Toyota vence 8 Horas do Bahrein e conquista WEC 2022 com trio Buemi/Hirakawa/Hartley

Toyota vence 8 Horas do Bahrein com Mike Conway/Kamui Kobayashi/José Maria López e mantém hegemonia no WEC, com título de Construtores e de Pilotos para Sébastien Buemi/Ryo Hirakawa/Brendon Hartley

A Alpine bem que tentou encerrar a hegemonia da Toyota no WEC, mas a disputa das 8 Horas do Bahrein, que encerrou a temporada 2022 neste sábado (12), coroou a fabricante japonesa novamente. Além do título mundial de Construtores, o carro pilotado por Sébastien Buemi, Ryo Hirakawa e Brendon Hartley conquistou a taça de Pilotos com o segundo lugar na disputa, vencida pelo outro trio da equipe — Mike Conway, Kamui Kobayashi e José Maria López.

Toyota e Alpine chegaram empatadas à última etapa do campeonato, ambas com 121 pontos, mas a classificação de sexta-feira deixou claro que a tarefa do time francês seria complicada: André Negrão, Nicolas Lapierre e Matthieu Vaxivière alinharam apenas na quinta posição, enquanto a montadora japonesa garantiu primeiro e terceiro lugares.

Relacionadas


Na corrida, o trio de Conwway, Kobayashi e López — que revezam o carro #7 — conseguiu tomar a primeira posição, cedida pelos companheiros de equipe, e não largou mais. Os vencedores cruzaram a linha de chegada com 1min30s de diferença para o outro hipercarro da Toyota, enquanto o trio da Alpine completou o pódio.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Ryo Hirakawa comemora no pódio após 1-2 que deu título à Toyota (Foto: WEC)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Na classe LMGTE Pro, os então líderes James Calado e Alessandro Pier Guidi sofreram com um problema na transmissão durante as últimas horas de disputa e despencaram no grid, mas conseguiram garantir o título para o Ferrari AF Corse #51 com a quinta colocação. Miguel Molina e Antonio Fuoco venceram a corrida, com Tommy Milner/Nick Tandy na segunda colocação e Kevin Estre/Michael Christensen completando o pódio.

Na terceira colocação entre os carros da LMP2, António Félix da Costa, Will Stevens e Roberto Gonzalez fizeram o suficiente para garantir o título da classe para a JOTA, em dia de vitória de Sean Gelael, Robin Frijns e René Rast pela WRT. Além dos dois carros, Alexander Lynn, Oliver Jarvis e Josh Pierson levaram a United Autosports ao segundo lugar da prova.

Por fim, o trio Ben Keating/Henrique Chaves/Marco Sorensen garantiu o título na classe LMGTE Am, que viu a primeira vitória da temporada de Matteo Cairoli, Nicolas Leutwiler e Mikkel Pedersen. Ben Barnicoat, Gunnar Jeanette e PJ Hyett terminaram com o segundo lugar, enquanto Rahel Frey, Michelle Gatting e Sarah Bovy completaram o pódio.

Chamada Chefão GP Chamada Chefão GP 🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias do GP direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.