Organização das 24h de Le Mans abre portões para público de 50 mil pessoas

A decisão de adiar as 24h de Le Mans para tentar receber público deu certo. A corrida terá público de até 50 mil pessoas, representando 20% da capacidade do autódromo

Acidente do líder, erro do campeão e vitória de Pérez: os melhores momentos do GP do Azerbaijão (GRANDE PRÊMIO com Reuters)

No fim das contas, a aposta da organização das 24 Horas de Le Mans deu certo. Meses após determinar o adiamento da prova para aumentar as chances de receber público no contexto da Covid-19, a quinta-feira (10) trouxe a confirmação. 50 mil fãs terão acesso, representando 20% da capacidade total do autódromo.

A decisão vem em um momento de maior tranquilidade na Europa. Com a vacinação avançando, a pandemia fica melhor controlada. Na França, a média diária de novos casos de Covid-19 gira na casa de mil, isso após uma média de 38 mil por dia no começo de abril.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Serão até 50 mil pessoas nas arquibancadas de Le Mans (Foto: WEC)

A tranquilidade, entretanto, é relativa. Quem quiser aparecer em Le Mans nos dias 21 e 22 de agosto precisará apresentar o passaporte sanitário, emitido pelo governo francês para acompanhar o histórico de Covid-19 e de vacinação de cada pessoa.

O entretenimento também não será o mesmo, com a tradição de shows em Le Mans ficando em stand-by pelo menos até 2022. Ainda assim, a ACO (Automobile Club de l’Ouest, organizadora da prova) promete entretenimento indo além da ação nas pistas.

O que a ACO não conseguiu evitar foi uma segunda edição consecutiva longe da data tradicional, em junho. Também houve adiamento em 2020, para setembro, na expectativa de que a pandemia estivesse melhor controlada. Não foi o caso, com a corrida de 24 horas sendo realizada com portões fechados pela primeira vez na história.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar