Toyota #8 assume liderança em Le Mans e encaminha vitória. Serra é 2º na GTE-Pro

Toyota #7 sofreu novo azar quando tinha vantagem boa na liderança. #8 assumiu a ponta e encaminha terceira vitória consecutiva em La Sarthe. Daniel Serra encarou problemas, mas é segundo na GTE-Pro

A 88ª edição das 24 Horas de Le Mans teve uma importante mudança na liderança durante a noite, e que aponta uma nova derrota traumática para o Toyota #7. Kamui Kobayashi liderava a corrida com folga até informar sobre um problema no turbocompressor. O protótipo foi recolhido para a garagem e perdeu muitas voltas.

Quem se deu bem foi o atual campeão, o Toyota #8, de Brandon Hartley, Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima, que assumiu a ponta e abriu boa vantagem para os carros da Rebellion, que fecham as posições de pódio, mas ainda batalham pelo segundo lugar. O #1 está à frente do #3.

Carro é guiado por Brandon Hartley, Sébastien Buemi e Kazuki Nakajima (Foto: Toyota)

Em 2019, o Toyota #7 também tinha melhor ritmo e encaminhava a vitória, até que um problema de sensor na 23ª hora de corrida forçou uma visita inesperada aos boxes, dando a vitória nas mãos do carro irmão.

A LMP2 também teve importantes mudanças. O #32 da United Autosport, que liderou em diversos momentos, precisou recolher por conta de um vazamento de óleo, enquanto o #37 da Jackie Chan DC Racing sofreu uma desclassificação bizarra. O carro parou na pista com problemas e o piloto Gabriel Aubry fez uma ligação com um telefone celular para a garagem da equipe, que trouxe uma peça e consertou o carro na pista, o que é proibido pelo regulamento.

Com as mudanças, quem surgiu na ponta foi o #22 da United Autosports, guiado por Paul di Resta, e que também tem Philip Hanson e Filipe Albuquerque.

Na batalha da GTE-Pro, quem se deu melhor durante a noite foi o Aston Martin #97, que tem Harry Tincknell no volante. A equipe superou o #51 da AF Corse, que tem o brasileiro Daniel Serra, que acabou perdendo uma volta por conta de uma troca no freio.

Já na GTE-Am, o Brasil tinha uma boa chance de vitória nas mãos de Augusto Farfus, no Aston Martin #98, porém, o carro também perdeu várias voltas por conta de um problema na suspensão. Quem assumiu a ponta após os problemas foi o #90 da TF Sport, guiado pelo irlandês Charlie Eastwood.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube