A poucos dias da estreia, Massa se diz feliz com escolha por Williams: “Me sinto bem”

Piloto brasileiro conta que se sente relaxado por decisão e que trabalho está sendo feito de acordo com ele

GRANDE PRÊMIO EUROBIKE: mostre que você sabe tudo de F1


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

Entre Sauber e Ferrari, Felipe Massa passou 12 anos na F1 sob as asas da escuderia italiana. Após o desligamento de Maranello em 2013, o destino do brasileiro se tornou um dos grandes mistérios da categoria: para onde iria Massa, e em quais condições?

A primeira pergunta teve resposta fácil, já que o vice-campeão mundial de 2008 não demorou para anunciar que estava acertando com a Williams; a segunda, tomou grande reviravolta. Não se esperava que a equipe de Grove apresentasse um carro que pudesse competir por vitórias, que dirá desse ao brasileiro a oportunidade perdida seis anos atrás de conquistar um título. A expectativa com a Williams para 2014 e além mudou logo nos primeiros testes, quando, em meio aos inúmeros percalços da nova F1, a equipe inglesa apresentou um FW36 ao mesmo tempo rápido e confiável.

Mesmo com as dificuldades de compreender o novo sistema enquanto se adapta a uma nova casa, esse começo de ano tem sido bom para Felipe Massa. O brasileiro está feliz no cockpit do carro que era azul, mas virou tricolor nas cores da nova parceira, a Martini.

Felipe Massa está feliz com a decisão de ir para Grove (Foto: Duda Bairros)


(adsbygoogle = window.adsbygoogle || []).push({});

“Tive muito problema para começar a entender o carro. A equipe me ajudou demais, tudo que eu dizia, eles entendiam. Vimos imediatamente um crescimento diário, o que me deixa feliz. Tudo que eu sugiro, nós fazemos. Estamos tendo uma evolução constante. Como piloto, dá para sentir a diferença no próximo dia de treinos”, disse.

“Quando falei com a Williams pela primeira vez, havia atmosfera e pensamento diferentes. Era um time que queria crescer e voltar aos seus grandes dias. Na primeira vez que fui à fábrica, soube as coisas que eu queria fazer, além de ter ficado aliviado por ter escolhido uma equipe que me daria oportunidade de correr de verdade”, contou Massa.

Sobre as diferenças em relação aos tempos de Ferrari, Massa destacou a pressão e as maneiras de italianos e ingleses.

“A pressão certamente é menor que na Ferrari. Se você for competitivo, sempre terá moral na F1. Mas o jeito que você se sente na Ferrari é diferente. Aqui eu me sinto relaxado; tenho muito respeito pela equipe e pela forma de trabalho. E isso ajuda, sim, eu me sinto bem”, falou.

“A mentalidade e a atmosfera do time são bem diferentes. A Ferrari é muito aberta, você nunca vê um mecânico trabalhando em silêncio. É impossível ver um italiano falando sem apertar mãos! Os ingleses são bem mais calmos e falam com você como se tivessem feito alguma coisa errada, mesmo que não tenham. No começo, parece difícil entender como trabalha uma equipe inglesa comparada a uma italiana, mas os procedimentos são mais automáticos", analisou.

“Definitivamente não é um desafio pequeno chegar a uma nova equipe e mudar seu engenheiro depois de ter um mesmo por tanto tempo. Ele (Andrew Murdoch) é bom, inteligente. O sotaque irlandês dele é difícil. Eu nunca estive lá! Nunca morei na Inglaterra, então, o inglês muito britânico não é uma variação com a qual eu esteja acostumado. E ainda tem tantos nomes para aprender, vários componentes que são novos”, seguiu.

"O legal é que as coisas estão sendo feitas do meu jeito. Estou gostando muito. Eu, particularmente, sou muito latino. Tenho tentado levar isso para o time”, completou.

A temporada de Felipe Massa e da Williams começa para valer no próximo domingo, 16, no GP da Austrália.

LEITOR DO GRANDE PRÊMIO TEM PREÇO ESPECIAL: viaje para Mônaco e acompanhe o GP mais tradicional do Mundial da F1 com a AMK VIAGENS. Veja aqui

Foto: Mais uma novidade nesta semana de início da F1: leitor/seguidor do GRANDE PRÊMIO tem preço especial na compra dos pacotes com a AMK Viagens. Já pensou em ir para Mônaco e acompanhar essa F1 imprevisível no glamour do Principado? Dica de amigo: dá uma olhadinha, fala com os amigos e entra em contato com o Edgar Efeiche para uma viagem em alta velocidade: http://www.amkviagens.com.br/2011/index.php/terrestres_internacionais/ver/104

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube