada com o BMW Z4, Hermann e Bezerra se envolveram em profundas negociações para escolher o equipamento do triênio 2016/2018. “Recebemos três convites firmes e decidimos por um deles após testes com o carro, longa negociação e, principalmente, pela empatia e convergência de interesses”, revelou Hermann, preferindo omitir a marca. Mas o jornalista Rodrigo Mattar revelou ontem se tratar da italiana Lamborghini e seu modelo Huracán.

Leia a reportagem completa no 'Diário Motorsport', parceiro do GRANDE PRÊMIO

BMW Team Brazil não sabe ainda se terá recursos para continuar no Mundial de GT (Foto: Tony Hermann)

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube