F1
15/07/2013 10:03

Sauber anuncia parceria com empresas russas, deixa crise para trás e garante futuro na F1

A equipe suíça contará com o apoio de três grandes empresas russas, o que ajudará o time a sanar as dívidas, além de desenvolver o carro, mas, em contrapartida, terá que promover o GP da Rússia e inscrever um carro para Sergey Sirotkin
Warm Up / Redação GP, de São Paulo
 Nico Hülkenberg (Foto: Sauber)

O futuro da Sauber na F1 está a salvo. Após passar por dificuldades financeiras durante a temporada 2013, quando atrasou o salário de Nico Hülkenberg assim como o pagamento a fornecedores, a equipe suíça anunciou no início da manhã desta segunda-feira (15) um acordo com três grandes empresas russas.

A equipe terá o patrocínio do Fundo Internacional de Investimento Corporativo (Investment Corporation International Fund), do Fundo Estadual de Desenvolvimento do Noroeste da Federação Russa (State Fund of Development of North-West Russian Federation) e do Instituto Nacional de Tecnologia da Aviação (National Institute of Aviation Technologies).
O futuro da Sauber na F1 está garantido (Foto: Getty Images)

“Nós estamos animados em anunciar um acordo entre o Fundo Internacional de Investimento Corporativo, o Fundo Estadual de Desenvolvimento do Noroeste da Federação Russa e o Instituto Nacional de Tecnologia da Aviação com a equipe Sauber, incorporando também a promoção da F1 na Rússia e o desenvolvimento de soluções de alta tecnologia”, disse a equipe em um comunicado.

Além de ter conseguido o orçamento necessário para se manter na F1, a equipe suíça ainda vai pode contar com o trabalho de cientistas e engenheiros russos no desenvolvimento dos novos carros. O objetivo da parceria é também comercializar a tecnologia do Leste Europeu.

“Com o Instituto Nacional de Tecnologia da Aviação, uma das instituições líderes em pesquisa científica na Rússia, a equipe Sauber vai se beneficiar do avançado know-how dos cientistas e engenheiros russos. O objetivo da parceria é abrir novas perspectivas de receitas ao comercializar o desenvolvimento conjunto de tecnologias”, acrescentou o time.

“Essa cooperação extensiva vai mostrar as inovações russas na principal categoria do automobilismo mundial. Ao mesmo tempo, a Sauber terá uma fundação sólida pra aumentar a competitividade a longo prazo”, encerrou.

Em contrapartida, a Sauber terá a obrigação de promover o GP da Rússia, que estreia na F1 em 2014, além de desenvolver a carreira de Sergey Sirotkin, de 17 anos de idade, competindo atualmente na World Series. O russo será um dos titulares no ano que vem.

O comunicado, portanto, acaba com os rumores de que Nicolas Todt fosse assumir o comando da equipe e, até o momento, não inclui o envolvimento do banco russo SMP, presente em diversas categorias do automobilismo mundial.

Quer andar de Nascar com Christian Fittipaldi em Orlando? CLIQUE 


Siga o GRANDE PRÊMIO                     Curta o GRANDE PRÊMIO