F1
08/03/2018 14:00

Em tarde de simulações de corrida, Vettel se sustenta e fecha sétimo dia de testes em Barcelona na liderança

Poucos pilotos melhoraram tempos de volta durante a tarde, deixando Sebastian Vettel e Ferrari com caminho livre para liderar mais um dia de pré-temporada. Mercedes e Red Bull, por sua vez, focaram em simulações de corrida em Barcelona
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 Sebastian Vettel (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Acabou sendo uma tarde de pouca ação nesta quinta-feira (8). Se a manhã em Barcelona reservou uma série de voltas com pneu hipermacio, o mais aderente disponibilizado pela Pirelli, a tarde teve o contrário: quase todo mundo apostou em simulação de corrida, com compostos mais duros e tanques mais cheios. Desse jeito, não é surpresa que Sebastian Vettel tenha sustentado a liderança, mesmo sem melhorar o 1min17s182 da manhã.
 
Outro que seguiu fazendo simulação de corrida foi Kevin Magnussen. Mesmo sem melhorar, o dinamarquês da Haas fechou o dia em um incrível segundo lugar com 1min18s360s.
 
O terceiro lugar pertenceu a um raro caso de piloto que evoluiu durante a tarde. Com hipermacios, Pierre Gasly conseguiu uma grande volta com a Toro Rosso. Nico Hülkenberg, que nem andou durante a tarde, e Carlos Sainz Jr. completaram o top-5 com dois tempos da Renault.
Sebastian Vettel voltou a liderar (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Mercedes e Red Bull, protagonistas em dias anteriores, pouco fizeram. Os prateados até fizeram voltas de supermacio com Lewis Hamilton, mas não foram capazes de ir além do nono lugar. Max Verstappen, por sua vez, seguiu fiel ao composto macio e apareceu em 12º. Os dois passaram a maior parte do tempo andando com tanque cheio, fazendo simulação de corrida.

Em termos de quilometragem, Vettel também liderou. O alemão somou 186 voltas com a Ferrari. A Mercedes chegou perto, conseguindo 181 com Hamilton e Valtteri Bottas, que só andou na manhã.

O dia teve apenas uma bandeira vermelha – e não foi por causa da McLaren. Marcus Ericsson perdeu controle da nova Sauber e ficou atolado na caixa de brita da curva 4, causando uma paralisação de aproximadamente 10 minutos. Salvo isso, o dia foi perfeito para acumular grandes números de voltas.
 
Pilotos e equipes da F1 voltam à pista nesta sexta-feira para o oitavo e último dia de testes de pré-temporada. Depois, a categoria só volta a competir em Melbourne, no fim de semana do GP da Austrália. A corrida está marcada para 25 de março.
 
Saiba como foi a tarde do sétimo de testes coletivos da F1
 
Seguindo a tendência dos últimos dias, as equipes não perderam tempo na abertura do teste vespertino. Poucos segundos após a bandeira verde ser agitada, Stoffel Vandoorne levou a McLaren à pista em Barcelona. Pouco depois, Pierre Gasly e Lewis Hamilton andaram com Toro Rosso e Mercedes.
 
Hamilton, que não tinha andado na manhã, tentava encontrar tempo com pneus médios. O #44 começou na lanterna da tabela de tempos, mas evoluindo: depois de começar o stint com 1min22s, o piloto alcançou 1min20s5 em seguida. Max Verstappen optou por andar com médios também, o que indicava destino semelhante.
Kevin Magnussen foi um inesperado segundo colocado (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Enquanto isso, pilotos de equipes medianas também ganhavam tempo de pista. Lance Stroll, no lugar de Robert Kubica, ia evoluindo com pneus macios. Mesmo assim, o canadense só aparecia na frente de Hamilton. Carlos Sainz Jr., de Renault, também completava as primeiras voltas. De médios, o espanhol virou o novo último colocado. Por pouco tempo: tão logo Sainz acelerou um pouco mais, Stroll se viu em último
 
Em uma tarde marcada pelas simulações de corrida, essas eram as únicas mudanças de posições na tabela de tempos. Na parte de cima, os mais rápidos da manhã focavam apenas em ganhar quilometragem durante a tarde. Isso era visto no total de voltas de Sebastian Vettel e Kevin Magnussen, os dois primeiros – ambos tiveram facilidade para quebrar a marca de 100 giros.
 
Gasly, quarto, e Verstappen, décimo, também chegaram nas 100 voltas. Até Sergio Pérez e Marcus Ericsson, nas menos impressionantes Force India e Sauber, conseguiram tal feito.
Pierre Gasly também conseguiu boas voltas (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Verstappen, agora com mais de 100 voltas, nem tentava repetir a performance que a Red Bull teve na quarta-feira com Daniel Ricciardo. Enquanto a maioria dos pilotos apelava para pneus hipermacios, o holandês não ia além dos macios. Além disso, o carro aparentava ter tanque cheio – justamente por causa da simulação de corrida.
 
Foi só após duas horas de atividade que um piloto realmente evoluiu na tabela de tempos. Sainz, antes brigando para não ficar na lanterna, começou a achar belas voltas com pneus macios. Antes na casa do 1min20s, o espanhol encontrou 1min19s621 e apareceu em oitavo no geral.
 
Outra expectativa de salto surgiu quando Lewis Hamilton apareceu na mista com supermacios – algo inédito para a Mercedes no dia. A velocidade veio, mesmo que de forma modesta. O britânico surgiu em oitavo, pouco melhor do que Sainz, com o mesmo composto.
A Mercedes não anotou voltas muito boas (Foto: AFP)

Pouco depois, a primeira bandeira vermelha do dia foi acionada. Isso porque Ericsson perdeu controle na curva 4 e atolou na caixa de brita. Era um contratempo para a Sauber, que viva um belo dia – o sueco tinha o sexto melhor tempo com hipermacios e acumulava animadoras 136 voltas. Foram 12 minutos de paralisação antes da retomada dos testes.

A nova bandeira verde permitiu que Sainz tivesse a chance de seguir melhorando. Com hipermacios, o espanhol apareceu em quinto com 1min18s725, logo atrás de Hülkenberg. O salto só não foi maior porque Gasly foi ainda além, ficando em terceiro com 1min18s363 ao fechar volta com hipermacios.

F1, Barcelona, Pré-temporada, Dia 7:

1   5 Sebastian VETTEL ALE Ferrari 1:17.182   186
2   20 Kevin MAGNUSSEN DIN Haas Ferrari 1:18.360 +1.178 150
3   10 Pierre GASLY FRA Toro Rosso Honda 1:18.363 +1.181 169
4   27 Nico HÜLKENBERG ALE Renault 1:18.675 +1.493 79
5   55 Carlos SAINZ JR. ESP Renault 1:18.725 +1.543 67
6   2 Stoffel VANDOORNE BEL McLaren Renault 1:18.855 +1.673 148
7   9 Marcus ERICSSON SUE Sauber Ferrari 1:19.244 +2.062 146
8   45 Lewis HAMILTON ING Mercedes 1:19.296 +2.114 84
9   77 Valtteri BOTTAS FIN Mercedes 1:19.532 +2.350 97
10   46 Robert KUBICA POL Williams Mercedes 1:19.629 +2.447 73
11   11 Sergio PEREZ MEX Force India Mercedes 1:19.634 +2.452 157
12   33 Max VERSTAPPEN HOL Red Bull Tag Heuer 1:19.842 +2.660 187
13   18 Lance STROLL CAN Williams Mercedes 1:20.262 +3.080 64


ENQUANTO A MERCEDES RESPIRA CALMARIA

CONCORRÊNCIA MOSTRA ARES DE PREOCUPAÇÃO