Farfus lamenta 10º lugar em Nürburgring no DTM: "Não tinha condições de andar mais rápido"

Augusto Farfus Jr. esperava mais da etapa de Nürburgring do DTM. Tendo em vista o bom desempenho apresentado pela BMW nos treinos e na classificação, o brasileiro ficou instatisfeito com o décimo lugar obtido neste domingo (19)

O décimo lugar na sexta etapa da temporada do DTM, disputada neste domingo (19), em Nürburgring, não agradou ao brasileiro Augusto Farfus. O piloto da BMW acreditava ser capaz de buscar um resultado melhor, especialmente depois de se classificar em sexto lugar, mas culpou a queda de rendimento de seu carro na fase final da prova pela posição de chegada.

“Claro que não foi o resultado que imaginávamos”, afirmou Farfus, demonstrando estar descontente. “Perdemos muito rendimento na parte final da prova e não tinha condições de andar mais rápido”, acrescentou o piloto.

Farfus não gostou do rendimento de seu carro e nem do resultado obtido em Nürburgring (Foto: BMW)

Outro fator que comprometeu sua atuação na disputa da prova foi a largada ruim. “Não fiz uma largada boa e isso também prejudicou um pouco nosso ritmo de corrida, principalmente no início da prova”, admitiu o curitibano.

Depois de perder três posições na largada, Farfus ficou limitado pela dificuldade de se ultrapassar no circuito alemão: foram pouquíssimas as manobras de ultrapassagem executadas durante a prova, e nenhuma valeu as primeiras posições. Na segunda rodada de pit-stops, Farfus ainda perdeu o nono posto para o português Filipe Albuquerque.

Farfus agora soma 17 pontos na temporada do DTM, o que o coloca na décima posição. A próxima etapa do campeonato acontece já no próximo domingo (26), em Zandvoort, na Holanda.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube