Copa GP

Flávio Alvez e Eder Santos vencem classificatórias da etapa de Interlagos na Taça JP de Oliveira

Duas baterias marcadas por uma disputa acirradíssima entre os três primeiros neste sábado (18). Confira os vinte classificados para a final, com largada para às 19h (horário de Brasília).

Warm Up / GUILHERME BLOISI, de Interlagos / VINÍCIUS PIVA, de Interlagos
Enfim, começou o segundo minitorneio da temporada 2019 da Copa GP de Kart. A Taça João Paulo de Oliveira teve nos pilotos Flávio Alvez e Eder Santos os grandes vencedores das baterias classificatórias neste sábado (18), em Interlagos.
 
Bateria 1 – Disputa acirradíssima até o fim entre três pilotos
 
Com Dagmar Viana alinhando em primeiro lugar, com o tempo de 56s178, o piloto manteve a ponta na largada, mesmo com grande pressão de Rodrigo Chafick, segundo colocado. Um pouco mais atrás, Flávio Alvez mostrava a que veio e era o terceiro, encostando nos líderes.
 
Um pouco mais atrás, vimos bons pegas entre Ricardo Talarico e Marcelo Hayasaka pela oitava posição e entre Sidney Rogério e Paulo Sant’anna pela quarta. Ao final da quinta volta, Tala fez a passagem para cima de Hayasaka e assumiu o sétimo lugar.
Lá na frente, Dagmar abriu vantagem e viu Alvez e Chafick batalharem curva a curva pela segunda colocação. Na volta 12, o até então líder viu a distância diminuir, até ser ultrapassado por Chafick na curva 1 e perder a primeira posição. Porém, ao final do giro posterior, devolveu a ultrassapagem e reassumiu a ponta.
 
Nas duas últimas voltas, veio o pulo do gato de Flávio Alvez. Primeiro, na volta 14, ele abriu passagem para cima de Dagmar na curva 2 e subiu para segundo. Na volta seguinte, deu o bote para cima de Chafick e tomou-lhe a primeira posição. E assim ficou até o final da primeira bateria.
Flávio Alvez (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
Bateria 2 – Mais três pilotos brigando pela liderança até as últimas curvas
 
A pole position desta corrida ficou com Elisson Gandolfo, que cravou 56s885. Na largada, Gandolfo manteve a liderança, mas Gustavo Ariel, que largara ao seu lado, perdeu a posição para Eder Santos.
 
Na terceira volta, Eder encostou em Gandolfo e queria por que queria tomar a ponta do adversário. Querendo recuperar-se do erro na largada, Ariel colocava bom ritmo um pouco mais atrás e também estava na briga. Mais atrás, Fábio Nakiri fez boa passagem para cima de William Carvalho e assumia a quinta posição.
 
No nono giro, Eder botou de lado em Gandolfo e tomou-lhe a liderança. Perdendo ritmo, Elisson já via Ariel pelo retrovisor até que, na 13ª passagem, fez a ultrapassagem e subiu para segundo.
 
Três voltas depois, o ótimo ritmo de Ariel fez com que, ao final da 16ª volta, fizesse boa manobra em Eder e subir para primeiro. Eder foi malandro o suficiente para esperar o tempo certo de retomar a ponta. E o fez, na abertura da última volta, na curva 1, em um vacilo de Ariel para, enfim, rumar para a vitória.
Eder Santos (Foto: Gabriel Pedreschi/Grande Prêmio)
A bateria final terá vinte classificados e os pilotos largam às 19h (horário de Brasília). Você acompanha tudo pelo GRANDE PRÊMIO, direto de Interlagos.
 
Bateria 1, classificatória, Interlagos, dez classificados:
 
1 - Flávio Alvez
2 - Rodrigo Chafick
3 - Dagmar Viana
4 - Paulo Sant'Anna
5 - Sidney Rogério
6 - Hélio Jr.
7 - Ricardo Talarico
8 - Marcelo Mesquita
9 - Vinícius Monteiro
10 - Marcelo Hayasaka
 
Bateria 2, classificatória, Interlagos, dez classificados:
 
1 - Eder Santos
2 - Gustavo Ariel
3 - Elisson Gandolfo
4 - André Mansano
5 - Fábio Nakiri
6 - William Carvalho
7 - Kleber Barbaroti
8 - Saulo Righi
9 - Alex Campo
10 - Alexandre Fernandes