Ainda afetada pela pandemia, F1 estuda cancelar GPs de Mônaco, Azerbaijão e Canadá

Sem querer que a pandemia force a diminuir o número de etapas, Mundial prepara repetição dos GPs da Turquia, Toscana e Eifel como substitutos

A Fórmula 1 confirmou, no começo desta semana, as primeiras mudanças no calendário da temporada 2021. Ainda com o mundo envolto na pandemia do novo coronavírus, F1 e FIA decidiram sacar o GP da China – apesar de não confirmar o cancelamento ainda – e atrasar o GP da Austrália. Mas as mudanças não serão as únicas: as próximas na fila são as corridas europeias de rua e a etapa americana da primeira parte do campeonato.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

O caminho está sendo pavimentado para que os GPs de Mônaco, Azerbaijão e Canadá sejam cancelados pelo segundo ano consecutivo. A informação é da revista holandesa Formule1. Segundo o calendário oficial, as etapas estão marcadas, respectivamente, para os dias 23 de maio, 6 e 13 de junho – terceira, quarta e quinta corridas.

Apesar de colocadas no fim do primeiro semestre, a questão com etapas de rua é que a estrutura móvel precisa começar a ser construída com bastante antecedência. Em meio a uma segunda onda de contágio na pandemia do novo coronavírus e restrições de viagens na Europa e Canadá, a situação se complica.

Nos últimos dias, o Automóvel Clube de Mônaco [ACM] anunciou o cancelamento do Rali Histórico de Monte Carlo e confirmou que o Rali de Monte Carlo, etapa do calendário do Mundial de Rali, apesar de mantido por enquanto, acontecerá no próximo fim de semana sem a presença de público. A ACM também é a promotora da etapa da Fórmula 1 que, em 2020, foi cancelada ainda em março.

Você se lembra do último GP do Canadá? Em 2019, a briga entre Hamilton e Vettel gerou punição e troca das placas (Foto: Mercedes)

Já o Canadá estabeleceu um dos conjuntos de restrições mais apertados do mundo com relação a quem pode entrar no país atualmente e também conta com a necessidade da montagem começar em breve, uma vez que o Circuito Gilles Villeneuve fica num parque e muitas das estruturas utilizadas pela Fórmula 1 são móveis.

De acordo com o veículo, entretanto, o Liberty Media já tem três praças preparadas para substituir o trio de corridas: o Istambul Park, na Turquia, Mugello, na Itália, e Nürburgring, na Alemanha. Em 2020, as três também apareceram para salvar o calendário esburacado sediando os GPs da Turquia, da Toscana e de Eifel.

Siga o GRANDE PRÊMIO nas redes sociais:
YouTube | Facebook | Twitter Instagram | Pinterest | Twitch | DailyMotion

Assim, desta forma, é possível manter os vencimentos junto à TV. Resta a torcida da F1 para que, com a vacinação em massa, possa haver a supressão da pandemia e as corridas do segundo semestre sejam realizadas com público presente. De acordo com a revista holandesa, o plano é anunciar as mudanças em fevereiro.

Além de passar o GP da Austrália para 21 de novembro, o que obrigou o GP de São Paulo a ser adiantado em uma semana, para o dia 7 de novembro, a F1 também confirmou o GP da Emília-Romanha, em Ímola, como substituto do GP da China. A prova italiana será a única em abril. Depois, a expectativa é que o GP de Portugal seja confirmado em breve para ser o substituto do cancelado GP do Vietnã. Com tudo isso, a temporada começa no Bahrein, em 28 de março.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube