F1
26/02/2018 20:30

GP in loco: Clima instável e frio tornam primeiro dia de testes coletivos da F1 em Barcelona inconclusivo

A F1 abriu a pré-temporada em Barcelona, nesta segunda-feira (26), sob temperaturas muito baixas, o que já preocupa as equipes. Por conta do clima instável, não foi possível tirar uma análise mais precisa do desempenho dos novos carros de 2018
Warm Up, DO CIRCUITO DA CATALUNHA
EVELYN GUIMARÃES, do Circuito da Catalunha


 

Daniel Ricciardo foi quem liderou um primeiro dia de testes inconclusivo da F1 em Barcelona. O australiano da Red Bull andou por mais de 100 voltas, mas o clima instável na Catalunha e o frio tornaram o trabalho de análise mais difícil nesta segunda-feira (26). O piloto andou somente com os pneus médios e não enfrentou nenhum grande problema, mas as baixas temperaturas impediram o aquecimento correto e até o uso de outros compostos mais macios. Atrás de Ricciardo, Valtteri Bottas posicionou a Mercedes em segunda – que teve um programa bastante parecido, aliás. Assim como a Ferrari, que foi hoje Kimi Räikkönen na pista. E só para se ter uma ideia do quanto as intempéries prejudicaram o dia, o próprio ‘Iceman’ reclamou do frio na pista de Montmeló. E a previsão do tempo para o restante dos dias não anima: há chance até de neve. 

"Hoje estava bem frio. Tirando isso, foi bom. Pela manhã, com pista seca, foi tudo muito bem, mas aí a chuva da tarde deixou as condições mais traiçoeiras. É difícil fazer qualquer coisa funcionar bem com os pneus em temperaturas assim, especialmente porque o asfalto também era novo", disse Ricciardo, que foi pouco mais de um décimo mais veloz que Bottas.
 
Ainda nesse primeiro dia, há que falar de Fernando Alonso e a McLaren. O espanhol sofreu uma rodada depois de um problema com uma porca na roda traseira. Por conta da falha, o bicampeão perdeu boa parte da manhã. E só voltou mesmo a andar na parte da tarde. Alonso minimizou o contratempo e disse que quase todo mundo enfrentou algum tipo de dificuldade. O bicampeão não escondeu o otimismo com a nova parceria entre a equipe britânica e a Renault.

"O carro estava bem, o motor também rodou bem. Claro que eu conheço muito gente da Renault dos meus tempos lá - conhecia 80% das pessoas que estavam na garagem -, sei como trabalham, a atenção que prestam para a dirigibilidade e a performance. Tive uma boa conversa com eles, mas até agora foi tudo bem suave e tranquilo. Há algumas coisas para mudar e adaptar, como qualquer equipe com carro novo, mas está tudo bem até agora e eu estou muito feliz com o potencial", explicou um Alonso atarefado. Por conta da quantidade de jornalistas, a McLaren precisou apressar as perguntas, o que exigiu respostas rápidas do espanhol.
Daniel Ricciardo (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)

"Foi um pequeno problema no carro, muito pequeno, mas muito gráfico e muito óbvio. Um carro na brita chama atenção. Tem seis times na garagem agora com o carro desmontado por completo, mas ninguém vê, não tem foto disso. Tem vários times com vários problemas, mas a imagem do dia vai ser a nossa por causa de uma porca", completou o asturiano.

Falando nos franceses da Renault, tanto Nico Hülkenberg quanto Carlos Sainz saíram satisfeitos das atividades de hoje. Eles dividiram o carro durante o dia e foram unânimes em dizer que a equipe gaulesa deu um grande passo à frente. Quem também apareceu bem hoje foi a Toro Rosso, que não enfrentou qualquer problema com os motores da Honda. Inclusive, andaram até mais do que a McLaren na comparação com 2017. 
 
A sessão inaugural dos trabalhos da F1 também foi dedicada às avaliações do Halo – a proteção de cockpit que agora integra os modelos. Muita gente ainda torce o nariz, como Hülkenberg, mas os pilotos parecem ter se acostumado. Ninguém reclamou da visibilidade ou de qualquer interferência na pilotagem, embora o alemão tenha falado em acrobacias para entrar e sair do carro. Já Sainz relatou que, com chuva, o Halo reduziu os pingos na viseira do capacete. 
 
Amanhã, os pilotos retornam à pista para a segunda sessão de testes. E a previsão fala em um dia de muito frio, mas sem chuva. Apenas sol entre nuvens.

Os testes coletivos seguem na terça-feira, e o GRANDE PRÊMIO continua acompanhando as atividades AO VIVO, EM TEMPO REAL e 'IN LOCO' com a repórter Evelyn Guimarães.

Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F3
F1
F1
DTM
Outras
F1
F2
sábado, 23 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F2
Indy
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook