FE

Buemi sai do quinto lugar para liderança em oito voltas e segura ímpeto de Di Grassi para vencer em Punta del Este

Sébastien Buemi mostrou que nos momentos em que alguma coisa não dá muito errado, é praticamente impossível competir de igual para igual com o #9 da e.dams. O suíço largou na quinta colocação, varreu todo mundo à sua frente em oito voltas e escapou para vencer a segunda na temporada
Warm Up / PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro
 Punta - PUN
Em determinado momento logo após a parada nos boxes para trocas de carros, pareceu que Lucas Di Grassi era mais rápido e atacaria Sébastien Buemi na reta final do eP de Punta del Este deste sábado (19). Não aconteceu. Buemi passou a voar a partir da 23ª volta, abriu e ganhou com muitas sobras. Mais uma amostra de que quando nada dá errado, é quase impossível competir com o #9 da e.dams.

Logo atrás, Di Grassi passou boa parte da primeira perna da corrida na cola de Loïc Duval na luta pela terceira colocação, mas um trabalho excelente da Audi ABT no pit-stop garantiu com que ganhasse duas posições. Nas voltas seguintes, chegou bem próximo de Buemi, até que o suíço disparou. Lucas garantiu a segunda colocação e caiu para o P2 do campeonato, mas apenas um ponto atrás do rival. 

As duas Dragon tiveram uma ótima briga pelo último lugar no pódio. Jérôme D'Ambrosio e Duval mostraram novamente que são ótimos pilotos, talvez a dupla mais equilibrada do grid. A Dragon é rápida, mas Audi ABT e e.dams são mais e por isso nenhum deles vai brigar pelo título.
Sébastien Buemi venceu em Punta del Este (Foto: F-E)
Nicolas Prost ficou com o quinto lugar, mas sem nem sequer ameaçar as Dragon. Aliás, cada vez fica mais estranho o ano para Nicolas, que não consegue render. António Félix da Costa, Jean-Éric Vergne, Daniel Abt, Stéphane Sarrazin e Robin Frijns encerraram o top-10.
 
Nelsinho Piquet pontuava bem na última volta, quando parecia ter ganho de vez a sétima posição que disputava com Vergne. Mas, então, uma escapada seguida de uma paulada acabaram com as chances de mais bons pontos de Piquet. Onde ano passado fez seu primeiro pódio, hoje um gosto amargo de decepção.
 
A briga pelo campeonato parece um disputa apenas de dois homens. D'Ambrosio é o terceiro com 28 tentos, enquanto Buemi tem 62 e Di Grassi já marcou 61 pontos.

Confira como foi o eP de Punta del Este:

A largada do eP de Punta del Este aconteceu já com 17 carros, porque Jacques Villeneuve bateu com vontade na classificação e a Venturi não conseguiu recuperar o carro a tempo. Isso, claro, somado ao fato de a Trulli ter deixado o campeonato.
 
Jérôme D'Ambrosio largou bem, mas Loïc Duval sacudiu na saída e perdeu o segundo lugar para Sam Bird. Sébastien Buemi também acelerou e passou Lucas Di Grassi pelo quarto lugar. Daniel Abt foi ao sexto lugar, enquanto Bruno Senna pulou para oitavo.
 
Como já havia sido observado por quem estava em Punta durante o dia, a linha de corrida estava limpa, mas o resto da pista estava com muita sujeira. Comum a um traçado colocado praticamente dentro da praia.
O trem da F-E em Punta del Este (Foto: Reprodução/Twitter)
Porém, logo em seguida, Senna teve problemas e começou a ser passado por todo mundo. O piloto da Mahindra foi aos boxes para reavivar o carro e acabou ficando muito longe do grid. Logo chegou a informação de que se tratava de um furo de pneu - fato que Bruno corrigiu no final da corrida, dizendo que havia sido uma quebra de suspensão na disputa com António Félix da Costa.
 
Implacável, Buemi já partia para cima de todo mundo. Na quarta volta, mergulhou e não deu chances para Duval. Imediatamente, saiu na captura de Bird. Não demorou duas voltas até passar.
 
Duval atacou Bird e passou para recuperar o terceiro posto, enquanto Buemi esperava para atacar D'Ambrosio no mesmo ponto. Era impressionante o quanto Sébastien era mais rápido que todo mundo. Enquanto isso, Nicolas Prost seguia uma certa distância atrás de Lucas Di Grassi.

Na décima volta, a informação de que Jean-Éric Vergne, Stéphane Sarrazin e Bird ganharam o FanBoost.
 
Bandeira amarela para Nathanaël Berthon, que rodou lá atrás e ficou atravessado na pista por um momento. Enquanto isso, Di Grassi mergulhava lindamente para deixar Bird para trás e assumir a quarta colocação.
 
Com muitos problemas no dia, Senna bateu na saída da curva. No rádio, avisou sobre problemas de dirigibilidade que vivia na prova. Uma pena para Bruno, especialmente após a boa corrida em Putrajaya.
Bruno Senna roda durante corrida no Uruguai (Foto: Reprodução)
Era a 18ª volta quando todos os primeiros colocados foram aos boxes para trocar de carros. E foi nada sem graça. Buemi saiu na frente mesmo, mas Di Grassi tomou a posição das duas Dragon. D'Ambrosio voltou no terceiro lugar, mas Bird saiu à frente de Duval para complicar o dia da Dragon.
 
Na mesma volta, porém, a Virgin de Bird ficou parada. Fim de prova para ele, e bandeira amarela em toda a pista. A parada viu Duval acelerar muito para cima do companheiro, mas especialmente a aproximação de Di Grassi contra Buemi. 
 
A dez voltas do fim, boas brigas entre os dois primeiros e o terceiro e quarto colocados. D'Ambrosio cravou a volta então mais rápida da pista. Fato repetido por Buemi no giro seguinte. Prost, em quinto, tentava se aproximar das Dragon. Conseguiu num primeiro momento, mas depois voltou a perder em relação a ambos.
 
Buemi acelerou, de fato, após a volta 23 e abriu de Di Grassi. Na 28, tinha 2s2 na frente. Mais atrás, na briga de FanBoost, Vergne balançou atrás, mostrou o bico e mergulhou para passar Sarrazin sem problemas.

Vergne, de fato, resolveu andar. Passou Abt e foi para cima de Piquet. Na última volta, atacou e passou, mas tomou o xis. Nelsinho passou de volta e parecia ter garantido o sétimo lugar. Mas perdeu a China e encheu o muro para abandonar a corrida.

No fim das contas, Buemi venceu, Di Grassi e D'Ambrosio foram ao pódio, Duval, Prost, António Félix da Costa, Vergne, Abt, Sarrazin e Robin Frijns ficaram com o top-10. Buemi fez a volta mais rápida, garantindo dois pontos extras e a liderança do campeonato por um ponto: 62 contra 61.

F-E, Punta del Este:

1 SÉBASTIEN BUEMI SUI E.DAMS 33 voltas  
2 LUCAS DI GRASSI BRA AUDI ABT +3.534  
3 JÉRÔME D'AMBROSIO BEL DRAGON +6.725  
4 LOÏC DUVAL FRA DRAGON +6.807  
5 NICOLAS PROST FRA E.DAMS +21.057  
6 ANTÓNIO FÉLIX DA COSTA POR AGURI +22.410  
7 JEAN-ÉRIC VERGNE FRA VIRGIN +57.726  
8 DANIEL ABT ALE AUDI ABT +1:00.744  
9 STÉPHANE SARRAZIN FRA VENTURI +1:03.559  
10 ROBIN FRIJNS HOL ANDRETTI +1:03.840  
11 SIMONA DE SILVESTRO SUI ANDRETTI +1 volta  
12 OLIVER TURVEY ING CHINA +1 volta  
13 OLIVER ROWLAND ING MAHINDRA +1 volta  
14 NATHANAËL BERTHON FRA AGURI +1 volta  
15 NELSINHO PIQUET BRA CHINA +2 voltas  
16 BRUNO SENNA BRA MAHINDRA +7 voltas NC
17 SAM BIRD ING VIRGIN +16 voltas NC



PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ