Retorno do WEC ao circuito de Sebring recebe nome de 1.500 Milhas para evitar confusão com ‘prova irmã’ do SportsCar

O WEC vai voltar ao autódromo de Sebring após sete anos de ausência. A prova será em março de 2019 e recebeu o nome de 1.500 Milhas de Sebring, algo diferente das demais corridas do Mundial de Endurance - que sempre recebem sua totalidade em horas. Neste caso, é para não haver confusão com as 12 Horas

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

O retorno de Sebring ao WEC não terá um evento controlado por horas, mas milhagem. Diferente de todas as outras etapas do calendário, o evento será nomeado como 1.500 Milhas de Sebring. O objetivo da mudança no nome é não confundir com as 12 Horas de Sebring, clássico evento norte-americano e válido pelo SportsCar. 

 
A confusão seria possível até porque as 1.500 Milhas de Sebring do WEC e as 12 Horas de Sebring irão acontecer no mesmo fim de semana. A versão válida pelo SportsCar correrá entre 10h e 22h do sábado; já a corrida do WEC irá começar à 0h e invadir a tarde do domingo.

De acordo com o tamanho da pista, as 1.500 Milhas serão o equivalente a 402 voltas. Em 2012, última vez que o WEC correu em Sebring como parte das 12 Horas, o carro vencedor da categoria LMP1 deu 325 voltas. O que dá a impressão de que a corrida terá duração maior que 12 horas, mas a velocidade dos carros do LMP1 também cresceu de lá para cá. A estimativa, então, é de que o tempo seja mais ou menos o mesmo. 

 
A chegada ao circuito de Sebring é apenas mais uma das mudanças protagonizadas pelo WEC na classe LMP1 seguindo as saídas de Audi e Porsche nos últimos dois anos – fazendo com que apenas a Toyota permaneça entre as grandes fábricas.
Sebring (Foto: José Mário Dias)
O novo calendário, por exemplo, tem um ano e meio de duração e duas edições das 24 Horas de Le Mans. A partir do ano que vem, os carros LMP1-L e LMP1-H – híbridos e não híbridos – serão colocado lado a lado na mesma classificação. Os carros não híbridos poderão usar mais combustível para aproximar o desempenho. 
 
A primeira edição das 1.500 Milhas de Sebring será a sexta etapa da temporada 2018/19 do WEC e está marcada para 16 de março de 2019.
’SOLDADINHO’ DA PENSKE?

CASTRONEVES TEM FALTA DE TÍTULO COMO MANCHA NA CARREIRA  

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube