Ainda sem plano B se perder vaga na Williams, Sirotkin fala em paixão e “coloca coração” para seguir na F1

Sergey Sirotkin ainda nem sabe se vai continuar na Williams na próxima temporada. Vontade de seguir, não lhe falta, mas trata-se de algo que não depende necessariamente apenas do combustível financeiro. Enquanto isso, o novato russo se dedica como um apaixonado pela F1

Foi aos ’48 do segundo tempo’ que Sergey Sirotkin, graças à força dos patrocínios russos, garantiu a última vaga do grid para a temporada 2018 do Mundial de F1. Contratado como titular da Williams, o russo faz um ano de estreia naturalmente difícil em razão das notórias limitações do FW41. Dono de apenas um ponto conquistado no ano — após terminar o GP da Itália em décimo —, Sirotkin tem sua continuidade em xeque para 2019. Nas últimas semanas, o nome de Esteban Ocon despontou como favorito, mas Robert Kubica e até Artem Markelov são cogitados no paddock como possíveis companheiros de George Russell, já confirmado para o ano que vem.
 
Com a iminente definição de Lance Stroll como futuro piloto da Force India e a vaga restante da Toro Rosso cada vez mais com a cara do jovem anglo-tailandês Alexander Albon, a Williams parece mesmo ser a última esperança para Sirotkin continuar na F1. E, ao menos por enquanto, não há outra alternativa cogitada pelo russo neste período.
 
Em entrevista coletiva nesta quinta-feira (25) no Autódromo Hermanos Rodríguez, palco do GP do México deste fim de semana, Sergey não fez segredo e deixou claro que nada mudou em relação às últimas semanas: ou seja, sua situação dentro da Williams segue bem indefinida.
Sergey Sirotkin está na expectativa sobre continuar no grid da F1 em 2019 (Foto: AFP)

“Não sei se há algum motivo para que eu diga algo agora. Não tenho nada dizer além do que já venho falando há três fins de semana. Posso dizer que estamos sempre em contato, diariamente [Williams]. Talvez haja algo que eu não saiba, mas estamos sempre conversando”, afirmou o moscovita de 23 anos.

 
Sirotkin tem a carreira gerenciada pela SMP Racing, chefiada pelo banqueiro Boris Rotenberg, que, por sua vez, é muito próximo ao presidente russo Vladimir Putin. É de onde vem todo o combustível financeiro que custeia a carreira de Sirotkin há tempos e que o levou ao cockpit da Williams nesta temporada.
 
Ao GRANDE PRÊMIO, Sirotkin garantiu, contudo, que os rumos da sua carreira não são decididos unicamente pela SMP e que tem voz ativa nas decisões sobre o futuro. “Na verdade, é um trabalho conjunto. Eu digo algo, eles também, e vamos pensando juntos sobre as alternativas”, salientou o piloto, que avisa: seu único objetivo agora é lutar com todas as forças para seguir na F1. 
 
“Neste momento, eu não considero um plano B, porque eu tenho apenas um objetivo, no qual estou colocando o meu coração nele”, continuou Sirotkin, que falou sobre o amor que sente pelo esporte como a grande motivação para permanecer no grid no ano que vem.
 
“Tudo o que eu faço na pista ou dentro da equipe, é porque tenho uma paixão por isso, por esse trabalho. Nunca penso que tenho de fazer isso ou aquilo porque tenho de deixar uma boa impressão. Eu faço esse trabalho porque é o que amo fazer. Acho que isso verdadeiramente em ajuda a ter boas ideias e não sentir a pressão”, salientou.
 
Quando questionado se aceitaria a condição de atuar como reserva, posto que neste ano foi entregue a Kubica depois que o polonês perdeu justamente para Sirotkin a chance de ser titular neste ano pela Williams, o russo revelou que sequer cogita, no momento, tal possibilidade.
 
“Piloto reserva? Nunca pensei nisso. Na verdade, estou dando tudo de mim, colocando o meu coração nisso, estou trabalhando duro e esse é o meu objetivo. É como disse, nem por um segundo pensei um plano B”, concluiu.
 
O GRANDE PRÊMIO cobre ‘in loco’ o GP do México de F1 neste fim de semana com a repórter Evelyn Guimarães.
 
E o Grande Prêmio do Brasil de Fórmula 1 acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube