Copa GP

Pista muito técnica e de alta velocidade: pilotos da Copa GP elegem principais características de Interlagos

Ninguém mais aguenta a ansiedade. A segunda etapa da Copa Grande Prêmio de Kart acontece no dia 16 de março, em Interlagos, e alguns dos pilotos contaram quais as principais características da tradicional pista

Grande Prêmio / NATHALIA DE VIVO, de São Paulo
A ansiedade já está batendo na porta para a volta da Copa Grande Prêmio de Kart. A próxima etapa acontece no dia 16 de março, e desembarca agora no Kartódromo de Interlagos para disputar a segunda etapa válida pela taça Edgard Mello Filho.
 
A primeira etapa da temporada foi bastante movimentada e disputada, com Sidney Rogério levando a melhor e conquistando a primeira vitória do ano. Após as baterias, pilotos e organizador elogiou o alto nível do grid e do campeonato.
 
Agora chegou a vez de correr em Interlagos, circuito visto com muitos bons olhos pelos participantes da Copa GP. Sidney ressaltou os pontos que gosta do traçado, que considera bastante técnico. “A próxima etapa vai ser em Interlagos, a pista é bem técnica, não é uma pista fácil. Eu confesso infelizmente ando pouco lá, por isso vai ser um grande desafio para mim”, explicou.
 
“Não estou tão acostumado em andar em Interlagos, estou acostumado em andar mais na Granja Viana, e ela tem muitos desafios, pois além de técnica, ela tem zebras diferentes, são altas em alguns pontos e muito baixas em outros. Tem que tomar muito cuidado com as zebras que você aproveita para não te jogar para fora da pista, ou então você realmente aproveitar a pista para fazer um melhor tempo”, seguiu.
Copa GP em Interlagos (Foto: Emerson Santos/One Photography Media)
“Gosto bastante de lá porque é uma pista técnica, mas o motivo maior pela qual eu gosto mais é porque lá é o templo do kartismo. A gente vê tanta gente que começou lá e hoje a gente admira tanto, como Rubinho, Senna, e outros grandes nomes do automobilismo”, emendou.
 
“Você saber, ver fotos, estar na mesma pista que eles andaram dá uma sensação de que você está andando com ele. Para qualquer piloto andar em Interlagos é uma sensação fantástica. Estou em animado para a corrida, espero conseguir fazer uma boa corrida”,  completou.
 
Saulo Righi também deixou suas impressões do traçado, o classificando como ‘purista’. “A pista de Interlagos tem muita história, a pista foi o berço de todos os grandes pilotos que o Brasil teve até hoje, formou excelentes pilotos. Então, o fato de você poder correr em Interlagos tem significado. Então, o traçado em si é um traçado desafiador, que demanda do piloto um esforço físico razoável”, explicou.
 
“É um traçado de alta velocidade, você tem que carregar muita velocidade nas curvas, favorece a coragem. O setor da pista que tem o bacião, a esplanada e depois a entrada da reta, são curvas muito técnicas, muito velozes, o piloto tem que acreditar demais no equipamento e na capacidade dele. Muita parte do tempo de volta vem ali. Favorece quem aplica o princípio básico do automobilismo, que é frear o mais tarde e forte possível e voltar no acelerador o mais cedo possível. Então, é uma pista muito purista nesse sentido”, continuou.
Corsa
“Até hoje não dei muita sorte em Interlagos para falar bem a verdade, tem ainda negócios não terminados em Interlagos. Mas eu gosto de lá por causa dessas características, carrega muita velocidade, muita velocidade, casa bastante com o jeito que eu guio. Sinto muito prazer em guiar em Interlagos, por isso que gosto tanto de lá”, encerrou.
 
Com uma pista que carrega tanta história fica difícil ficar de fora da próxima etapa da Copa GP de Kart, né? Então corra para fazer sua inscrição. Para participar é fácil, basta clicar no link e se inscrever. Queremos ver você lá!