Auer vence corrida 2 em Hockenheim. Lawson é 2º e volta à liderança do DTM

Lucas Auer tomou a ponta na largada e partiu para a vitória em Hockenheim. Liam Lawson foi o segundo e voltou à liderança do DTM, enquanto Kelvin van der Linde foi o décimo

Orlando Bloom acelerou no Circuito das Américas (Vídeo: MotoGP)

Liam Lawson vai para a rodada dupla decisiva da temporada 2021 do DTM na liderança do campeonato. O neozelandês terminou a corrida 2 da etapa de Hockenheim, neste domingo, em segundo lugar com a Ferrari da equipe AF Corse, ficando só atrás do austríaco Lucas Auer, da Mercedes, que tomou a ponta logo na largada. Kelvin van der Linde, que chegou a empatar com Lawson na liderança da temporada depois da vitória do último sábado, se envolveu em disputa com o rival ainda no começo da corrida e o jogou pra fora da pista, sendo então punido em 5s. Para piorar, o piloto da Audi perdeu posições depois do seu pit-stop. Com tudo isso, o sul-africano terminou só em décimo.

Lucas Di Grassi terminou com dificuldades seu primeiro fim de semana no DTM. Depois de problemas no motor do carro da Audi na classificação, pela manhã, o brasileiro largou em 19º, chegou a ocupar a oitava posição durante as trocas de pneus, mas cruzou a linha de chegada em 18º.

Lawson vai para a decisão do campeonato com 206 pontos, enquanto Kelvin Van der Linde soma 192. A rodada dupla que vai coroar o campeão do DTM em 2021 acontece já no próximo fim de semana no circuito de rua de Norisring, em Nuremberg, nos dias 9 e 10 de outubro.

LUCAS AUER; DTM; HOCKENHEIM;
Lucas Auer venceu pela segunda vez na temporada 2021 do DTM (Foto: DTM)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Saiba como foi a corrida 2 do DTM em Hockenheim

Empatado na liderança do campeonato com Liam Lawson, Kelvin van der Linde largou na pole para a segunda prova do fim de semana, mas foi ultrapassado pela Mercedes de Lucas Auer metros após a abertura da prova. A luta do sul-africano ao longo da prova de 55 minutos ficou com seu grande adversário na luta pelo título. Logo na segunda volta, os dois travaram um duelo roda a roda, chegaram a se tocar, mas Van der Linde permaneceu à frente. Lucas Di Grassi largou no fim do grid, em 19º lugar, depois de enfrentar problemas no motor do seu Audi na classificação.

Alexander Albon, que vai voltar à Fórmula 1 no ano que vem como piloto da Williams, lutava pelo décimo lugar com Nico Müller e Timo Glock. Já Sheldon van der Linde, de BMW, abandonou a disputa logo no início em razão de problemas no carro. Quem também deixou a prova ainda nas primeiras voltas foi a alemã Sophia Flörsch, da Audi, depois de pequena batida no hairpin na Lamborghini da britânica Esmee Hawkey.

Na sequência, já a partir da sexta volta, vários pilotos foram aos boxes para a troca de pneus obrigatória. Dentre os líderes, Lawson fez o pit-stop na volta 7, enquanto Van der Linde e Auer foram aos boxes no giro seguinte. O veterano Mike Rockenfeller assumiu a liderança na pista, com Dani Juncadella em segundo e Arjun Maini em terceiro.

Dentre os que fizeram seus pit-stops, Auer voltou ainda à frente, mas Lawson aplicou o ‘undercut’ e conseguiu superar Van der Linde depois do pit-stop. Para piorar as coisas para o sul-africano, Maximilian Götz também estava à sua frente. Mas ainda restavam 41 minutos para o desfecho da corrida.

Rockenfeller apostou na estratégia e ficou o máximo possível de tempo na pista para tentar o bote contra Auer, que depois que todos os outros pilotos fizeram seus respectivos pit-stops, estava em segundo, com Lawson em terceiro, Götz em quarto e Kelvin van der Linde em quinto.

Na volta 21, Rockenfeller parou nos boxes para trocar pneus. Naturalmente, o piloto da Audi perdeu posições e voltou à pista em décimo. Auer, então, reassumiu a ponta da corrida, em cenário real, quando restavam 20 voltas para a bandeirada. Van der Linde, além de ter perdido também a posição para Dani Juncadella, ainda foi punido em 5s por ter jogado Lawson para fora da pista no começo da corrida.

Daí em diante, nada mudou em termos de luta pela vitória. Auer cruzou a linha de chegada na frente, enquanto Lawson foi o segundo, 6s38 atrás. Götz completou o pódio em terceiro, seguido por Philip Ellis, que largou em 11º, e Juncadella, o quinto. Albon foi o sexto, enquanto Di Grassi concluiu a disputa em 18º. Com a punição, Van der Linde foi o décimo colocado.

F1 CHEGA AO CATAR USANDO MOTOGP. PARCERIA ENTRE AS DUAS ESTÁ PRÓXIMA?

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar