Endurance

Mazda mantém domínio e abre sábado de treinos na frente em Daytona. Alonso é segundo e Derani, 4º

Assim como na abertura dos treinos para as 24 Horas de Daytona, na sexta-feira, o sábado (5) começou novamente com a Mazda na frente. Harry Tincknell cravou o melhor tempo, com 1min34s925. Fernando Alonso se destacou no seu stint com o Cadillac DPi da Wayne Taylor Racing e foi o segundo, pouco mais de 0s1 atrás
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
A Mazda voltou a dar as cartas no Daytona International Speedway neste sábado (5). No terceiro treino livre deste fim de semana como preparação para a disputa das 24 Horas de Daytona, no fim de janeiro, Harry Tincknell anotou 1min34s925, registrou o melhor tempo para a tripulação do Mazda DPi ##55 da Team Joest, que também conta com Olivier Pla e Jonathan Bomarito. 
 
Fernando Alonso vai provando sua adaptação cada vez mais rápida ao Cadillac DPi #10 da Wayne Taylor Racing. O bicampeão mundial de F1 registrou o segundo melhor tempo da sessão, ficando a pouco mais de 0s1 do tempo de Tincknell. A equipe, que conta também com Renger Van der Zande, Jordan Taylor e Kamui Kobayashi, foi a mais rápida do segundo treino da sexta-feira, tendo seu melhor tempo feito pelo japonês, mas com marca inferior ao registrado por Oliver Jarvis na primeira sessão. 
 
O outro protótipo da Mazda completou o top-3, novamente com Jarvis andando bem e sendo o mais rápido da tripulação que conta também com Tristan Nuñez, Timo Bernhard e René Rast.
Harry Tincknell liderou o terceiro treino livre de preparação para as 24 Horas de Daytona (Foto: IMSA)
Em seguida, vieram os dois Cadillacs DPi da Action Express. Novo piloto da consagrada equipe, Pipo Derani colocou o #31 em quarto lugar, liderando a tripulação que conta também com Felipe Nasr e Eric Curran. E João Barbosa anotou o quinto tempo da sessão com o #5, que conta também com Christian Fittipaldi — que se despede neste mês como piloto —, Filipe Albuquerque e Mike Conway.
 
Os Acura DPi da Penske ficaram logo atrás, com a tripulação #6, comandada por Alexander Rossi e que conta também com Helio Castroneves e Ricky Taylor, em sexto, e o #7, de Simon Pagenaud, Juan Pablo Montoya e Dane Cameron na sétima posição. Em oitavo, ficou o Cadillac CPi #85 da JDC-Miller, que conta com Rubens Barrichello, Tristan Vautier, Mikhail Goikhberg e Delvin DeFrancesco, autor da volta mais rápida da tripulação, com 1min36s503.
 
Na classe LMP2, a liderança ficou novamente com a PR1 Mathiasen. O Oreca LMP2 #52, que ganhou neste sábado o reforço de Mark Kvamme, teve também Gabriel Aubry e Matt McMurry como o mais rápido ao registrar 1min38s107.
Fernando Alonso foi um dos destaques do terceiro treino livre (Foto: Daytona International Speedway)
A Porsche voltou a liderar na classe GTLM, mas desta vez com o #912. Mathieu Jaminet fez a melhor volta, 1min43s862, com conjunto formado também por Earl Bamber. Destaque para o experiente e vitorioso espanhol Antonio García, que colocou o Corvette C7.R #3, tripulado também por Jan Magnussen e Mike Rockenfeller, em segundo, com o outro Porsche, o #911 de Patrick Pilet, Nick Tandy e Frédéric Makowiecki, fechando a lista dos três primeiros.
 
Já na GTD, que conta com o maior número de inscritos e também com o maior número de brasileiros na pista, fechou a fila dos 47 carros que estiveram em ação em Daytona na sessão. Desta vez, a liderança ficou com o Porsche 911 GT3 da Black Swan Racing, tripulado por Timothy Pappas, Matteo Cairoli, Dirk Werner e Marco Seefried, que anotou 1min45s919 como melhor tempo do quarteto.
 
A Ferrari 488 GT3 #51 da equipe Spirit of Race, que contou novamente com Daniel Serra como o mais rápido e composta também por Paul Dalla Lana, Pedro Lamy e Mathias Lauda, ficou em terceiro lugar na categoria. Em quinto na GTD e 27º no geral ficou a brasileira Via Italia Racing, que alinha a Ferrari 488 GT3 #13 de Chico Longo, Marcos Gomes e Victor Franzoni, o mais rápido do trio ao registrar 1min46s193.
 
Jeroen Bleekemolen, companheiro de equipe de Felipe Fraga, Lucas Stolz e Ben Keating, foi o nono colocado na classe com um Mercedes AMG GT3 da equipe Riley Motorsports. E coube a Bia Figueiredo o melhor tempo do quarteto feminino da Meyer Shank Racing, formado também por Simona de Silvestro, Katherine Legge e Christina Nielsen. A brasileira anotou 1min46s750 como volta mais rápida na sessão.
 
A programação do fim de semana compreende mais dois treinos livres neste sábado e mais duas sessões, além da simulação de classificação, neste domingo.