Ano excelente e busca por segunda categoria: Nasr faz balanço de carreira

Felipe Nasr não poderia ficar mais satisfeito com a temporada que terminou do SportsCar. Feliz com os resultados conquistados e com a parceria com Pipo Derani, o piloto agora está de olho na temporada 2020

Felipe Nasr é daqueles grandes exemplos de que a felicidade pode ser encontrada fora da Fórmula 1. O brasiliense exaltou sua jornada no SportsCar e falou também dos planos para a temporada 2020.
 
O brasileiro fez sua estreia na categoria de corridas de longa duração no último ano. Já em sua estreia conseguiu conquistar o título com Pipo Dirani como companheiro. Em 2019, terminou a classificação como vice-campeão.
 
Ao fazer o balanço do ano, exaltou os bons resultados, mas reconheceu que o caneco ficou faltando. “Meu ano foi incrível, excelente. Tive um ano superdisputado no SportsCar, fechei no segundo lugar na classificação geral e nas provas longas fui campeão, só ficou devendo mais um campeonato”, disse ao GRANDE PRÊMIO.
 
“No decorrer do anol ficamos um pouco na desvantagem na questão do B.O.P. [balance of performance, nível de desempenho] da categoria e isso dificultou nossa vida. Mas o carro e equipe foram sempre competitivos, o Pipo Derani como parceiro e companheiro de equipe foi excelente, não tenho nada para falar, só coisas boas. Estou adorando essa aventura nos Estados Unidos, meu segundo ano e já colhendo os frutos”, seguiu.
Felipe Nasr (Foto: Cauê Moalli/Grande Prêmio)

“Está abrindo portas cada vez mais, fiz um teste na Indy e cada vez mais consolidando minha carreira por lá”, completou.
 

Nasr ainda falou dos planos para o próximo ano. “Em 2020 estou confirmado no SporstCar com a American Express e estou de volta ao meu Cadillac #31. Quero brigar pelos dois campeonatos de novo e quem sabe encaixar uma segunda categoria durante o ano”, completou.
 
No último final de semana, o piloto ainda participou da etapa final da Porsche Endurance Series, reforçando que pretendia usar sua experiência no SportsCar para a categoria brasileira. “Meu foco era trazer essa experiência que eu tenho no endurance junto com o Fran [Lara]. O Fran teve ano excelente sendo campeão”, seguiu.
 
“Achei impressionante que, pela pouca experiência que ele tem num carro de corrida, já tem afinidade técnica, já entende muito em pouco tempo. Então, minha experiência no endurance como poupar o equipamento, gerenciar prova, isso ajuda muito”, concluiu.
 

Paddockast # 44
RETROSPECTIVA 2019: MUITO QUE BEM, MUITO QUE MAL

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube